quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

"Turn On The Radio, Honey..." #13

Oi pessoal!!

Desculpem a falta de atualização, mas os últimos três dias tem sido de imenso stress! Acho que vocês devem ter uma ideia, começar numa faculdade, pessoas completamente diferentes, sem seus amigos por perto... e eu fiquei muito nervosa com tudo isso. Domingo eu fiquei com toda aquela nostalgia de "domingo à noite" e não consegui dormir direito; segunda e terça foram as apresentações da faculdade e do curso de Direito, foi um pouco demorado, mas super cansativo, eu cheguei em casa com dores de cabeça muito fortes e tive que me deitar. Por isso não consegui atualizar o blog, mas agora tenho mais uns dias de folga (as aulas só começam depois do carnaval) e vou organizar tudo o que estiver pendente!
Mas, ah!, estou tão animada! Hoje recebi a grade de aulas e horários do primeiro semestre e o medo já está começando a sumir, agora só resta a ansiedade! rs Espero que dê tudo certo e, para quem estiver começando a faculdade esse ano também, desejo muita sorte porque eu sei exatamente como se sentirão! ;)
Vamos ao primeiro post (de cinco) de hoje! Sentiram falta dessa seção? Eu sei, faz muito tempo que eu não postava nada sobre ela, mas prometo voltá-la à programação, como deveria estar sendo desde o começo do ano. A dica da vez foi feita pela Danyelle, que sugeriu Californication, do Red Hot Chili Peppers.



Californication é aquela música que você, quando mais novo, costumava ouvir em uma novela, filme ou na rádio, mas não fazia ideia de qual era o nome ou de quem cantava. Pelo menos, esse era o meu caso. rs
O clipe intercala entre a banda (todos sem camisa, uia!) e um video game em que eles são representados digitalmente e percorrem diversos cenários diferentes. Eu curti bastante essa ideia e foi muito bem feita, já que a letra fala sobre futilidades, superficialidades e o fato das pessoas estarem tentando alcançar um padrão que simplesmente não é o delas, o que eles chamam, na música, de "californication" ("californicação" em tradução livre). E o video-game exemplifica essa ideia, pois nele, as pessoas geralmente buscam ser aquilo que não são na vida real.


Psychic spies from China
Espiões psíquicos da China
Try to steal your mind's elation
Tentam roubar seus estímulos mentais
Little girls from Sweden
Garotinhas da Suécia
Dream of silver screen quotations
Sonham com citações do cinema
And if you want these kind of dreams
E se você deseja estes tipos de sonhos
It's Californication
Isto é californicação

It's the edge of the world
Esta é a margem do mundo
And all of western civilization
E de toda a civilização ocidental
The sun may rise in the East
O sol pode levantar no Oriente
At least it settles in the final location
Pelo menos ele se põe num local final
It's understood that Hollywood
Está entendido que Hollywood
Sells Californication
Vende californicação

Hollywood, como todos sabemos, é um ícone ocidental que, ao produzir milhares de filmes, acaba por ditar padrões de belezas presentes em suas atrizes e atores que tornam-se objeto de desejo da maioria dos expectadores. A cultura ocidental, portanto, tem forte influência sobre as pessoas e, tanto o cinema quanto o capitalismo, vendem o que seria o "ideal" de beleza e aquisições para obter a felicidade e o sucesso.

Pay your surgeon very well
Pague seu cirurgião muito bem
To break the spell of aging
Para quebrar o feitiço do envelhecimento
Celebrity skin is this your chin
Pele de celebridade é esta sua lábia
Or is that war your waging
Ou esta é uma guerra que você está travando

First born unicorn
Unicórnio primogênito
Hard core soft porn
Pornô suave explícito
Dream of Californication
Sonho de californicação
Dream of Californication
Sonho de californicação

Quantas pessoas, hoje em dia, procuram o bisturi para se manterem sempre jovens? Injeções de botox, cirurgias plásticas, silicone, lipo... os métodos são inúmeros e, em grande parte dos casos, acontecem com apenas um propósito: deixar a pessoa perfeita... de acordo com o padrão que nos vem sendo imposto ao longo dos anos.
Confesso que, às vezes, acho as músicas do Red Hot um pouco confusas, quero dizer, não sei se saberia explicar contextualmente essa segunda estrofe acima que, na verdade, é o refrão. Se alguém souber o significado na música, por favor, sintam-se à vontade para me contar! rs

Marry me girl be my fairy to the world
Case comigo garota seja uma fada para o meu mundo
Be my very own constellation
Seja minha própria constelação
A teenage bride with a baby inside
Uma noiva grávida adolescente
Getting high on information
Se drogando com informação
And buy me a star on the boulevard
E me compre uma estrela na avenida de Hollywood
It's Californication
Isto é californicação

Space may be the final frontier
O espaço pode ser a fronteira final
But it's made in a Hollywood basement
Mas é feito num porão de Hollywood
Cobain can you hear the spheres
Cobain você pode ouvir as esferas
Singing songs off station to station
Cantando músicas vazias de estação em estação
And Alderaan's not far away
E Alderon não está longe
It's Californication
Isto é Californicação

Born and raised by those who praise
Nascido e criado por aqueles que veneram
Control of population, everybody's been there and
O controle de população todo mundo esteve lá
I don't mean on vacation
E eu não falei de férias

O sonho de um casamento perfeito, toneladas de informações não impedem que garotas, cada vez mais jovens, engravidem, a Calçada da Fama com estrelas representando os melhores artistas. Uma referência a Star Wars que, com seu aspecto futurista e deslumbrante, na verdade é feito em um estúdio de Hollywood, entre quatro paredes, totalmente limitado quando, de fato, se passa no espaço, a "fronteira final". Uma breve citação a Kurt Cobain, relacionando-o às músicas que tocam nas rádios, sem significado, sem emoção.
A última estrofe revela um pouco mais da hipocrisia da sociedade em que se vale do ditado: "faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço". Essa música, definitivamente, denuncia o quanto a sociedade está cada vez mais maleável e suscetível a influências do cinema, da música, da televisão...

Destruction leads to a very rough road
A destruição leva para uma estrada muito violenta
But it also breeds creation
Mas também concebe criação
And earthquakes are to a girl's guitar
E terremotos são para a guitarra de uma garota
They're just another good vibration
Eles são apenas outra boa vibração
And tidal waves couldn't save the world
E maremotos não puderam salvar o mundo
From Californication
Da Californicação

Não importa o que seja feito, nada é capaz de impedir a influência da cultura sobre nós, só resta saber como usá-la a nosso favor e não para nos tornar aquilo que não somos.
Eu adorei poder fazer a análise dessa música, o som do Red Hot é bem tranquilo com alguns momentos mais agitados; outra música que eu gosto bastante é Otherside, mas garanto que essa deve ser figurinha carimbada para todos, não?

Quer ver sua sugestão aqui no Turn On The Radio, Honey? Basta preencher o formulário e aguardar!
Mas essa semana teremos uma edição de I'm a #survivor, saiba como participar aqui.

Por enquanto é só, pessoal, não deixem de participar das duas seções, hein?








Opa! Você me achou! Agora é só comentar para concorrer. Boa sorte!

5 comentários:

Gabriella Angelo disse...

Não tenho nem o que comentar né? Amo essa banda! Já fui até no show deles! Ótima indicação hahaha :D

Luh_Morais disse...

Nunca gostei muito das músicas do Red Hot, essa era bem famosa, mas, quando tocava no rádio, eu nem sabia inglês direito hahaha A letra é muito interessante, uma crítica bem forte à influência de Hollywood em todas as parte do mundo e, como você disse, isso não tem como ser impedido. Não sem se é bom ou ruim (mas está mais pra ruim hahah)

Rafaela Saturnino disse...

Nossaaaa, eu lembro de já ter ouvido essa música em algum filme, mas realmente não sabia quem cantava nem o nome. Gostei da música, principalmente da letra dela. Eu também acho as músicas do Red Hot meio confusas, mas gosto de algumas delas mesmo assim :P
Beijos

Caroline disse...

Eu já ouvi algumas músicas dessa banda, e gosto até, mas não faz o meu estilo, escuto mais aquelas que são lentas e calmas, principalmente para leitura.
Até!

Franciele de Santana disse...

Eu tenho essa música no meu celular, a crítica que ela faz é muito boa, uma sociedade que vive a sombra de pessoas perfeitas que não existem, inicialmente eu baixei essa música como indicação para aprender inglês com música.