sexta-feira, 25 de março de 2011

#Resenha: Tamanho 44 Também não é Gorda - Meg Cabot (Book Challenge - Dia 4)

Boa noite!

Sexta-feira sem mais novidades, só com uma internet que quase me tirou do sério! Agora parece que consertou, ainda bem!
Não tenho recebido muitas visitas no blog e muito menos comentários. Onde estão vocês, meus queridos??? Será que, um dia, vou realizar meu sonho de ter 100 maravilhosos e fiéis seguidores? Só vocês dirão!

Resenha de hoje...


Heather Wells #02 - Tamanho 44 Também Não é Gorda
Autora: Meg Cabot
Editora: Record
Número de páginas: 416
Sinopse: "A ex-estrela pop Heather Wells está de volta, e como de costume vai se envolver em uma perigosa investigação. Ela é inspetora de um dormitório feminino da universidade de Nova York, e está acostumada com festas e brincadeiras estranhas das estudantes. Quando jovens começam a aparecer mortas no dormitório, Heather acha que pode ajudar, como já fez no passado. Mas quem está por trás desses assassinatos fará de tudo para se proteger e uma inspetora gordinha não ficará em seu caminho."

Resenhas anteriores:

Heather Wells está de volta...e com alguns quilos a mais. O conjunto residencial ainda está com a má fama desde os assassinatos das meninas, mas isso não abala nossa heroína que faz de tudo para manter a ordem dentro do prédio.
Mas a agitação está prestes a recomeçar e o estopim é a cabeça de uma das estudantes encontrada em uma panela borbulhante na cozinha do dormitório. A detetive desperta em Heather e ela se vê novamente atrás de pistas que, dessa vez, vão muito além das paredes do Conjunto Fischer.
E, como se não bastasse o risco que está correndo ao bisbilhotar aonde não foi chamada, seu ex-namorado atinge um nível extremo de carência. Essa é uma das partes do livro que me deixa mais indignada. Sabe aquele cara que acha que você está sofrendo por ele quando, na verdade, ele é quem está dependente? Esse é Jordan Cartwight. Um ser extremamente bebezão.
Heather não consegue se ver livre dele nem quando está prestes a ficar cara a cara com o assassino. Cooper, por outro lado, se mostra preocupado, mas, mais uma vez, não demonstra nenhum avanço em relação ao amor que Heather esconde por ele. E também há uma nova personagem em cena: o pai de Heather, que acabou de sair da cadeia.
A nossa heroína vê sua vida pessoal desmoronar com a convivência de seu pai em seu apartamento e a busca pelo assassino do Conjunto Fischer apertar cada vez mais a corda que ela possui no pescoço.
Uma história muito mais sinistra que não só te fará torcer por Heather como para que Cooper finalmente se toque sobre o que ela sente por ele e eles façam um lindo casal até o final do livro. Um dos melhores livros que li da Meg, altamente recomendado se você gostou de Tamanho 42 não é Gorda e se gosta de suspense até a última linha.

Nota:

xx

3 comentários:

Mariana Ribeiro disse...

Olá, Vê!! Estou sempre aqui conferindo as novidades em seu blog rsrs.
Adorei a sua resenha, não sou muito fã de Chick-lit, mas a sinopse chamou minha atenção. Vejo muitos comentários positivos a respeitos dos livros desta autora. Vou colocá-lo na minha imensa lista de desejados.
Bom findi.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Rafaela de França disse...

A resenha ficou ótima, e o livro é realmente uma boa pedida pra quem gosta de chick-lit/suspense policial. Sem contar que a Heather é super carismática.. Nos vemos por aí e continue com suas boas resenhas!!! ^^

Veezinha disse...

Oii!

Muito obrigada, que bom que gostou! Os livros da Meg são os meus preferidos, mas a série Heather Wells é uma das melhores que já li! Mal posso esperar pelo último lançamento: Tamanho Não Importa! ;D

xx




2011/11/10 Disqus <>