domingo, 17 de julho de 2011

#Resenha: Gossip Girl: As Delícias da Fofoca - Cecily Von Ziegesar (Mini Book Challenge - Dia 3)

Gossip Girl: As Delícias da Fofoca
Autora: Cecily Von Ziegesar
Editora: Galera Record
Número de páginas: 256
Sinopse: "Neste primeiro volume, a estonteante loira Serena van der Woodsen volta de uma longa viagem que fez a Europa, depois de ter sido expulsa de seu colégio europeu. Mas parece que sua melhor amiga Blair Waldorf não está tão contente com sua volta. Só de pensar que a sua amiga iria tomar seu posto de mais popular do colégio já sentia calafrios. É então que uma série de fofocas e boatos sobre Serena começam a rolar pelo mundinho destes adolescentes, deixando-a afastada de todos. Era tudo o que Blair queria: ser o centro das atenções e manter seu namorado Nate longe da rival. Será que Serena irá agüentar tanta solidão?"

A primeira vez que eu me interessei por Gossip Girl foi na oitava série, quando eu tinha treze, para quatorze, anos. Eu baixei os dois primeiros livros (eu odeio ler no computador, mas queria ver se gostava) e li o primeiro com o nariz torcido. Achei grotesco algumas coisas e a narrativa se tornou vazia e fútil demais.
Aproveitando aquele modelo Vira-Vira da Saraiva, eu paguei R$19,90 pelos dois primeiros livros e decidi dar uma segunda chance. Acho que, quando você tem uma idade próxima à dos protagonistas, fica mais fácil de se imaginar no lugar deles. E eu estava completamente certa.
Li As Delícias da Fofoca com outros olhos e gostei muito, até re-acendeu meu gosto e fascínio pela série (quem viu o post do que chegou para mim, vai entender).
Eu tenho dezesseis anos e Blair e sua turma também estão mais ou menos nessa faixa de idade. Ficou mais fácil de imaginar esse povo do Upper East Side. Porém, algumas coisas não mudaram: continuei achando Serena uma chata problemática e Nate um banana imbecil. Meus personagens preferidos são Blair e Chuck e acho que não vou mudar de opinião tão cedo.
O livro começa com o retorno de Serena van der Woodsen do internato e o que ela pensa é que tudo será como antes. Como se tivesse parado no tempo, ela estará de volta e e ela e Blair serão as melhores amigas de novo, ela e Nate poderão ser amigos íntimos e Chuck Bass será o mesmo chato galanteador e galinha de antes. Só que o que Serena não sabe é que muita coisa mudou. E ela perdeu tudo isso e um pouco mais, mudando seu status no antigo grupo de amigos, os quais se conhecem desde de muito crianças.
Embora os pais não se liguem, Blair não quer mais Serena por perto, principalmente por ela tê-la deixado em uma situação tão difícil quanto a separação de seus pais. Nate, por outro lado, só consegue pensar na volta da loira de olhos azuis. Ele e Serena tiveram um caso pouco antes dela sair para o internato e ele começar a namorar Blair, o que os deixa em uma posição delicada com a musa Waldorf. Mas quem disse que Gossip Girl não está ajudando em todo esse status quo? Na verdade, ela é a principal peça na construção da imagem detonada de Serena e faz questão que seus amigos sejam os primeiros a saber.
Serena está sozinha, mas ela não parece se importar muito com isso. Na verdade, eu sempre achei a S meio manipuladora e ela é um pouco descrita assim nos livros, como por exemplo quando ela está para chorar e todos meio que se derretem por ela. Acho que ela não deveria estar com toda essa moral não. Blair, por outro lado, acumula problema atrás de problema, com a mãe tendo um namorado esquisitão e o plano de eles se casarem o mais rápido possível, sua entrevista para Yale, a única faculdade para a qual ela quer ir, lidar com um namorado que não está nem aí para ela e só pensa em transar e, é claro, a volta de Serena van der Woodsen.
Eu, sinceramente, senti pena da Blair. Tudo bem que ela não dá espaço para as pessoas e seu jeito agressivo e fútil de ser, na minha opinião, é a causa de todo essa carma ruim que ela tem. Mas o que podemos fazer? Felizmente não fica fácil ter todos aos pés de Serena, como ela sempre temeu, porém, ela já sabe que sua posição está ameaçada e ela precisa fazer alguma coisa.
O que eu achei que fez falta foi uma maior participação de Chuck, como na série. Ele é bem retratado, o galinha de sempre, que só pensa em contar números de garotas com quem dorme, mas sua presença no livro é fraca. Espero que, quando eu for ler os próximos livros, ele se torne mais presente. Adoro o jeito de agir dele.
Algo que me chamou a atenção e, ainda depois de anos, me incomodou foi o fato das drogas. A bebida eu não achei tão absurdo, embora, se você pensar direito, esses adolescentes bebem desde o quê? Os onze, doze anos? Um pouco absurdo, mas a realidade não está tão longe assim. Só que o que me incomodou mesmo foram os cigarros. Eles tem apenas dezesseis anos e já fumam como chaminés, como ficarão os pulmões desses jovens, eu sempre me perguntava.
Fora tudo isso, as intrigas e meus questionamentos sobre quem poderá ser a Gossip Girl já começaram. Realmente, ter dado uma nova chance ao livro depois de alguns anos e do meu amadurecimento literário, foi muito mais fácil encarar a estória e deslizar por ela, me encantando. Um pouco tarde? Ah não, acho que estou no momento certo, afinal, posso até crescer com o livro se eu quiser! As idades estão extremamente próximas! ;)
Altamente recomendado se você gosta de intrigas, brigas entre amigos, segredos e mais segredos e, é claro, fofoca!

Nota:



4 comentários:

Aione Simões disse...

Gosto da série e já li os dois primeiros livros!
Como você, também acho que a Serena não deveria estar com essa bola toda!
É muito interessante ver como algumas histórias mudam de cara com o passar do tempo!
Beijos!

Priscilla Duhau disse...

Oi, tudo bom?
Vim te falar que tem selinho pra você lá no meu blog.
http://goo.gl/J4qEj
Beijos.

Patrícia disse...

Oi,
Essa série eu só li até o 2° vol. e não gostei muito não.. Provavelmente porque estava influenciada pela série de TV(a qual acho muito melhor).
Blair e Chuck também são meus preferidos :D

=*

Books Journal disse...

Já tentei ler os livros uma vez, mas não deu muito certo, não sei porque, eu estava na livraria, li um ou dois capítulos, mas alguma coisa dentro de mim não me deixou comprar o livro. :/
Eu já li a outra série dela, que é com a Jenny. Um spin-off por assim dizer e eu adoro, já pensei em voltar a ser GG um monte de vezes por causa de It Girl.
O fato de eu não gostar muito da série de TV não ajuda muito né :( eu só assistia por causa de Blair e Chuck, assim como você, também não gosto muito da Serena, a vida é muito fácil para ela, Blair merece muito mais meu respeito <3

Beijos,
Julie
http://www.booksjournal.org