quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Indo mais a fundo... #3

Boa tarde!

Nem vou ficar me lamentando pela greve dos correios e da minha caixa de e-mails também, aparentemente. Vamos logo para a comparação de hoje que, mudando um pouco de ramo, vamos para o cinema.

O original:


A Fantástica Fábrica de Chocolate (Willy Wonka & the Chocolate Factory) - 1971

Tenho quase certeza de que todo mundo já viu, ou ouviu falar, das aventuras do menino Charlie que encontra um bilhete dourado em uma barra de chocolate Wonka e, assim, ganhar o direito de conhecer a fábrica do misterioso Willy Wonka. Competindo com outras quatro crianças para o grande prêmio final, Charlie se depara com os sentimentos mais terríveis dessas crianças mimadas e de como, uma a uma, são "eliminadas" pelo Sr. Wonka. Até que a hora final chega e Charlie é convidado a assumir o controle da fábrica, tendo provado sua bondade e simplicidade, suficientes para deixar o intrigante doceiro convencido de que achou o rapaz certo.
Eu confesso que esse filme é bem esquisito em seus próprios termos. Não gosto muito do Willy Wonka, o acho muito grosso e, tirando as partes em que canta, o filme é bem monótono. Os outros personagens são mimados e gananciosos e a simplicidade de Charlie se destaca. É o típico filme antigo e você percebe detalhes que, na época, não seriam possíveis como a multiplicação de imagens a partir de um único anão que interpreta Oompa-Loompas, como é o caso da versão atual. Um programa bem cult que eu só indicaria caso não tivesse mais nada mesmo o que assistir na televisão!

A refilmagem:

A Fantástica Fábrica de Chocolate (Charlie and the Chocolate Factory) - 2005

Eu gosto bastante do trabalho do Johnny Depp, mas confesso que odiei sua atuação na refilmagem de A Fantástica Fábrica de Chocolate. A nova versão, mais atualizada e acompanhada de novas tecnologias e efeitos especiais, deram um caráter mais futurista (e doido) ao filme. A história tem muito mais profundidade e algumas alterações foram feitas nos personagens como, por exemplo, os pais das quatro outras crianças. Se eu não me engano, era o pai que levava Violet à fábrica no primeiro filme. De qualquer forma, os Oompa-Loompas são simples multiplicações de imagens de um único ator, o que deu, para mim, um caráter forçado, ainda mais quando Willy Wonka conta sobre sua jornada para encontrá-los.
Na minha opinião, a refilmagem não melhorou em nada a opinião que eu tinha sobre o filme e contabilizou a pior atuação de Johnny Depp para mim. É claro que as músicas ficam na cabeça e eu não posso reclamar dos demais efeitos especiais (à parte dos Oompa-Loompas), mas Tim Burton definitivamente viajou na maionese com esse filme e eu, sinceramente, não o indicaria nem a fãs do Johnny Depp.

Masssss, se vocês têm uma opinião diferente, fiquem a vontade para comentar e me dizer o que acham de um ou de ambos os filmes! Fico aguardando!


3 comentários:

Larissa Gunia disse...

Eu amoooo desde pequena o filme a fantástica fábrica de chocolate, mas o mais antigo claro, ainda penso que falta algo a mais no filme. confesso que quando vi a fantástica fábrica de chocolate de 2005 eu não gostei, para mim estragou totalmente a história, mesmo eu sendo fã fanática pelo Johnny Depp.
Amei o post, me lembrei de quando tinha visto pela primeira vez o filme *-*

Bjs...
http://assuntosobrelivros.blogspot.com/

dpaulaingrid disse...

sempre gostei do filme (o mais atual pois nunca vi o primeiro), já lí o livro e tbm já sabia que mudaram bastante coisas (mas bastante msm!). Minhas partes favoritas são as músicas (com aquelas coreografias que são demais) e quando o Sr. Willy Wonka chama um Oompa- Oompa (até hj não consigo fazer o msm... .-.)
Mas até que gostei da sua analise ^^ Da proxima vez n irei ser tao piedosa em relação a um filme

Thatiana Oliveira disse...

Nossa, esse filme original é phodástico. Gene Wilder arrebentando, a musiquinha dos oompa loompas... Bons tempos quando a "sessão da tarde" passava filmes legais.
A versão nova é bacana, Johnnynho quebrou tudo como WW. Mas é outra vibe.