terça-feira, 22 de março de 2011

#Resenha: Entrevista com o Vampiro - Anne Rice (Book Challenge - Dia 2)

Boa tarde!

Finalmente um dia onde eu não tenho com o que me preocupar para o dia seguinte, então cá estou, depois de uma prova de biologia para mandar mais uma resenha para vocês referente ao Book Challenge! Espero que gostem e, é claro, comentem!


Entrevista com o Vampiro
Autora: Anne Rice
Editora: Rocco
Número de páginas: 334
Sinopse: "O livro inicia-se com um jovem repórter entrevistando Louis, e este conta sobre sua vida antes de se tornar vampiro, como se transformou, como conheceu Lestat, a vampira Cláudia e Armand. Fala também de suas viagens e reflete sobre vários assuntos como a imortalidade."

Ler este livro demorou quase uma semana. O motivo? A narrativa me cansava muito fácil. O livro não é dividido em capítulos o que dificulta muito pausar a leitura, seja para dar um tempo mesmo ou até para dormir.
Não me entendam mal, eu achei a história espetacular! Gostei muito de saber de toda a trajetória de Louis, de como Lestat o manipulava no começo e de como tentou fazer o mesmo com Cláudia.
Na verdade, eu achei a personagem Cláudia um pouco assustadora. Como seria ficar para sempre no corpo de uma criança? Ela conseguiu amadurecer psicologicamente, mas seu corpo não condizia com suas atitudes.
Embora o Louis tenha sido capacho por um tempo logo no começo, ele se mostrou muito mais esperto ao longa da história, principalmente depois do aparecimento de Cláudia. Ele desenvolveu um sentimento muito forte em relação à menina que, no final, demonstrou-se uma pequena monstrinha perversa.
Depois de longas páginas descrevendo como foram seus anos sem Lestat, Louis me pareceu voltar ao início, como se estivesse voltando à estava zero para que, assim, pudesse decidir o que faria da vida a partir de então.
Conforme ele vai se aproximando da atual data, o livro vai chegando ao final e, surpreendentemente, o entrevistador se mostra fascinado pela vida de vampiro. É como se todas as partes ruins que Louis lhe contou tivessem sido ignoradas.
Depois de ter terminado o livro eu fui assistir ao filme. Eu sei, não posso fazer comparações, mas me deu uma visão mais dinâmica sobre a história que eu havia acabado de ler. Continuo achando a forma como ela foi contada extremamente cansativa, mas o enredo, a história, essa sim é genial, imbatível!

Nota:
(esperava mais por ser um clássico da literatura vampiresca)

2 comentários:

Mariana Ribeiro disse...

Olá, Vê!! Adorei a sua resenha!
Nunca li os livros vampirescos da Anne Ricce, mas fiquei muito mais curiosa para conferir esta história após ler a sua resenha.
Não faz muito meu gênero, mas posso ler sim algum dia os livros dela.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Tazio Silvestre disse...

A narrativa da Anne Rice é cansativa ao extremo. Estou lendo A Hora das Bruxas há quase uma semana e ainda estou na página 100 (o que é quase impossível de acontecer) por causa da narrativa.