sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Indo mais a fundo... #4

Boa tarde!

Ah, o que dizer nesse dia tão abafado? Descobri mais algumas notas, umas boas, outras ruim. Finalmente chegou a sexta-feira e eu pude definitivamente descansar... até ser acordada no susto por quem? Meus queridos vizinhos de cima! Ai ai, parece que eu atraio vizinho com formiga no pé, só pode.
Mas tudo bem! Vamos tirar o atraso do blog e podem esperar que o post sobre os correios de amanhã terá algumas surpresinhas, viu? Aguardem!
Vamos para o túnel do tempo de hoje na seção de seriados:



O original:


Hawaii Five-O (1968 - 1980)

Havaí 5-0 era uma equipe policial do governo, sendo o nome uma homenagem ao 50º estado dos EUA. Era liderada por Steve McGarrett (Jack Lord), um oficial da Marinha aposentado, indicado pelo governador Paul Jamenson (Richard Denning). Faziam parte do 5-0: Danny Williams (James MacArthur), Kono Kalakaua (Zulu) e Chin ho Kelly (Kam Fong). Mais tarde, o oficial do departamento de polícia de Honolulu, Duke Lukela (Herman Wedemeyer), se juntou à equipe, assim como Ben Kokua (Al Harrington), que substituiu Kono. Mais tarde, foi adicionado o personagem Frank Kamana (Douglas Mossman) na 7ª Temporada, e na 12ª, entraram na série James "Kimo" Carew (William Smith), Lori Wilson (Sharon Farrell) e Truck Kealoha (Moe Keale, irmão de Zulu/Kono). A equipe Cinco-0 tinha de três a cinco membros, uma equipe muitissimo pequena para uma Polícia Estadual. O cientista forense era Che Fong, e o legista era o Dr. "Doc" Bergman. O promotor público era o Sr. Manicote (Glenn Cannon).
Durante as 12 temporadas, McGarrett e o 5-0 investigaram os mais diversos crimes, prenderam agentes secretos internacionais e criminosos, além de desmantelarem sindicatos mafiosos. Para tanto, em vários episódios, McGarrett e outros policiais se disfarçaram para penetrar nessas organizações. Fora Wo Fat, havia outros importantes vilões, como a família Vashon. O maior vilão e inimigo número 1 de McGarrett era o oficial de inteligência chinês Wo Fat (Khigh Dheigh). O 5-0 não conseguiu prendê-lo até o último episódio da série. Em muitos episódios, McGarrett e a 5-0 se envolvia com espionagem internacional.
A série Havaí 5-0 é bem lembrada por seu tema músical, que você pode conferir logo abaixo:

Em todos os anos que eu conheci essa música, não fazia ideia que ela era peça-chave desse seriado! Quase não conheço seriados antigos, mas não foi desse jeito que eu cheguei a Hawaii Five-0...

O remake:

Hawaii Five-0 (2010 - Hoje)

Como a versão original, sua trama mostra uma unidade policial de elite montada para combater o crime no estado do Havaí, que foi o quinquagésimo a ser incorporado à confederação. É estrelada pelo ator Alex O’Loughlin, que interpreta o detetive Steve McGarrett, chefe de polícia da divisão estadual do estado, que presta contas diretamente à governadora da ilha, Pat Jamenson (Jean Smart, vista em Samantha Who?). Entre seus assistentes estão Danny Williams (Scott Caan, anteriormente interpretado por James MacArthur) e Chin Ho Kelly (Daniel Dae Kim, de Lost). Grace Park, a Boomer de Battlestar Galactica, novamente assume um personagem anteriormente interpretado por um homem. Ela é a detetive Kono Kono Kalakaua, personagem anteriormente interpretado por Zulu, já falecido. O roteirista é Peter Lenkov, de CSI: NY, e a produção é da dupla Roberto Orci e Alex Kurtzman, de Fringe e Alias.
Em julho de 2010, o seriado ganhou um painel no Comic-Con e obteve muita procura dos fãs, especialmente por conta dos atores egressos de seriados de sucesso recente. A produção prometeu manter as características do seriado original e dar mais espaço para os personagens secundários como o de Grace Park.
Em comparação à série original, acho que o remake tem mais ação, conta com várias tecnologias que não existiam naquela época e, como dito no texto acima, possui uma legião de fãs, muito provavelmente interessadas no original e ansiosas por uma adaptação para os dias de hoje. A trama pode ser a mesma, mas são atores e situações diferentes que, para uma série que está sendo "reinventada", pode ser crucial para atrair novos tipos de público que a versão mais antiga possuía.
Eu só vi alguns trechos da série na televisão, mas o meu pai é viciado nela. Ele sempre me conta alguns episódios e fala que eu deveria assistir. Parece ser muito legal, como qualquer outro seriado policial (ex: a franquia C.S.I.), mas não sou a melhor pessoa para falar sobre a série. Se alguém conhecê-la, não deixe de deixar um comentário sobre suas impressões, hein?!
Para finalizar, a versão mais atualizada da música de introdução que, na minha opinião, não é tão boa quanto a original:


Espero que tenham gostado! Não deixem de comentar e, quem sabe, sugerir algo que eu possa abordar aqui no Indo Mais a Fundo.

Até amanhã!


2 comentários:

Mariana Ribeiro Barbosa disse...

Olá, Vê!!
Quem curte o remake desta série é a minha irmã rsrs. Já assisti uma vez, mas não sou muito ligada como ela que não perde nenhum episódio! *______*
Adorei o post!
Bom findi.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Veezinha disse...

HAHAHA temos parentes viciados Mari, o que fazer?! Às vezes eu deixava no Liv, só quando não tinha mais nada para ver na TV. Mas nem acabava entendendo, afinal nunca peguei do começo! Que bom que gostou do post!
Bom fds!
xx




2011/9/30 Disqus <>