sábado, 5 de novembro de 2011

#Resenha: Promessa de Sangue - Richelle Mead

Bom dia!

Eu sei, eu seeeeei, sumi daqui de novo. Realmente odeio deixar o blog sem postar, mas se tivessem ideia dos apertos que tenho passado no colégio. Com toda a expectativa de final de ano, as provas passando rapidamente sobrando pouquíssimas oportunidades para se sair bem e se recuperar!
Esses, dentre outros motivos como cansaço e os mal estares, confesso que fica difícil aparecer por aqui, mas prometo encontrar alternativas para não deixá-los muito tempo sem posts, ok?
Sem enrolações vamos a uma resenha emocionante e que precisou de muita coragem da minha parte para ser escrita, entendam o por quê:

Academia de Vampiros #04 - Promessa de Sangue
Autora: Richelle Mead
Editora: Agir
Número de páginas: 448
Sinopse: "A vida da guardiã Rose Hathaway nunca será a mesma. O recente ataque a Academia St. Vladimir devastou todo o mundo Moroi. Muitos estão mortos. E, pelas poucas vitimas carregadas pelos Strigoi, o destino deles é ainda pior. Uma rara tatuagem agora adorna o pescoço de Rose, uma marca que diz que ela matou Strigoi demais para contar.Mas apenas uma vitima importa… Dimitri Belikov. Rose agora deve escolher, um de dois caminhos bem diferentes: princesa – ou, abandonar a academia para sair sozinha em uma caça para matar o homem que ela ama. Ela terá de ir ao fim do mundo para encontrar Dimitri e manter a promessa que ele implorou para ela fazer. Mas a pergunta é, quando a hora chegar, ele irá querer ser salvo? Agora, com tudo em jogo – e mundos de distancia da St. Vladimir e sua desprotegida e vulnerável, e recentemente rebelde, melhor amiga – Rose pode encontrar forças para destruir Dimitri? Ou, ela vai se sacrificar para ter uma chance em um amor eterno?"

Esta resenha pode conter spoilers se você não leu nenhum dos livros anteriores.

Resenhas anteriores:

