domingo, 25 de setembro de 2011

"Turn On The Radio, Honey..." #6

Boa noite!

Ontem, como vocês devem ter reparado, eu não fiz o post do que eu tenho recebido porque eu realmente não recebi nada! E nem comprei! Será que pode uma coisa dessas?
Tomara que a greve dos Correios acabe o mais rápido possível, tenho tanta coisa boa para receber! (pelo menos eu acho) E a semana de provas já está na reta final, assim vou poder dar um gás na leitura e vou começar a fazer a revisão e padronização dos posts do blog ok? Falta pouco!
A indicação de hoje é da querida Larissa Gunia do blog parceiro Assunto Sobre Livros e ela sugeriu So Small da Carrie Underwood. Vamos conferir!





What you got if you aint got love?
O que você tem se você não tem amor ?
The kind that you just wanna give away
Daquele tipo que você apenas quer distribuir
It's okay to open up
Não há nada errado em se abrir
Go ahead and let the light shine through
Vá em frente e deixa a luz brilhar através de você
I know it's hard on a rainy day
Eu sei que é difícil nos dias chuvosos
You wanna shut the world out
Você tem vontade de gritar com o mundo
And just be left alone
E ficar sozinho
Don't run out on your faith
Mas não desista da sua fé

É muito difícil encontra uma música onde letra e clipe digam tudo, entrelaçando-se e transmitindo toda a mensagem idealizada. Eu nunca havia visto ou escutado So Small antes e, confesso, que foi um clipe que me emocionou. Me emocionou porque eu me senti no lugar daquelas personagens. Quantas vezes não perdemos a cabeça, temos vontade de jogar tudo para o alto, gritar com o mundo para deixar claro o quanto ele está sendo injusto conosco.

Sometimes that mountain you've been climbing
Porque às vezes aquela montanha que você tem escalado
Is just a grain of sand
é apenas um grão de areia
What you've been out there searching for forever,
E o que você tem procurado desde sempre está
Is in your hands
nas suas mãos
When you figure out love is all that matters, after all
Quando você percebe que o amor é o que importa depois de tudo
It sure makes everything else
Com certeza isso faz com que todo o resto
Seem so small
Pareça tão pequeno

Todos passamos por problemas, certo? Muitas vezes é algo simples, que conseguimos resolver. Em outras, parecem tão grandes que achamos que não poderemos passar por eles sozinhos. Mas, no final das contas, quando realmente olhamos para trás percebemos o quanto ele parecia gigante na hora de resolver e que, na verdade, era o menor deles.
Na letra, Carrie valoriza muito o amor, a fé e eu não poderia deixar de concordar com ela. Sem amor, sem a fé nós não conseguimos seguir em frente. Ninguém pode viver sozinho, sem ter no que acreditar. São essas bases que nos dão força para seguir em frente, se erguer depois de uma queda e lutar pelos nossos propósitos.

So easy to get lost inside
É muito fácil de se perder dentro
A problem that seems so big, at the time
De um problema que parece tão grande
It's like a river that's so wide
É como um rio tão volumoso
And swallows you whole
que te inunda por completo
While you sittin round thinking about what you can't change
Por que você fica parada pensando naquilo que você não pode mudar
And worryin' about all the wrong things
e se preocupando com as coisas erradas ?
Time's flying by, moving so fast
Enquanto o tempo voa e passa muito rápido
Better make it count, cause you can't get it back
É melhor que você faça isso valer a pena pois você não pode voltar atrás

E não é verdade tudo o que ela diz nos versos dessa música? Como é fácil nos perdermos dentro de nossos próprios problemas, de como eles parecem gigantes, do tamanho do mundo inteiro, que parecem te engolir para todo o caos e desespero que geram em nossas vidas. Sempre estamos nos preocupando com o que precisamos resolver, com o que está empacado, mas nunca paramos para raciocinar e dizer: "O que posso fazer ao invés disso? O que realmente vai funcionar?" e enquanto isso o tempo passa, oportunidades são perdidas, momentos passam despercebidos e nós não podemos voltar atrás (esperem até eu arrumar meu vira-tempo).
O que So Small tenta passar é: deixe os problemas de lado pelo menos um momento e faça o que você pode, o que você quer fazer! Esqueça do que está errado em sua vida e procure pelo certo. A vida passa e nós só nos damos conta quando já é tarde demais. O clipe explicita isso ao voltar o tempo, logo depois de tê-lo parado, onde as pessoas se lembram do porque estão ali e o que fizeram. Em seguida, elas voltam atrás.
Não seria bom se pudéssemos fazer isso? Simplesmente parar no tempo, refletir e ainda voltar a tempo de consertar os erros que cometemos, antes que seja tarde demais? Pois é. Quando eu estava assistindo ao clipe, eu achei que era tarde demais para aqueles três. Mas não era e por quê? Para mostrar que, tarde ou não, nós temos uma chance de consertar e, quanto antes nos damos conta disso, mais tempo ganhamos para viver aliviados. Sem o peso na consciência, sem o trabalho de escalar a montanha de problemas. E é assim que tem que ser.
Eu adorei o clipe, mas não sei se assistiria de novo. Pessoa emotiva, sabe como é. Mas eu agradeço muito à Larissa por ter sugerido esse clipe e eu espero que vocês tenham curtido a análise! Ainda que a letra tenha falado por si só, exigiu reflexão para escrever esse post!

Quer deixar sua sugestão de videoclipe para ser analisado? Basta preencher este formulário.

Até amanhã!


4 comentários:

Bárbara Lorentz Melgaço disse...

Adorei esse post, Vê!
Não tinha visto nenhum ainda e preciso te parabenizar.
Foi uma ótima ideia mesmo, rs.
Beijão!

www.babilorentz.com

dpaulaingrid disse...

Só preciso dizer uma coisa... adooro Carrie Underwood! E parabens (mais uma vez) pela analise.

Veezinha disse...

Obrigaaada Babi! *-* Já deixou sua sugestão de videoclipe? Estou adorando fazer essa coluna, algumas músicas eu nem tinha ouvido falar!

xx

Veezinha disse...

Obrigaada querida! Adorei a música, mas não conhecia nenhum da Carrie Underwood! Fico feliz que tenha gostado da análise! ;)

xx