segunda-feira, 9 de julho de 2012

#Resenha: Card Captor Sakura 01 - CLAMP

Olá pessoal!

A resenha, dessa vez, é um pouco diferente. Procurando sempre trazer a maior quantidade de posts diferentes para o blog, resolvi também começar a publicar as resenhas dos mangás que estarei lendo daqui para frente.
E o primeiro deles é Sakura Card Captors, que marcou muito a minha infância, mas que, só agora, tive a oportunidade de conhecer toda a história por trás da série animada que foi exibida pelo Cartoon Network há alguns anos.

Card Captor Sakura #01 - Edição Especial
Autores: CLAMP
Editora: JBC
Número de páginas: 200
Sinopse: "Card Captor Sakura conta a história de Sakura Kinomoto, uma menina comum que cursa o quarto ano e treina para ser líder de torcida em sua escola. Um dia, ela encontra um misterioso livro no escritório de seu pai. Ao abri-lo, Sakura libera as Cartas Clow – 52 cartas criadas pelo mago Clow Lead, que atribuiu poder a elas misturando magia inglesa e chinesa. O Guardião do Lacre do Livro, Kero, também desperta e avisa à menina que as cartas deveriam ser capturadas, senão uma grande desgraça poderia acontecer. Então, Sakura se torna uma Card Captor com a difícil missão de capturar todas as cartas que escaparam!"

Em se tratando de mangás, confesso que nunca foi a minha primeira escolha ao entrar em uma banca de jornal ou na livraria. Tampouco procurava por eles enquanto assistia aos diversos animes transmitidos pelo Cartoon Network há alguns anos. Mas aí ficou um erro que eu pretendo não cometer novamente, afinal de contas, é parte da minha infância, de tardes e mais tardes com os olhos grudados na televisão me divertindo e me emocionando com essas histórias tão legais!
De vez em quando, como costumo dizer às pessoas, eu tenho pequenos "surtos". Alguns podem chamar de flashbacks, saudades, o que for; mas durante esses tempos, eu sempre procuro por coisas que já ocuparam minha cabeça há anos e das quais acabei guardando sem, entretanto, nunca me esquecer. A série Sakura Card Captors foi uma dessas coisas.
A série de anime me acompanhou por um longo tempo e eu jamais fui capaz de esquecê-la. A história de Sakura Kinomoto, uma jovem estudante que um dia acaba encontrando um livro e, dele, liberta as Cartas Clow para depois, com a ajuda de um pequeno ser, o guardião Kerberos, tentar reuni-las novamente me encantou desde o começo.
Sakura, Kero, sua melhor amiga Tomoyo, o irmão petulante Touya, a paixão secreta Yukito e muitos outros acabaram se tornando inesquecíveis. As aventuras de Sakura, sempre acompanhada pela câmera da amiga Tomoyo que faz questão de filmar todas as capturas de Cartas Clow, me fizeram querer aproveitar o relançamento da série de mangás que, até hoje, é considerada um dos maiores sucessos de vendas da editora JBC. Em edição especial, com mais páginas e algumas delas coloridas, eu fui guiada rapidamente pelas duas primeiras aventuras de Sakura. Acredito eu que, por conter mais páginas, esse primeiro volume acabou condensando os dois primeiros volumes da edição anterior. Nada, no entanto, que eu possa confirmar.
Acompanhamos a descoberta do livro do Mago Clow e a captura das primeiras cartas, assim como o nascimento da amizade entre Sakura e Kero. Para mim, o que sempre me impressionou, tanto nos animes quanto, agora, nos mangás, são as expressões que me fazem rir muito.
Penso que a maior decepção dessa primeira leitura foi ter acabado tão rápido. Mas ter a oportunidade de começar a ler a série Card Captor Sakura desde o início foi incrível e eu me senti de volta à infância. Lembrar de como a Sakura se derrete cada vez que olha para o Yukito e a mania do Touya de chamá-la de "monstrenga", assim como o Kero se fingindo de boneco de pelúcia e, é claro, cada um dos figurinos que a Tomoyo desenhou especialmente para a amiga usar em cada ocasião de captura foi como voltar no tempo.
Eu mal posso esperar para ter o segundo volume que, infelizmente, só está disponível no final deste mês.

Nota:

Espero que tenham gostado dessa resenha diferente e não deixem de comentar! O post faz parte do Top Comentarista: Julho!


12 comentários:

Flavio Oliveira disse...

Não leio mais gibis, mangás ou graphic novels. É muito raro ler, mas os desenhos japoneses eu assistoooo.. Hehe.. Samurai X, Naruto, Yu Yu Hakusho...

Rodrigo Caldas disse...

Ai que inveja, eu quero tanto ler os mangás da Sakura, eu era viciado no desenho que passava na tv quando eu era pequeno e eu adoraria conhecer a história que inspirou ele. Uma pena que aqui na minha cidade os mangás não tenham muito destaque, aqui é praticamente o fim do mundo.
Abraços.
http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

Viviane Barbosa disse...

Não é que essa edição tenha condensado 2 volumes, mas a JBC dividiu o 1º volume japonês em 2 quando foi lançado no Brasil, em 2001. Era o que se costumava fazer na época. Dizia-se que era pra baratear o mangá para o comprador final. Aí, para comemorar os 10 anos de lançamento, resolveram lançar o mangá com páginas coloridas e o mesmo número de páginas do original japonês.

fellipe disse...

Esse mangá parece bem interessante, mas prefiro nem ler por que se não vou ficar querendo ler todos hahaha

Veezinha disse...

Eu costumava ler gibis... mais da Magali kkkkkk Já li alguns GN, principalmente de Vampire Academy, que é minha série favorita!
Animes eu assistia bastante... quando o Cartoon Network exibia. Agora eu vou lembrando aos poucos de tudo que assisti e saio como uma desesperada procurando pela internet. Sakura é uma das séries que consegui baixar por inteiro e vou assistir novamente em breve *-*


xx

Veezinha disse...

Ahhhh, mas você pode, Rodrigo! Eu comprei o meu pela internet, bem mais prático do que sair à procura em uma loja física.
Se você quiser, eu te passo o site! :D
Também era viciada no anime e estou assistindo tudo de novo *-* Gostinho de infância! rsrs


xx

Veezinha disse...

Ahhhh, entendi agora, Viviane. Obrigada pela explicação!
Fico feliz que eles tenham decidido publicar novamente, já estava quase cedendo a edição antiga, já rara o suficiente. rsrs


xx

Veezinha disse...

Vixi, se for assim, cuidado com os livros novos porque, hoje em dia, tudo vira série! rsrsrs
Mas acho que essa vale a pena, Fellipe! ;)


xx

jessica rochafonseca disse...

eu simplesmente adorava esse desenho,outro que eu também amava era sailor moon.É uma pena as coisas boas de nossa época não passarem mais.Deu uma saudade,depois desse post,aiai!


http://livrosobaluzdalua.blogspot.com.br/

Amanda Gabrielle disse...

Nossa! Saudades... Tenho orgulho de dizer que Sakura dentre outros animes fizeram parte da minha infância. Você ainda acompanha alguns animes? '-'

Rafaela Kulmann disse...

Eu adorava olhar Sakura. Era um dos meus desenhos favoritos. Agora me bateu uma saudade da época em que eu era criança. Vou procurar aqui na minha cidade os mangás da Sakura para comprar :)

Leila (LiL-chan) disse...

Amo Sakura Card Captor, marcou minha infância e teve um papel importante na vida. Eu nunca consegui comprar todos os volumes pequenos quando o mangá foi lançado no Brasil, portanto esperei ansiosamente pelo lançamento do formatoTankobon, mas devo dizer que foi a maior decepção que a JBC poderia me dar... Eu esperava o clássico papel usado em mangás (algo como papel jornal) e não foi isso que encontrei, achei que toda a arte pareceu distorcida, a suposta melhor "qualidade" do papel tirou a aparência característica dos mangás. Fiquei muito triste e não sei mais se quero colecionar essa edição especial. Recomendo a muito o mangá, mas não gostei nada dessa nova edição.