quarta-feira, 24 de agosto de 2011

#Indicação - Garoto Encontra Garota

Boa tarde!

Cheguei mais cedo, porém nem tanto! Recebi uma ótima notícia dupla hoje, mas a revelarei apenas na sexta-feira, então aguardem!
Estou muito feliz com os novos seguidores e os crescentes comentários! Continuem assim e participem bastante da promoção de 1.000 seguidores que outras poderão vir em breve!
Só mais amanhã de prova, depois sábado o simulado e finalmente vou ralar de estudar no final de semana para a pior semana da minha vida. Sem brincadeiras, prova de História, Física, Português e mais uma prova que avaliará o colégio, feita por uma empresa privada, sem esquecer a prova de Biologia também! E tem mais uma data especial vindo por aí, mas só vou deixá-los saber no dia!
Vamos para a indicação de hoje?

Garoto Encontra Garota
Autora: Meg Cabot
Editora: Record
Sinopse: "Neste novo sucesso de Meg Cabot, Kate Mackenzie é assistente da TPM (Tirana, Perversa e Maldosa) Amy Jenkis, diabólica diretora de RH da empresa onde trabalha. TPM ordena que Kate demita a funcionária mais popular da empresa, o que a leva a ser processada pela demissão injusta. Mas, ao contrário do que todos imaginavam - que Kate ia se dar mal -, ela encontra o amor de sua vida no tribunal."

Comentários: Acreditem, ou não, esse foi o primeiro livro da Meg Cabot que eu li. Ainda era um pouco nova, gostei dele em uma das minhas infantis buscas pelo site da Saraiva, onde, a capa que me chamava a atenção, eu corria ler a sinopse. Gostei dele e fiquei curiosa, tive uma surpresa quando vi a grossura do livro. 400 páginas lidas em apenas uma tarde!
Como eu nunca havia visto antes, ele é escrito na forma de e-mails, mas não se restringe a apenas isso. São comprovantes de compra no supermercado, escritas atrás de cardápios, guardanapos, no celular. Tudo que não nos leve a uma narrativa direta ou indireta e isso foi o que mais me conquistou no livro. Garoto Encontra Garota faz parte da série Boy, composta por mais dois outros livros: O Garoto da Casa ao Lado e Todo Garoto Tem (confira a resenha aqui). E todos eles seguem o mesmo padrão de serem contados por e-mails e outros métodos indiretos, com a exceção de Todo Garoto Tem, onde a personagem conta a história através de um diário que ela mesma escreve, dando um pouquinho mais de detalhes do próprio enredo.
Com a escrita leve e com tons de humor que é própria da Meg Cabot, Garoto Encontra Garota não poderia deixar de ser mais uma história hilária, onde Kate tem de suportar a sua chefe, completamente irritante, uma verdadeira tirana. E, como se não bastasse isso, ela ordena que Kate demita a funcionária responsável pelos quitutes mais deliciosos da empresa aonde trabalha. E o que acontece? Processo na certa!
A partir daí, a vida de Kate vira de pernas para o ar e, como uma personagem da Meg, tem que dar os seus surtos pra lá de engraçados. Mas será que na sua vida será só desgraça? Nããão! Eu te garanto que não! Além disso, se você realmente gostar de Garoto Encontra Garota, os outros dois livros também se ambientam com personagens da mesma empresa, portanto, você poderá ouvir citações de personagens de um livro no outro e fica tudo ainda mais incrível!
Esse livro me fez interessada pela escrita da Meg e, a partir daí, eu nunca me decepcionei com ela! Altamente recomendado, como qualquer outro livro de Meg Cabot!

2 comentários:

Juliana Neves disse...

Esse foi meu primeiro livro da Meg também, mas eu detesto ele :( sou muito mais O Garoto da Casa ao Lado e Todo Garoto Tem. Eu lembro que li Garoto Encontra Garota (eu tinha uns 13/14 anos) e fiquei me perguntando o que Meg Cabot tinha que todos falavam dela, mas, pra mim, o grande furo do livro é a personagem principal, e tá sempre esperando pelo príncipe encantado, esperando que Mitch venha salvar ela. Choramingando pra lá e pra cá que não tem namorado e casa KKKKKKKKKK ai ai ai. Eu ficava morrendo de raiva, pedindo a Nossa Senhora dos Personagens Chatos que ela percebesse que a vida é muito mais que precisar um namorado.
Conheço pessoas que gostam do livro, mas eu contra-indico para quem me pergunta :(

Beijos,
Julie
www.booksjournal.org

Nauane Karoline Brazolino Dias disse...

Eu confesso que li apenas um livro da Meg Cabot e achei péssimo demais... agora eu fico com muita vontade de ler outro da autora, para ver se mudo essa minha visão sobre ela ><