quarta-feira, 9 de maio de 2012

#Resenha: Um Estudo em Vermelho - Sir Arthur Conan Doyle

Um Estudo em Vermelho
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Editora: Martin Claret
Número de páginas: 126
Sinopse: "O cadáver de um homem, nenhuma razão para o crime. É a primeira investigação de Sherlock Holmes, que fareja o assassino como um “cão de caça”. Lamentava-se de que “não há mais crimes nem criminosos nos nossos dias”, quando, nesse instante, recebe uma carta a pedir a sua ajuda — o cadáver de um homem foi encontrado numa casa desabitada, mas não há qualquer indício de roubo ou da natureza da morte. Sherlock Holmes não resiste ao apelo, mas sabe que o mérito irá sempre para a Polícia."


Antes de começar a resenha, um momento de silêncio pela genialidade de Sir Arthur Conan Doyle ao criar Sherlock Holmes.

.
.
.
Muito bem, decidi comprar Um Estudo em Vermelho não só porque estava em promoção no Submarino, mas porque já vinha acompanhando a ação do detetive mais famoso do mundo através do filme, estrelado pelo Robert Downey Jr., como também pela série da BBC (resenha aqui) e minha vontade de conferir a trajetória de Sherlock foi crescendo cada vez mais.
Dizem que, para ler as aventuras de Sherlock Holmes, não é necessário ler em uma ordem correta, mas, como sou teimosa, listei o perfil de Sir Arthur Conan Doyle (na Wikipedia rs) e anotei a ordem em que os livros de Sherlock foram sendo publicados. Um Estudo em Vermelho foi o primeiro deles.
Nessa primeira aparição do detetive, já somos apresentados ao Dr. Watson que, inclusive, é o narrador da primeira parte do livro. De volta do Afeganistão, por onde passou por maus bocados como médico e como combatente, ele ficou muito doente e precisou retornar a Londres para se cuidar. Procurando por um lugar para morar, ele reencontra seu antigo ajudante e ele o apresenta a Sherlock Holmes. Um homem muito astuto, que não cursa Medicina, mas parece seguir uma linha própria de estudos. Sabe muito de muita coisa, levemente arrogante, mas extremamente habilidoso nas percepções e muito alegre sempre que consegue algo que estava procurando.
Os dois entram de acordo para alugar o apartamento 221 B da Baker Street e imediatamente se mudam. Lá aparece o primeiro caso que, a princípio, não desperta muito interesse por parte do detetive, mas, por insistência de Watson, eles decidem ir até o local. É nesse momento que o Dr. Watson tem os vislumbres da ação investigativa do colega de cômodos. O caso parece muito misterioso a princípio: tudo o que eles tem é um corpo sem marcas de agressões que o pudessem ter levado à morte, uma vela vermelha, uma aliança de mulher e a palavra vingança, escrita em alemão com sangue, na parede. Mas isso não é obstáculo para Sherlock Holmes.
O modo como ele conduz a investigação corre com momentos de raciocínio rápido, atenção aos detalhes e consulta a seus antigos estudos e crimes já cometidos. Claro que tudo isso é acompanhado da incredulidade do Dr. Watson, o que só faz da história ainda mais fascinante, afinal, estamos acompanhando tudo pela perspectiva do Watson, é notável que tenhamos os mesmos questionamentos que ele quanto à credibilidade do raciocínio de Holmes (ou não, porque eu ficava dizendo toda hora "isso é Sherlock Holmes!").
E, enquanto a primeira parte terminar, com tudo parecendo resolvido, eis que Doyle usa um artifício que me agradou demais: contou o outro lado da moeda. Ou seja, contou toda a história do assassino: de onde ele era, o que aconteceu que o levou a cometer os crimes até que chegasse ao momento em que estava sob custódia, pronto para contar tudo o que acontecera.
Ao final, temos a brilhante conclusão do caso pelo Dr. Watson e, finalmente, a explicação de como Sherlock chegou ao criminoso de forma certeira!
Definitivamente, um livro extraordinário, que eu indico a todos os fãs de Sherlock Holmes e aos fãs de uma boa aventura e arte investigativa! Maravilhoso!

Nota:


13 comentários:

Amóes Xavier disse...

Tenho Este livro. Muito bom! Todas as histórias com Sherlock Holmes são boas!

Veezinha disse...

Sem dúvidas, Amóes! Espero ter os outros livros na minha prateleira logo! :D
xx




2012/5/9 Disqus

Denis Melmoth disse...

Eu comecei lendo esses livros, me impressionava muito com a genialidade das historias e com o desfecho surpreendente

Lucivânia França disse...

Eu AMO Sherlock Holmes! E comecei justamente por essa aventura - por acaso. Recomendo que comecem sempre com Um estudo em vermelho, porque é quando Holmes conhece Watson e aí começam as aventuras. rsrs Adorei a resenha! Mto bom!
Bjos
www.poressaspaginas.com

Veezinha disse...

A genialidade e os desfechos tornam os livros inesquecíveis, não? Sem dúvida, assim como nas páginas, nas telas do cinema e da televisão, ver Sherlock em ação é impressionante! :D

xx




2012/5/11 Disqus

Veezinha disse...

De fato, Lucivânia! O momento em que Sherlock e Watson se conhecem é crucial para entendermos tudo dali para frente. E é bem legal também, assim não nos sentimos deslocados.

xx




2012/5/12 Disqus

Rodrigo Caldas disse...

Tenho certa vontade de ler Sherlock Holmes, mas ainda não encontrei a coragem pra comprar os livros dele, eu nem tive coragem pra ver os filmes.

fellipe disse...

A capa desse livro é bem feinha, mas pelo jeito a história é fantástica! Fiquei curioso agora, pelo jeito que ele mostra os dois lados deve ser bem legal!

Karolyne Kazakeviche disse...

Não gostei muito da capa, mas a história parece ser boa. Vamos ver né =)

Veezinha disse...

Encontre essa coragem, Rodrigo, pois vale muito a pena! Eu sugiro começar pelos livros, para poder entender melhor os ambientes do filme e da série. O mais legal de tudo é que a série da BBC é uma releitura atual dos romances do Doyle. Super bacana e imperdível! :D

xx



2012/5/31 Disqus

Veezinha disse...

A capa, sem dúvidas, deixa muito a desejar, mas a Martin Claret está reformulando os livros do catálogo e o último que pedi do Sherlock veio com uma capa muito legal! A história é fantástica e, realmente, compensa a primeira impressão feia que a capa deixa.
Leitura deveria ser obrigatória! rsrs

xx




2012/6/1 Disqus

Veezinha disse...

Nesse caso, a capa deve ser a última a ser levada em conta. Claro, é a primeira coisa que reparamos, mas já quebrei muitas vezes a cara com capas que eram lindas e a história uma droga. Esse livro, no entanto, já suspeitava ser ótimo e eu confirmei depois de ler. Simplesmente incrível!
xx




2012/6/2 Disqus

Tify Baesso disse...

Eu tenho esse livro mas nunca cheguei a ler, li apenas um livro da coleção que eu emprestei na biblioteca...Amo Sherlock Holmes!!! Adorei a sua resenha, só me deixou com mais vontade de ler ^^
Beijos