quarta-feira, 22 de junho de 2011

#Indicação - Filme: Ela e os Caras

De volta com a indicação de filme da terça-feira. O de hoje é um super legal que eu adoro assistir quantas vezes conseguir.

Ela e os Caras (Sydney White) - 2007

Sydney White vai para a Universidade Atlântico Sul, e quer entrar para a Kappa Phi Nu que era a irmandade que sua mãe também participou. Durante as atividades da iniciação, Sydney descobre que essa irmandade não é como ela esperava, especialmente graças à sua nova inimiga, a rainha da irmandade e presidente do conselho estudantil Rachel Witchburn.

Amanda Bynes, bem, eu gosto dela principalmente pelo filme Tudo o que Uma Garota Quer. Mas quando vi a propaganda para esse filme, eu simplesmente tive que assistir! E não me arrependi! É uma estória divertida sobre uma menina que perdeu a mãe quando era pequena e seu pai, numa tentativa de criá-la bem, acabou levando-a para o seu ambiente de trabalho: a construção civil.
O resultado? Uma jovem determinada e independente, que não leva desaforo para casa! Quando chega o dia dela ir para a faculdade, as lembranças de sua mãe como integrante da irmandade Kappa Phi Nu deixam Sydney ansiosa para tentar uma vaga na irmandade com o objetivo de honrar a memória de sua mãe.
Mas ao chegar lá, ela percebe que não será nada fácil. Como sabemos, as irmandades gregas são uma realidade nas universidades norte-americanas. Eu não sei qual a influência que elas tem sobre o campus e a administração da faculdade em si, mas nesse filme, os gregos dominam tudo: o orçamento, os locais de uso comum e tem muitos privilégios. E tudo isso por causa dos pais dos presidentes da Kappa Phi Nu e da Beta, que são ricos e de grande influência sobre a administração da faculdade.
Nesse contexto, conhecemos a bitch dos filmes adolescentes, que é a presidente da Kappa Phi Nu e estará pegando no pé de Sydney, já que ela é uma jovem bonita, determinada e está chamando a atenção do presidente da Beta, seu ex-namorado Tyler. E Rachel fará de tudo para tirá-la da jogada, usando de seus poderes como Kappa e sua influência sobre a faculdade para deixá-la no chão. Mas quem disse que nossa heroína irá desistir?
Depois de não ser aceita na irmandade onde sua mãe foi membro, Sydney está sem um lugar para dormir já que desistiu do dormitório da faculdade e, assim, vai parar em uma casa abandonada no campus chamada Vortex. Lá, os renegados, também conhecidos como nerds, se reúnem, compartilhando um lugar para morar, embora esteja caindo aos pedaços. Todos eles extremamente inteligentes, viciados em video game e todas aquelas coisas de Jornada nas Estrelas. São o que os filmes rotulam de esquisitões e o nome Vórtex é dado à casa, pois, segundo um deles "suga os nerds".
Sydney simpatiza com cada um deles e decide ajudá-los a terem um espaço na faculdade. Para isso, ela inscreve Terrence, um ruivo craque em probabilidades, para as eleições de presidente do conselho estudantil. Se Rachel ganhar as eleições, o Vortex será destruído para dar espaço a mais uma instalação de uso grego. Dessa forma, a luta está travada e veremos que os gregos não são a maioria no campus.

Nota:



Um comentário:

Nara Brasil do Amaral disse...

Caramba, já faz tempo que eu não via esse filme, adoro os filmes da Amanda e acho uma pena a atriz não querer mais fazer filmes :/ ... Confesso que o meu filme favorito dela é 'Ela é o cara', mas 'Ela e os caras' não fica muito atras.
Adoro a Sidney, ela não abaixa a cabeça para ninguem e é determinada a conseguir aquilo que quer e acha certo. Com certeza não é uma personagem dependente do par romântico e vai atras de dividir corretamente os direitos de todos os alunos da universidade. Vou assistir de novo com certeza!!