terça-feira, 2 de agosto de 2011

#Indicação - Filme: Carros

Carros (Cars) - 2006

Nesta nova parceria entre e a Disney e a Pixar, Relâmpago McQueen é um jovem stock car atravessando os EUA em direção à Califórnia, onde participará de uma grande corrida. Até que se envolve num acidente numa pequena cidade do deserto e é condenado a prestar serviços comunitários e com os habitantes aprende valores importantes, como a amizade e o respeito.
Uma animação da Disney/Pixar que vale a pena conferir! Nela temos o mimado e altruísta Relâmpago McQueen, um carro de corridas estreante, cujo maior sonho é conquistar a Copa Pistão, não importa sobre quem precise passar. Seu patrocinador é uma empresa de óleos para carros com ferrugem, os quais ele despreza, com seu jeito mesquinho e indiferente. Até aí o filme parece daqueles típicos adolescentes, só que com carros no lugar.
O egoísmo de McQueen, no entanto, lhe mete em uma verdadeira roubada quando ele, acidentalmente, é largado em meio a uma estrada e se vê perdido, tentando alcançar seu trailer que ele mal consegue enxergar. Sem encontrá-lo, ele acaba indo parar em uma pequena cidadezinha chamada Radiator Springs e lá conhece os típicos habitantes de uma cidade à beira da estrada parada no tempo.
Temos o Xerife, um carro antigo que até possui aquelas varetas presas ao pneu e já é bem velho; temo Flo, um carro a lá anos 80, Ramon, um carro que adora mudar de pintura e subir e descer sua carroceria; Doc, um velho carro de corrida, Sargento, um jipe; Filmore, uma kombi hippie, Lizzie um carro pra lá de antigo e viúva do fundador da cidade; Ruivo, o carro bombeiro, Luigi, o equivalente a um cinquecento de hoje e Guido uma pequena empilhadeira; Mate, o rebocador da cidade e Sally, o carro mais atual e descolado, um porshe.
Nessa cidade cheia de figuras peculiares, Relâmpago se vê preso depois de destruir a principal rua e é condenado pelo corte a consertar a estrada sozinho. Irritado, ele primeiro faz de qualquer jeito, ele precisa sair dali desesperadamente e disputar o desempate da Copa Pistão com Chick Hicks e o Rei. Além disso, o vencedor poderá descolar um patrocinador com a Dinoco, que até garante helicóptero particular. Ambicioso, McQueen pouco se importa com a cidadela e faz de tudo para se ver livre, mas parece que o que essas pessoas mais querem é vê-la voltar ao mapa.
Com essa experiência, Relâmpago conhece o valor da verdadeira amizade com seu companheiro Mate. Ele, para mim, é o personagem mais gracinha do filme inteiro e sua ingenuidade de carro do interior deixa tudo mais charmoso! Esse filme é, basicamente, sobre valores pessoais e coletivos, a importância de uma verdadeira amizade e, é claro, como até as pessoas mais simples e inocentes, podem se tornar grandes amigos e muito importantes em nossa vida!
Acho uma ótima pedida para se divertir e aprender bastante com a transformação de McQueen. Eu espero ansiosamente poder assistir a continuação, agora que, segundo o que eu li, o filme é mais focado em Mate e nada amizade cultivada entre ele e McQueen. Mal posso esperar!

Nota:


4 comentários:

Duda Menezes disse...

Sei que todos dizem que esse filme é ótimo e muito engraçado e eu adoro desenhos e tudo mais, mas nunca tive muita vontade de assistir esse. Acho que é justamente por causa dos personagens serem caracterizados como carros, acho meio estranho hehehe! Mas de qualquer forma irei assisti-lo, só não estou ansiosa para tanto ^^

Beijos, e tem selinho pra você lá no blog! Espero que goste! :)

Bárbara Lorentz Melgaço disse...

Acredita que não tive vontade nenhuma de assistir?
Fico tão sem tempo de ir pra frente da TV e ver um filme que acabo nem procurando, entende?
Sem contar que faz tempos que deixei de gostar de cinema =/
Beijão
www.babilorentz.com

Juliana Neves disse...

Esse filme é um dos meus preferidos da Pixar!
Ai, ele cultiva tantos valores bonitos, como o valor da amizade, e o quanto ela nos faz falta.
Faz tantas críticas à sociedade, como as pessoas que colocam o trabalho em primeiro lugar, que deixar a fama e o sucesso subir a cabeça, mostrando que isso realmente não importa se não tem alguém com quem dividir.
Muito lindo, não me canso de assistir!
É por essas e outras que prefiro assistir desenhos à filmes, adoro esse universo inocente.

Beijos,
Julie Neves
www.booksjournal.org/

Aione Simões Sérgio disse...

Acredita que ainda não asissti ao filme?
Preciso ver antes da continuação, ambos parecem ótimos!
Beijos!