sexta-feira, 19 de agosto de 2011

#Resenha: O Beijo da Meia-Noite - Lara Adrian (Mini Book Challenge - Dia 11 Final)

Midnight Breed #01 - O Beijo da Meia-Noite
Autora: Lara Adrian
Editora: Universo dos Livros
Número de páginas: 400
Sinopse: "Um estranho moreno e sensual a observava do outro lado da boate, e foi capaz de despertar as mais profundas fantasias em Gabrielle Maxwell. Mas nada a respeito desta noite – ou deste homem – é o que parece. Pois, quando Gabrielle presencia um assassinato nos arredores da boate, a realidade se transforma em algo obcuro e mortal. Nesse instante devastador, Gabrielle é lançada em um mundo que jamais imaginou existir – um mundo onde vampiros espreitam nas sombras e uma guerra de sangue está para começar. Lucan Thorne despreza a violência de seus irmãos sem lei. Ele próprio um vampiro, é um guerreiro de Raça, e jurou proteger sua espécie – e os humanos imprudentes com quem convivem – da ameaça crescente dos Renegados. Lucan não pode arriscar um relacionamento com uma mulher mortal, mas, quando seus inimigos escolhem Gabrielle como vítima, sua única escolha é trazê-la para o escuro submundo que comanda. Aqui, nos braços do intimidante líder da Raça, Gabrielle enfrentará um destino extraordinário, repleto de perigos, sedução, e dos mais sombrios prazeres…"
Este livro foi cortesia da editora Universo dos Livros.  

Esse livro recebi como parceira da editora Universo dos Livros e confesso que demorei um pouquinho para ler por causa das provas e, depois, por causa da pilha de livros que tinha na frente. Felizmente, ao perceber que não conseguiria completar o Mini Book Challenge, decidi passá-lo de uma vez na frente e o que eu descobri foi uma estória apaixonante.
Gabrielle é uma fotógrafa que cresceu em lares adotivos até ser adotada definitivamente pelos Maxwell. Dedicou-se à fotografia como único meio de passar o tempo, afastar as más memórias da mãe, que havia morrido em um hospital psiquiátrico logo depois de chegar à cidade com ela ainda bebê e que jurava ter sido atacada por vampiros.
Ao sair com seus amigos para uma boate numa noite, ela se depara com um terrível assassinato e, tentando dar queixa na polícia de Boston, é taxada de louca. Nesse momento, entra Lucan Thorne, o misterioso detetive que desperta em Gabrielle seus desejos mais sombrios e calientes. Por que ele apareceu e parece ser o único a acreditar nela? E por que, quando está perto dele, Gabrielle sente-se como se quisesse arrancar a roupa ali mesmo, na frente dele, e puxá-lo para uma noite de loucas paixões?
Não vou mentir, O Beijo da Meia-Noite me surpreendeu por ter cenas eróticas, mas devo dizer que são tão bem escritas que acabaram fluindo sem maiores constrangimentos. A escrita de Lara Adrian me agradou desde o começo! E achei maravilhoso esse novo universo de vampiros que ela criou, pois, acredite, ela não faz uso de nenhuma das lendas que já presenciei nos demais livros.
Os vampiros de O Beijo da Meia-Noite pertencem à Raça. Uma legião de extraterrestres que chegaram à Terra há milhões de anos. Espalhando a carnificina e o sofrimento, eles não demoraram a perceber que havia certos tipos de mulheres que, com algumas modificações no DNA, suportavam gerar uma gravidez de um híbrido, um novo vampiro da Raça. Essas eram as chamadas Companheiras de Raça.
Lucan Thorne é um dos vampiros mais velhos, pertencentes à Primeira Geração e, como em uma hierarquia, é ele quem manda nos demais vampiros. Ele faz parte de uma ordem de guerreiros que lutam contra seus irmãos bastardos, os Renegados, vampiros da Raça que sucumbiram à Sede de Sangue e, dessa forma, corromperam-se, tornando-se bestais mortais.
Em um primeiro momento pode parecer tosco dizer que eles são ETs. Mas o que eu digo é: leiam o livro, no final das contas, o fato de eles terem vindo de outro planeta será um mero detalhe para compreender o surgimento desses seres. Eu fiquei perdidamente apaixonada pelo livro, por todos os guerreiros e pela protagonista, uma mulher forte, determinada e que luta contra seus demônios diariamente.
Só posso agradecer à Universo dos Livros, por ter me proporcionado uma leitura mais do que extraordinária. Eu, com toda a certeza, estarei conferindo o próximo volume, O Beijo Escarlate, que será focado no guerreiro Dante. Acredito, dessa forma, que a série Midnight Breed seja uma espécie de Irmandade da Adaga Negra (não posso comparar os dois, pois ainda não li IAN), onde cada volume foca em um guerreiro diferente.
Altamente recomendado, para você se apaixonar na narrativa envolvente e viciante de Lara Adrian e, é claro, em nossos guerreiros da Raça, homens viris e desejados por todas as mulheres, sem sombra de dúvida!

E com esse livro, eu finalizo o Mini Book Challenge. Foi uma maravilhosa escolha este livro para fechar com chave de ouro e, no momento, ele se tornou um dos meus preferidos do ano de 2011 e, é claro, de tema de vampiros!

Nota:
 +
(DEZ!!!!!)

Um comentário:

Miss Carbono disse...

O beijo da meia-noite é bom mas eu ainda prefiro "o criador" do que a "criatura" - ou seja, gosto mais da IAN. Se vc gostou dos vampirões que a Lara Adrian criou (eu gostei também rs) deixo como dica os da Ward, que é uma leitura que vale igualmente a pena =)

teh mais