quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

#Indicação - Filme: O Diário da Princesa

O Diário da Princesa (The Princess Diaries) - 2001

Mia é uma garota de 15 anos tímida e que acha que seu objetivo na vida é ser invisível. Ela fica surpresa quando descobre que seu pai era um príncipe de um pequeno país da Europa, e passa por uma mudança de aparência e mais. Mia conta para sua amiga, que fica surpresa, e diz a ela que é segredo, mas o segredo acaba sendo descoberto e ela passa por uma experiência maluca. Sua vida muda totalmente, não apenas no corpo e na aparência mas as pessoas querem tirar uma casquinha de sua fama e passam a pedir um autógrafo dela e fingirem que são seus amigos, ela não sabe se são seus amigos de verdade ou seus fãs.

O Diário da Princesa é, sem dúvidas, um dos meus filmes favoritos. E não é porque ele foi baseado na série de livros homônima escrita pela adorável Meg Cabot. Não. Na verdade, eu só descobriria isso anos mais tarde e devo dizer que O Diário da Princesa foi a única série de livros da Meg que, até hoje, eu nunca me interessei em ler.
Mas deve ter sido a partir desse filme que minha admiração pelo trabalho da Anne Hathaway tenha começado. Julie Andrews também tem notável destaque na trama com toda a sua elegância e, até certo ponto (afinal, ela é a rainha!), humor. A dupla interpretada por elas rende muitas risadas. Como dizer a uma garota de 15 anos que ela é a única herdeira do trono de um país inteiro?
Não há uma maneira fácil de dizer, principalmente quando o tempo está correndo e há muita coisa a ser feita. Mia, no entanto, parece não ter se recuperado do choque ainda quando começa a ter "aulas de princesa". Dicção, etiqueta, postura, dança, renovação do visual e do guarda-roupa. Assim, acaba sobrando pouco tempo para os amigos de verdade e Mia vira a nova celebridade da escola.
Até que ponto ela estará disposta a seguir em frente se isso lhe custar tudo o que ela tinha até então? Será que os verdadeiros amigos ficarão ao seu lado e a ajudarão a fazer as escolhas certas que não só visarão seu bem como o de um país inteiro?
Ao longo de todo o filme podemos notar os leves traços de um bom livro da Meg Cabot (infelizmente não posso afirmar com certeza, afinal, eu nunca li a série), o humor provocado pelas atitudes das personagens, em especial Mia, faz com que nós, de certa forma, nos identifiquemos com ela. As dúvidas, a insegurança e algo que já atormentou nós, garotas, ou ainda atormenta em parte de nossa vida: o primeiro beijo. Definitivamente é uma ótima escolha entre todas as faixas etárias, pois, de uma forma ou de outra, você vai encontrar um pedaço da Mia em si mesma. Afinal, quem é que não gostaria de se descobrir uma princesa? Anne Hathaway nos encanta com uma ótima atuação dessa adaptação dos livros de Meg Cabot e eu não só indico, como acho que deve ser obrigatório na lista de qualquer fã, seja da escritora, seja da própria Anne ou, até, a Julie. O filme vale à pena e, no final, ficará a vontade de estar no lugar de Amélia Mignonette Thermopolis Renaldo, princesa de Genóvia.

Nota:

2 comentários:

vanessa vieira disse...

Parabéns pela dica Verônica! Já assisti O Diário da Princesa 1 e 2 e amei! Beijo!

dpaulaingrid disse...

Bom, tinha o mesmo pensamento até que fui ler a série e devo dizer... Acabaram com a historia... Quer dizer, mataram o pai de Mia!
Quem leu a serie inteira sabe que as diferenças entre o livro x série são gigantes...
Só pra tirar uma casquinha:
Livro - Pai de mia é principe (e está vivo!) mas como não pode mais ter filhos então Mia (sua filha única) deve assumir o trono. - Michael M. namora Mia e depois eles brigam mas no fim, bem... não digo =). - Avó de Mia as vezes é má, as vezes é boazinha (com intenções malignas >.<)
Filme - Pai de mia morre, então Mia deve assumir o trono. - Michael M. SOME no segundo filme ficando no seu lugar um principe mais bonito e etc. - A avó de Mia é boazinha!! BOAZINHA!

Mas concordo com vc que Anne Hathaway arrasa! *-*