quarta-feira, 8 de junho de 2011

#Indicação - Os Criminosos Vieram para o Chá

Boa noite!

Nossa, estou exausta, passei umas três horas e meia estudando Karl Marx para a minha prova de Filosofia de amanhã (comentei do meu 5,5 de média? Revoltante né, por meio ponto...). De qualquer forma, não gosto de filosofia, acho que esses pensadores são um bando de desocupados, isso sim! Mas acho que não me verei livre deles tão cedo, já que pretendo cursar Direito na faculdade. Marx, aqui vamos nós. o/
Muito beeeem, adorei ver os lindos comentários de ontem e hoje, foram 6 para aceitar só hoje! Um dia chegaremos aos 8 de uma só vez, como em um sonho que eu tive. hihi
Essa semana estou recebendo muuuuitas coisas legais pelo correio, o post será grandinho no sábado! *-* Agora só estão faltando os 5 seguidores para eu poder lançar as promoções né?


Título: Os Criminosos Vieram para o Chá
Autor(a): Stella Carr
Editora: FTD
Sinopse: "Madrugada fria em Londres. Um homem misterioso contrata Paul, o ladrão, para assaltar uma joalheria. Com a ajuda de Denis e Antony, Paul engana o homem misterioso e fica com as jóias. Ao descobrir a cilada, o homem aciona a Scotland Yard. Os ladrões vão atrás de Denis, que ficou com as jóias, sem saber. Ele se esconde em uma velha mansão, nos fundos da joalheria, onde mora uma velhinha desmemoriada. Entre ladrões e policiais, todos passam pela casa de Miss Penny (a velhinha), que sempre serve chá com bolinhos."


Comentários: Houve uma época, no Ensino Fundamental, e quando eu morava na minha cidade natal que eu não saía da biblioteca. Poderia ver as mesmas prateleiras cinco vezes por semana, mas não me cansava de procurar por novos títulos, capas e sinopses que me agradessem.
Foi assim que eu encontrei Os Criminosos Vieram para o Chá. Eu era pequena e ainda não tinha minha paixão por Londres, por isso não dei tanta importância para o cenário, mas mais para a história. E aqui vamos nós.
Bem, eu tive que tirar alguns pedaços da sinopse, pois nas duas últimas frases ela basicamente contava o que aconteceria no livro, por isso, não a leiam no Skoob que foi da onde eu tirei. A não ser que vocês queiram saber o que acontece, mas vou logo dizendo que vale muito a pena ler o livro, já que é curtinho e todo o ar de mistério vai da primeira à última página.
A começar, um ladrão é contratado para roubar as jóias e, para isso, conta com a participação de mais dois comparsas. O problema é que o homem que os contratou é desconhecido e, querendo ser gananciosos, eles decidem ficar com as jóias. Mas o problema começa quando um deles fica com as jóias por engano e, ao passar o guarda noturno para verificar a loja, eles se desesperam e saem correndo.
O jovem com as jóias vai parar em uma grande mansão de esquina, bem antiga, porém mal cuidada, onde posteriormente ele conhece a dona, uma velhinha sem memória. Como é de se esperar de pessoas idosas, a senhora não reconhece a maldade do rapaz e ele se apresenta como jardineiro ou da família (vou ser sincera com vocês, não me lembro. haha) e ela acredita.
Enquanto isso, o mandante do crime, irritado por ter sido enganado, aciona a Scotland Yard, para quem não sabe é uma espécie de FBI/CIA da Grã-Bretanha. Então, os outros dois ladrões, os que estão sem as jóias, ficam ainda mais desesperados para recuperá-las. Mas tudo vai de mal a pior e a polícia está fazendo marcação cerrada.
Será que os três vão conseguir escapar da Scotland Yard com as jóias? Ou será que eles serão pegos pelo misterioso homem que os contratou? A cada capítulo torna-se uma corrida contra o tempo e, quando pensa que está tudo acabado, finalmente resolvido, eis que o final é mais do que surpreendente! Eu, definitivamente, fiquei chocada! Foi a coisa que mais me marcou do livro e, só pelo mistério que acompanhou toda a trama e depois explodiu em um desfecho genial, já vale a pena conferir suas páginas.
E mais uma coisa: leiam com atenção, pois os detalhes contam muitos pontos! Deliciem-se com esse mistério e surpreendam-se com o final, posso garantir que não será nada do que vocês imaginam!
Eu li o livro quando era bem mais nova, mas assim que eu folgar um pouco na minha lista de leitura, pretendo relê-lo, pois vale muito a pena!

Nenhum comentário: