sexta-feira, 27 de julho de 2012

"I got #News for you..." 51

Baraúna

Editora Baraúna lançará mais de 10 títulos durante a Bienal Internacional do Livro de São Paulo


Durante a realização da 22ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo que acontecerá entre os dias 10 e 19 de agosto, a Editora Baraúna, que estará localizada no estande M50, lançará 17 obras, com os mais variados gêneros como romance, literatura fantástica, poesia, entre outras.

Confira a programação de lançamentos a Editora Baraúna para esta edição do evento:

Dia 10 de agosto:

13h30 – As dores do mundo do autor Luiz L. de Freitas Santana.

18h00 – Fragmentos de Vida da autora Larissa Jensen.

Dia 11 de agosto:

12 horas – De onde veio este bebê? da autora Maria Carolina Munhoz Menko.
16h30 – Brahnac – A Terra Mágica da autora Cátia Isotton Nachbar.
18 horas – Conversa com quem gosta de questionar do autor Pe. Dico.
21 horas – Amor igual do autor Cristian Albert.

Dia 12 de agosto:

16h30 – O lugar proibido da autora Fernanda Matias.

Dia 15 de agosto:

18 horas – Neuromarketing dos autores dos autores José Chavaglia Neto, Brenno Maia Ramalheiro, José António Filipe.
21 horas – A eterna dança cósmica do autor Guilherme Romano.

Dia 14 de agosto:

19h30 – Immortales da autora Roxane Norris.

Dia 16 de agosto:

16h30 – Contos que conto da autora Cícera Maria.
18 horas – Cura pela medicina espiritual do autor Ruy Mercúrio.

Dia 17 de agosto:

13h30 – Síndrome de Down da autora Ana Cristina Dias Rocha Lima.
15 horas – Hélio em Ramos de Oliveira do autor Hélio Ramos de Oliveira.
19h30 – Reencontros da autora Rafaela Guimarães.

Dia 18 de agosto:

18 horas – Vidros escuros da autora Rosa Freire.
21 horas – Desvão no tempo da autora Eliana Matosinho.


Confira a programação das sessões de autógrafos no estande da Editora Baraúna durante a Bienal:

Dia 10 de agosto:

15 horas – Silvino Morais Barros com o livro Alegorias de Poder.
19h30 – Rubens Neto com o livro O guerreiro do terceiro milênio.
21 horas – Adalberto Nogueira com o livro Fragmentos de uma rua sem fim.

11 de agosto:

11 horas – Elizabete Scaramal com o livro Laurinda – desafios, medos e amores.
13h30 – Luciene Gonçalves com o livro Escolhas.
15 horas – Fabio Paulo da Silva com o livro O último reduto legalista.
19h30 – Miriam Monteiro Dias com o livro O anel.

12 de agosto:

12 horas – Bruno Henrique com o livro Jardins Suspensos.
13h30 – Edson José da Silva Santos com o livro O Mendigo.
15 horas – Neilon Batista com o livro O Guardião do Graal.
18 horas – Patrícia Bencardini com o livro Dança do Ventre
19h30 – Rodrigo Carvalhedo com o livro Gemeologia.

Dia: 13 de agosto:

15 horas – Gislana Peçanha com o livro Delícias de Paraty.
16h30 – Fabio Vinícius com o livro Se Deus é amor, por que existe a morte?
18 horas – Geraldo Tinôco com o livro Sobre Humanos e Poetas.

15 de agosto:

19h30 – Udson Souza com o livro Confissões do Homem Erótico.

Dia 16 de agosto:

15 horas – Paulo Milhan com o livro Tarde demais para acreditar no amor.
19h30 – Luzia Gomes da Silva e Dr. Júlio Cezar da Silva Castro com o livro Dos Direitos Humanos aos Direitos Fundamentais no Brasil.
21h – F. Moraes Martins com o livro Lágrimas do Sol.

Dia 17 de agosto:

16h30 – Kacrhys com o livro Dia de Neve
18 horas – Júlio César Pereira de Freitas com o livro Seres da margem
21 horas – Helena Figueiredo com o livro Branca, Bela e Gata.

Dia 18 de agosto:

11 horas – Vanessa Bosso com o livro O Elemental.
12 horas – Carlos Henrique Vianna de Andrade com a História Ilustrada da Medicina na Antiguidade.
13h30 – Janethe Fontes com o livro Vítimas do Silêncio.
15 horas – Carina Rissi com o livro Perdida.
16h30 – Rodrigo Cardozo com o livro Guardiões de Deus
19h30 – André Luiz Alves de Magalhães com o livro O jeitinho Brasileiro na Admissão ao Serviço Público.

19 de agosto:

12 horas – Camille Storch com o livro Negro Amor.
13h30 – Vandenei Dogado com o livro Inteligência e Aprendizagem.
14h – Marcus Achiles com o livro Danação.
16h30 – Pedro Guerra com o livro Você pode guardar um segredo?


Serviço:

22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Período: 9 a 19 de agosto de 2012
Horário de funcionamento: das 10 às 22h
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
End.: Av. Olavo Fontoura, 1.209 – São Paulo – SP
Site: www.bienaldolivrosp.com.br
Valor do ingresso: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia)

Estande da Editora Baraúna na Biena
Estande: 50
Local: Rua M 
Período: 10 a 19 de agosto de 2012
Horário: das 10 às 22h
Site: www.editorabarauna.com.br


Modo

Próximos lançamentos:




Curiosidades: Um pouco mais sobre os personagens.

Conheça os principais personagens da obra Angellore e suas características:


Olívia

Nome completo: Olívia Fernandes Giacomelli
Idade: 28 anos
Data de nascimento: 21/09/1983
Signo: Virgem
Altura: 1,77 m.
Peso: 65 kg
Casta: Humana
Escolaridade: Formada em Direito pela Universidade de São Paulo
Automóvel: Toyota Corolla – Modelo 2011 prateado (vidros escuros)
Arma: Calberet Watkins. Categoria: Revólver. Descrição: É uma arma de calibre 38, com a estética dos magnificentes revólveres do século XIX. É todo feito em prata pura, com as letras do seu nome gravadas como uma assinatura. Sua coronha é feita de couro legítimo cor de marfim. Usa balas de prata.
Características Físicas: Olívia é uma mulher muito bonita. Possui os cabelos castanhos escuros, longos e ondulados, olhos verde-oliva e pele morena clara. Usa óculos.
Características Psicológicas: Ela é séria, reservada e decidida, além de observadora e muito atenta. Atua como investigadora de polícia há cerca de dez anos. É uma mulher obstinada e resoluta, que não mede esforços para alcançar seus objetivos. Sua competência a levou a ser considerada a melhor agente do país, e ela irá se destacar dentro da trama por sua busca desenfreada pela resolução dos misteriosos casos que desde sempre a atormentam.

Comentário da autora: Para mim, como autora, criar e trabalhar com Olívia foi uma tarefa dinâmica e interessantíssima, já que, de alguma forma, eu precisava me inserir no mundo e na rotina dela para compreender como alguém em suas condições reagiria diante de dadas situações. Olívia é uma mulher direta no que quer, astuta e elegante, e deliberadamente vai conquistar qualquer leitor com sua narrativa!

Sophie

Nome completo: Sophie Angeline Alves
Idade: 19 anos
Data de nascimento: 22/11/1991
Signo: Sagitário
Altura: 1,67 m.
Peso: 50 kg
Casta: Humana
Escolaridade: 2° período do Curso de História da UFMG
Automóvel: - - -
Arma: - - -
Características Físicas: Cabelos castanhos escuros e lisos, na altura dos ombros, repicados e pintados de dourado nas pontas. Os olhos são grandes e cor de avelã. Pele clara. É franzina e possui uma aparência delicada, quase indefesa, não fossem as roupas largas e os all stars que usa.
Características Psicológicas: E uma jovem universitária de 19 anos. É uma moça reservada e observadora, e vêm despertando a atenção dos leitores que já conhecem a obra por ser uma protagonista madura e livre de conflitos psicológicos superficiais e infundados. O sofrimento por ter perdido sua família é legítimo, e ela procura superá-lo a cada dia.
Sophie é simpática, estudiosa e muito certinha. É calma e muito distraída também. Gosta muito de rock e seu estilo é um pouco largado, tênis sujos, calças um pouco largas e blusas coladas, geralmente de cores neutras. Adora ler e seu sonho é ser uma grande historiadora e pesquisar o Mundo Antigo, principalmente os gregos e islâmicos, que possuem a cultura que mais a atrai.

Comentário da autora: Por incrível que pareça, ao contrário do que muitos podem pensar, achei muito difícil trabalhar com a Sophie. Eu precisava de uma personagem feminina adequada, inteligente e madura, que pudesse conduzir a narrativa de uma forma que pudesse atrair tanto as leitoras quanto os leitores. No início ela não passava de uma garota aborrecida e mimada, e eu tive muitos problemas em me arranjar com a narrativa dela. Precisei fazer muitas versões dela para atingir um bom resultado, e hoje ela é uma excelente narradora. Ela é inteligente e direta, e sabe se virar bem nas situações problemas que enfrenta. Espero que ela consiga conquistar vocês também!

Nicolae

Nome completo: Nicolae Patrick Ricci
Idade: 22 anos
Data de nascimento: 03/12/1989
Signo: Sagitário
Altura: 1,88 m.
Peso: 94 kg
Casta: (?)
Escolaridade: 1° período do Curso de História da UFMG
Automóvel: Hilux, Modelo 2011, preto.
Arma: (?)
Características Físicas: Nicolae é alto, forte, possui os cabelos muito negros e lisos, olhos ligeiramente amendoados, também negros, e pele morena. É essencialmente bonito e atraente, mas essas qualidades são tomadas por qualquer coisa muito sombria que paira ao seu redor. A expressão é fria e controlada, e dificilmente pode-se prever o que está pensando ou como irá agir.
Características Psicológicas: Nicolae é sério, calado, e aparentemente esconde segredos tenebrosos e nada agradáveis. Seu modo de agir é sempre controlado, fugaz e amedrontador. Algo de intimidador, obscuro e sombrio paira ao redor dele, mas é impossível saber o que é sem que, no mínimo, se nos arrisquemos em meio a verdades nada tranquilizadoras.
Seu vestuário comum geralmente engloba camisas pretas, jeans e botas, e o único adereço no corpo é um crucifixo pequeno de prata que usa há muitos anos.
Nicolae não é nem mocinho, nem vilão. Ele simplesmente esconde um segredo terrível, que ninguém jamais ousou ou sequer pensou que se depararia algum dia. Algo que vai muito além do que podemos ver ou sentir. Algo guardado nas profundezas da escuridão de Belo Horizonte. Ele com certeza vai mudar os conceitos de tudo aquilo que você sempre acreditou.

Comentário da autora: Não é segredo para ninguém que Nicolae foi um dos personagens com o qual mais gostei de trabalhar dentro da história e um dos meus favoritos de modo geral. A personalidade dele não é como a de outros personagens de romances sobrenaturais. Ele exerce uma atração sombria sobre os leitores e os personagens que interagem com ele, além de ter um comportamento nada previsível. Foi um personagem imprevisível até mesmo no momento da criação, pois, enquanto eu desenrolava suas ações dentro da teia de acontecimentos de Angellore, muitas das vezes me surpreendi completamente com os rumos que ele levava meu pensamento, e, no fim, acabou se tornando um personagem totalmente independente – de mim, como autora, e da influência de quaisquer outras personagens. Pode parecer uma grande loucura, mas o mundo da escrita realmente costuma nos surpreender, e é por isso que amo esse ofício!

Outros personagens importantes:

Fernando: É o grande amigo de Sophie. Trata-se de um rapaz receptivo e engraçado, que leva a vida numa boa, sem preocupações, e chega a ser até um pouco irresponsável por causa disso. É um garoto de 21 anos, de pele branca e cabelos castanhos escuros e encaracolados.

Katsuyo (Kati): Assim como Fernando, também é uma grande amiga de Sophie. É uma garota engraçada, que fala o que pensa, na hora que quer. Ela é portadora da maior carga cômica da história, portanto vale a pena conhecer essa mocinha melhor. Katsuyo é uma moça de 19 anos, de estatura baixa, possui os cabelos muito negros e lisos, que caem sobre os ombros e costas estreitas. Os olhos também negros são bem amendoados, ao estilo oriental. Possui um nariz largo, “batatinha”.


Conheça, agora, um pouco mais sobre a obra O Reino de Mira:

Personagens

Mira é uma princesa de personalidade forte, sempre inabalável, impulsiva, determinada e, acima de tudo, sonhadora. Ela carrega consigo um singular sonho de poder ter uma vida um tanto ou quanto diferente da que possui. Escapar das regras que sua rotina na corte impõe para poder viver como qualquer outro habitante comum do reino torna-se uma vontade crescente para a jovem que passa a ser pitorescamente facilitada com a chegada de Elen, sua futura conselheira real. 

Pedro é um plebeu e também o melhor amigo de Mira. Conheceu a princesa, quando ainda criança seu pai que é encarregado de dar um destino final ao lixo do castelo, o levou para o trabalho com ele. Além de sua amizade com a protagonista da história, não há em sua vida quaisquer ligação com a corte. Desde pequeno, o rapaz aspira ser um grande guerreiro e enfrentar demasiados perigos que se colocarem em seu caminho, mal sabendo ele que um dia passaria a temer seus anseios. Com o passar do tempo e o seu amadurecimento pessoal, o personagem ganha traços mais fortes que definem e evidenciam sua personalidade encorajada e otimista.

Mira e Pedro tem uma compatibilidade singular, eles completam-se em sua trajetória, aspiram ao mesmo objetivo carregando uma inocência que aos poucos é amadurecida. Juntos descobrem as virtudes de uma vida de aventuras que apenas as jornadas mais desafiadoras podem ofertar.

Elen entra na história de maneira impactante, uma personagem misteriosa, cheia de segredos e dona de palavras calculadas. Uma perfeita arquiteta das grandes mudanças, uma bruxa que ganha o cargo de conselheira real. Ela é o grande motivo de todo o linear da história existir.

Septimus podia muito bem ser apenas mais um druida com suas preocupações habituais e que gosta de seguir os costumes de uma vida monótona, mas não. Ele carrega um papel fundamental em toda a estrutura da história, segredos envolvem seu nome, o passado envolto do reino que aos poucos será apresentado ao leitor, corre o sangue de suas veias. Um velho e astucioso druida.

Nota

O Reino de Mira apresenta ao público leitor não apenas um épico de fantasia, ele traz sinestesia em seu conteúdo, contextos históricos e acima disso, uma aventura inesquecível que fará seus leitores vivenciarem cada fato que se passa perante aos seus olhos como se estivessem dentro do livro, como se repartissem as mesmas sensações de cada personagem e sentissem cada essência de cada paisagem. 

Música

Não me detinha em uma música em especial enquanto criava O Reino de Mira, sempre fui bem eclético e pude absorver inspiração dos mais variados tipos de composições, mas em especial, quando criava uma cena em minha mente para expô-la ao papel costumava me concentrar com músicas orquestrais, ao exemplo delas: “Requiem of a dream”.


Pensamento-Cultrix




Universo dos Livros




E essa semana é tudo, pessoal! A maioria das novidades são referentes à Bienal do Livro de São Paulo. Quem está ansioso??


6 comentários:

Rafaela Kulmann disse...

Preciso comprar o livro do Chaves. Ameii *--* Gostei também de Mentes Sombrias, parece ser bem legal. Queria tanto ir na Bienal :(

jessica rochafonseca disse...

Caramba mais uma vez eu digo,como eu queria morar em São Paulo.Acho que todas as cidades deveriam investir em boas Bienais afinal é um evento que acontece uma vez por ano,eles deveriam caprichar.
Muitos bons lançamentos,haja grana

Ana Ferreira disse...

Ahhh, essa Bienal vai ser boa demais! Olha quanta coisa! hahaha
Esses livros da Modo estão muito interessantes, especialmente "O Reino de Mira", ainda mais tendo em vista a pouca idade do autor.
Vou no dia 19 e espero ter a oportunidade de aproveitar de tudo um pouco.
Beijo!

fellipe disse...

A bienal pelo jeito vai ser otima, só é uma pena terem divulgado as programações tão em cima da hora, porque tinham de ter aviso com mais antecedencia para agendar a viagem!

Amanda Gabrielle disse...

Tem muita coisa interessante na bienal, pena que eu moro longe. Que injustiça :/

Flavio Oliveira disse...

Bienal de Sampa jamais fui, deve ser até maior que a nossa aqui do Rio. Imagino que a Vê vai... rs. Essas editoras anunciam muita antes os lançamentos, capas, etc. Fico curioso de saber se anunciam tudo antes de registrarem os livros.