domingo, 14 de agosto de 2011

#Resenha: Mundo das Sombras: Vampiro Secreto - L. J. Smith (Mini Book Challenge - Dia 7)

Boa noite!

Antes de mais nada, queria desejar um Feliz Dia dos Pais a todos os papais do mundo, inclusive para o meu! Dia para passar em família e, aproveitando que algumas das minhas foram mudadas, foi exatamente o que eu fiz. Por isso estou aparecendo por aqui tão tarde. E vocês, gostaram da nova promoção do blog? Espero que tudo esteja claro e que se empenhem em participar por que os ganhadores que levarão um livro Vira-Vira, tecnicamente, levarão dois títulos em um! Não é demais? Aguardo a participação de todos, hein?
Mas vamos a mais uma resenha do Mini Book Challenge? Amanhã teremos outra e assim seguiremos até que terminem, para que eu possa retomar as resenhas normais! ;)

Mundo das Sombras #01 - Vampiro Secreto
Autora: Lisa Jane Smith
Editora: Galera Record
Número de páginas: 224
Sinopse: "Poppy foi diagnosticada com câncer terminal até que James, seu amigo e por quem é apaixonada, lhe oferece uma maneira de evitar a morte: a vida eterna. James está disposto a infringir as regras do Mundo das Sombras por amor, mas conhece as leis - se alguém do Mundo das Sombras se apaixonar por um humano deve ser punido com a morte. L. J. Smith é autora da série Diários do Vampiro, com mais de 700.000 exemplares vendidos no país. A série Mundo das Sombras esteve por semanas entre as mais vendidas do New York Times."

Como a sinopse já entrega, este, não será um livro feliz, aonde tudo corre às mil maravilhas. Nós já lemos a primeira frase, sabendo que Poppy irá morrer. Eu confesso que, depois de minha decepção com Diários do Vampiro: O Retorno - Anoitecer, resolvi dar uma segunda chance à L. J. Smith e me interessei por essa nova série dela, que já conta com 10 volumes. Nesse primeiro, somos apresentados ao mundo caótico e, até certo ponto, terminal de Poppy.
Ela é diagnosticada com câncer pancreático, muito raro em crianças e adolescentes e ainda mais raro de se obter uma cura, quando em estágio tão avançado. O problema, notamos desde o começo, é que demorou-se muito para diagnosticar o problema e, assim, as chances de sobrevivência de Poppy despencaram vertiginosamente, deixando sua família e, ainda mais, seu irmão gêmeo, desnorteados sobre seu destino já certo e fatídico.
Eu passei o livro todo com os olhos úmidos, pensando em como deveria ser para uma garota, saber que em questão de semanas estaria morta. O enfraquecimento de Poppy é evidente, ela já não é mais a mesma, assim como aqueles que estão ao seu redor. Porém, como em todo livro de L. J., o drama persiste, mas a tragédia dura pouco (veja só o que aconteceu com Elena na quadrilogia Diários do Vampiro!). Eis que surge James, o rapaz pelo qual Poppy tem uma quedinha e que, quando toma conhecimento de seu estado, decide ajudá-la, custe o que custar.
É nesse clima tempestuoso que ele lhe revela, sem escrúpulos, o que é: um habitante do Mundo das Sombras, que abrange não só vampiros, como lobisomens e bruxas também. Mas esse mundo tem regras e, para aquele que quebrá-las, a pena mínima é a morte (se é que me entendem). Poppy, então, com a vontade de viver superando a de raciocinar logicamente, como sempre havia sido em sua curta vida, aceita tudo aquilo que James é.
Não digo de forma tosca ou sem reação, muito pelo contrário, afinal, tratando-se de uma jovem racional à beira da morte, tudo o que ela menos quer é ser enganada e feita de boba. Por isso, digamos que a tarefa de James não é lá muito facilitada quando ela finalmente fica a par do que ele realmente é. Muitos conflitos sustentam a trama desse curto primeiro volume (eu o li em poucas horas) e, em dado momento, você se pergunta: será que L. J. finalmente deixará tudo de lado para dar um fim na vida de Poppy? A resposta é não, obviamente, afinal, de onde mais ela poderia ter tirado mais nove volumes para vender, não é mesmo?
Porém, a tensão é constante. Não só pela tristeza da família em aceitar que Poppy vai morrer, como pela esperança da menina e de seu irmão gêmeo (que demora muito para aceitar tudo o que ela e James estão planejando, diga-se de passagem) em fornecê-la uma nova vida, embora longe de tudo o que ela já viu ou conheceu, tendo apenas a James.
É um livro bem triste, que te faz pensar em como poderia ser se fosse com você... você fica torcendo por James e Poppy, o vampiro jovem que já me chamou bastante a atenção e posso selecioná-lo na lista de personagens masculinos galantes; fica torcendo para que tudo dê certo agora que eles viverão clandestinamente no Mundo das Sombras. Será que eles vão sobreviver? Mal posso esperar pelo segundo volume, estou super ansiosa para saber como a vida de Poppy e James será, como seu irmão suportará toda a distância e em quais outras roubadas eles poderão se meter.
Altamente indicado para leituras rápidas, mas que estejam dispostas a acompanhar o andar da série que, para mim, já promete muito!

Nota:



Um comentário:

Carolina Mota disse...

Eu não suportei esse livro. O enredo é até legal, mas a autora ferrou com ele. A escrita é corrida demais, parece que ela escreveu com pressa e acabou não aprofundando nada e deixando a história super superficial. Uma pena :/

Beijos xx
http://sunriseshere.com