Acho que já devo ter comentado aqui no blog, através de minhas outras resenhas sobre a série Academia de Vampiros, mas é sempre bom lembrar o quanto é difícil para mim fazer uma resenha sobre um desses livros. Não só pela carga emocional que cada leitura me inflige, como também pela escrita maravilhosa e envolvente de Richelle Mead.
No entanto, creio que Promessa de Sangue será o mais difícil de todos, pois foi o livro que mais me deixou devastada e ainda mais incrivelmente apaixonada pela série. Portanto, me desculpem se a resenha não chegar aos pés do livro, pois são tantas coisas a lembrar, tantas possibilidades de soltar um spoiler que, simplesmente, fica muito difícil, ainda mais quando esse livro me tocou tão profundamente que, depois de sua leitura em menos de 24 horas, eu fiquei tão passada que... bem, enfim.
São Vladimir ainda está se recuperando do último ataque de Strigoi ao campus que deixou muitos Moroi e dampiros mortos, mas Rose tenta se recuperar de uma perda maior: Dimitri. Após o ataque final de caverna ter dado errado e o poderoso guardião ter sido pego com a guarda baixa, Dimitri foi dado como morto, mas Rose sabe muito bem o que aconteceu com ele e, numa promessa feita a seu amado, ela sai do colégio para ir atrás dele em sua terra natal, a Rússia.
Enquanto ela procura por Dimitri, Rose se depara com um mundo completamente diferente do que ela havia imaginado e, para a sua surpresa, há pessoas atrás dela para evitar que faça alguma loucura. É assim que conhece Sydney, uma alquimista, humanos que conhecem o mundo dos vampiros e são responsáveis por limpar as sujeiras que os guardiões por vezes deixam para trás mantendo, assim, seu segredo.
Sydney não está disposta a deixar Rose sozinha, mas não pense que ela fará tudo de bom grado, ela está apenas seguindo ordens de seus misteriosos superiores e para Rose, pode ser algo muito útil, já que ela não fala quase nada de russo. Continuando sua busca com a ajuda da arrogante alquimista, Rose se dirige à cidade natal de Dimitri, Omsk, e lá conhece sua adorável família. Mas este não pode ser o fim da linha, afinal ela tem uma missão a cumprir, mas será que ela será capaz de dar as costas às pessoas que seu guardião preferido já amou muito? E quando chegar a hora de enfrentar Dimitri frente a frente, será que ela terá a coragem necessária para matá-lo?
Bem, paro por aqui o resumo da história, pois, daí pra frente, só lendo para saber! Acreditem, é muito difícil descrever um livro de Richelle sem denunciar o que vem pela frente. Posso adiantar, claro, que a família Belikov é ótima, Rose vai se identificar muito com aquelas mulheres e um sentimento de família, algo que nunca sentiu com sua mãe guardiã e seu pai desconhecido, começará a aflorar, fazendo-a rever toda a sua vida até então.
Há também muito mais descobertas sobre o mundo das dampiras, principalmente quando Rose chega à vila, logo percebe que nem todas elas são prostitutas de sangue, como sempre imaginou. E que a Rússia não é sempre cheia de gelo. Esses pensamentos de Rose me fizeram rir, embora todo o livro seja carregado de angústia, dor e medo. Para mim, foi um dos livros mais tristes e densos que Richelle já escreveu até agora. A todo momento eu ficava toda arrepiada pensando que Dimitri iria aparecer, mas ele se mostra, depois, muito mais esperto (e cruel) do que eu me lembrava.
A imagem de Dimitri transformado foi o suficiente para fazer meu coração partir, não imaginem que vocês terão compaixão por ele ou que, ainda, tentarão procurar pelo velho Dimitri. Esqueçam, ele não é mais aquele homem adorável, respeitável e cordial. O que ele fará com Rose... é de chorar só de lembrar. Só mesmo o amor que ela nutre por ele e a ilusão de que ele ainda possui parte do antigo Dimitri serão capazes de fazer com que ela sobreviva. Eu fiquei com muito medo do que o guardião Belikov havia se tornado, partiu-me o coração vê-lo daquele jeito e esse é um dos pontos mais dolorosos de todo o livro.
Rose, como sempre, faz jus à sua reputação de corajosa e se sai uma excelente lutadora... mas antes vai passar por muitos momentos em que eu quis sacudi-la e gritar com ela. Mas convenhamos, se estivéssemos em seu lugar não nos iludiríamos da mesma forma? Eu sim. Mas sozinha ela será capaz de aguentar as pontas, principalmente porque ela também será o apoio fundamental de Lissa, agora que a melhor amiga arranjou uma substituta para seu lugar.
Nesse livro temos muito mais informações sobre os usuários de Espírito, seus poderes e capacidades e até um exemplo extremo de até onde esse poder pode ir e suas terríveis complicações. Eu diria que Richelle não deixou a desejar em nenhum ponto, fazendo de Promessa de Sangue, o melhor e mais incrível livro da série até agora. Mesmo que eu escreva essa resenha com um aperto no peito por me lembrar de todas as dores, os medos, as lágrimas, o desespero e a torcida, posso garantir que a leitura será memorável.
Temos muito o desenvolvimento das personagens como Rose e Adrian, embora Lissa continue a mesma chata de sempre e frágil, o que me irritou bastante, afinal além de Rose precisar se preocupar com os próprios problemas que, convenhamos, já eram grandes o suficiente, ela ainda precisou manter um olho na amiga frágil e inútil. Na minha opinião, Lissa poderia melhorar um pouco, evoluir para não ser tão dependente de Rose, afinal, nossa aspirante a guardiã tem muita coisa com o que se preocupar já! Os novos personagens como a família Belikov, Sydney, Abe (anotem, esse personagem será muito importante!) e Avery trarão novas tramas à história e, ainda assim, Richelle saberá manejá-los de forma a não deixar nenhuma ponta sequer solta!
Acho que nem preciso dizer o quanto sou fã dessa série e que mal posso esperar para ler o próximo livro, Spirit Bound, sem previsão ainda de lançamento pela Agir. Richelle tem toda a minha admiração e, se um dia eu me encontrar com ela, estarei realizada!
Muitas questões foram deixadas em aberto em Promessa de Sangue e um final surpreendente os aguarda! Rose terá conseguido cumprir a promessa feita a Dimitri? Sydney aparecerá novamente? Adrian continuará de olhos vidrados em nossa dampirinha preferida? Será que Lissa deixará de ser aquela mala frágil e dominadora e finalmente apoiará Rose em sua missão? Essa é uma tarefa para o próximo livro que, espero, seja ainda melhor do que Promessa de Sangue. Se você é fã da série, não perca tempo para ler. Confesso que muita inquietação rondará todas as 448 páginas, mas no final valerá a pena! Emocionante e altamente recomendado!

Nota:


2 comentários:

Thais Priscilla disse...

Eu não li a resenha porque comecei a ler o primeiro livro de VA ontem :) Mas estou gostando bastante do início. Acho que só melhora depois né?

Veezinha disse...

Com certeza Thais, melhora MUITO depois, acredite! Essa série só melhorar ao longo dos livros, pode apostar que você vai amar!

xx




2011/11/5 Disqus <>