sexta-feira, 29 de junho de 2012

#Resenha: O Diário Serial - Igor Castro

O Diário Serial
Autor: Igor Castro
Editora: Dracaena
Número de páginas: 224
Sinopse: "Verão no litoral catarinense. Uma época de sol, calor e muitas festas. Mas esta rotina paradisíaca mudará quando uma série de assassinatos assolar a cidade, em eventos nunca antes presenciados. Um serial killer está solto, escrevendo em seu diário seus mais profundos e aterrorizantes sentimentos, descrevendo como se sente quando mata e como pretende continuar com seu plano. A única esperança da cidade é uma dupla de jovens policiais, que caçarão o assassino nos mais diversos cantos da Ilha da Magia. Um thriller bombástico do início ao fim, que colocará o primeiro serial killer em terras florianopolitanas."

Este livro foi cortesia da editora Dracaena.

Um relato aterrador de um serial killer, uma dupla de policiais tentando estar à frente de seu planejamento minucioso, cinco vítimas que carregam sua marca. Em uma cidade marcada pelo turismo e pelas praias belíssimas, como pode Florianópolis ser palco de tamanha atrocidade? O que está impulsionando este matador em série, quais são seus motivos, quem será sua próxima vítima?
O Diário Serial é, de longe, um dos melhores thrillers que eu já li, especialmente esse ano. De leitura rápida, mas emocionante, acompanhamos o assassino, enquanto ele descreve em seu diário quais são seus sentimentos e porque está escolhendo cada uma de suas vítimas. Ao mesmo tempo, acompanhamos a dupla Rodrigo e Gomes, policiais responsáveis desde que a primeira peça de evidência chega até a delegacia. A partir daí, eles passarão dias sem pregar o olho, tentando encontrar links para descobrir a próxima vítima antes que seja tarde demais.
A dinâmica entre as narrativas permite que nós, leitores, não fiquemos de fora de nenhum aspecto da história. Embora o assassino apresente os motivos pelos quais está promovendo a matança, em nenhum momento temos plena certeza de quem está escrevendo. Eu, mais ao final do livro, pensei que soubesse quem escrevia. Mas estava errada. Completamente equivocada! Esse foi um ponto especial e que conseguiu fechar a história com o elemento surpresa, tornando-o inesperado.
Quando pensamos que já está tudo resolvido, que todos poderão ir para casa, ocorre uma reviravolta e aí... acaba. Depois de passarmos todo o tipo de tensão, acompanhando através uma narrativa em terceira pessoa que, consequentemente, acompanha os terríveis momentos finais de cada vítima, confesso que não pude respirar aliviada nem mesmo quando virei a última página e fechei o livro. Tudo é tão intenso e relativamente rápido, realmente de tirar o fôlego.
Adorei receber esse livro em parceria com a editora Dracaena, ainda mais porque foi de surpresa e foi uma experiência e tanto! Mais do que indicado àqueles que adoram um bom suspense, um thriller e a história de um serial killer contada de diferentes pontos de vista. Acompanhe a difícil jornada de Rodrigo e Gomes atrás deste monstro que jurou vingança a todos que lhe causaram algum tipo de mal, direta ou indiretamente. Até que seu trabalho esteja completo, tente adivinhar junto a essa dupla quem será o próximo pelas pistas deixadas pelo criminoso.
Dizem que não existe crime perfeito, apenas crime mal investigado. Garanto-lhes que esse ditado pode estar terrivelmente enganado. Seja cuidadoso enquanto estiver descobrindo a identidade do verdadeiro autor, pois a menor suspeita pode estar errada.

Nota:


6 comentários:

Rodrigo Caldas disse...

Faz tempo que eu não leio um bom thriller policial, e junto com os livros do Dan Brown (adoro ele!) O Diário Serial está na minha lista dos próximos suspenses a serem lidos.



http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

Flavio Oliveira disse...

Parece interessante!

fellipe disse...

Essa leitura deve ser bem tensa! Pelo que você descreveu realmente o livro é daqueles que você só quer largar quando virar a última folha mesmo e depois de acabar ainda fica pensando nele!
Deve ser um otimo Thriller e com um cenário brasileiro fica ainda melhor!

Veezinha disse...

Comigo também era assim, Rodrigo! Mas esse livro me surpreendeu muito e eu indico. Outro autor que é bom com suspense e até policial é o Harlan Coben!
Eu não curto muito Dan Brown, mesmo que minha única leitura dele tenha fracassado. É como o Nicholas Sparks, simplesmente não vou com a cara rsrsrs


xx

Veezinha disse...

Tá me seguindo no Skoob, é? Bom saber! rsrsrs
Mas é super legal, pode apostar! Eu não sou de thrillers porque não gosto de passar muito nervoso enquanto estou lendo, mas com os YAs de hoje, que coração não aguenta um que possa aguentar um thriller? kkkk


xx

Veezinha disse...

Sem por nem tirar, Fellipe! É exatamente assim! rsrs
Eu fiquei meio revoltada com o final, mas não posso contar pq rsrsrs Mas é, fiquei pensando nele pelo resto do dia!
Confesso que não sou fã de cenários brasileiros, mas imaginar Florianópolis acabou sendo demais! *-*


xx