sexta-feira, 3 de agosto de 2012

"I got #News for you..." 52

Baraúna

Carina Rissi estará na Bienal do Livro de São Paulo

Autora participa de bate papo e sessões de autógrafos


A autora de Perdida - um amor que ultrapassa as barreiras do tempo, Carina Rissi participará de um bate papo no Espaço Jovem 22ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, dia 12 de agosto, às 15 horas.
A proposta deste espaço, dirigido pelo jornalista Zeca Camargo em parceria com Maria Tereza Arruda Campos, é envolver a juventude em diálogos sobre literatura, cultura, relacionamento, entre outros. Carina é presença garantida no bate papo cuja temática é “As relações de amor em tempos de internet”, e dividirá o espaço com a autora e sexóloga Laura Muller.
Além do bate papo, Carina Rissi estará autografando o seu livro, no estande da Editora Baraúna durante a Bienal, no dia 18 de agosto às 15 horas e no dia 19 de agosto às 10 horas.
O livro narra à história de Sofia, uma jovem que vive em uma metrópole e está habituada com a modernidade. Ela é independente, tem pavor à palavra casamento e os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo Ian Clarke, Sofia embarca numa procura às cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam levá-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos.
A obra vem consolidando seu sucesso, após ser considerada umas das 10 melhores publicações de 2011, segundo blogs especializados em literatura de todo país. Este ano o livro está entre os mais vendidos na Amazon da Alemanha.

Carina Rissi, que anda desbancando os maiores escritores brasileiros no exterior, mora com sua família no interior de São Paulo, já atuou em diversas áreas, mas acabou se encontrando na profissão de autora.  O sucesso na Alemanha fez crescer o interesse de editoras francesas e italianas em traduzir a obra de Carina, que mora com sua família no interior de São Paulo.

Espaço Jovem  # Você + Quem = ?
Bate papo: As relações de amor em tempos de internet
Presenças: Carina Rissi e Laura Muller
Dia: 12 de agosto
Horário: 15 horas

Sessões de autógrafos na Bienal do Livro
Autora: Carina Rissi
Local: Estande da Editora Baraúna (rua M – estande 50)
Dias e Horários: 18 de agosto às 15 horas
                             19 de agosto às 10 horas


Dracaena

Rock, terror e psicologia entre os lançamentos da editora

Dark Side of the Moon - A Obra prima do Pink Floyd segundo a psicologia Junguiana - F. Massao Yabushita

Este livro traz uma análise psicológica de um dos mais importantes discos de todos os tempos, o antológico The Dark Side of the Moon, da banda inglesa Pink Floyd.
Fundamentado na psicologia de C. G. Jung, o livro mostra o disco de uma forma nunca antes pensada, buscando desvendar o sentido do lado oculto da lua e seu significado no contexto da obra, enquanto expressão dos dramas e conflitos que afligem o homem contemporâneo.

Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br


3355 Situações Que Você Deve Saber Para Não Morrer Como Nos Filmes de TerrorGerson Couto

Todo mundo já assistiu um filme de terror. E não é preciso ser fã do gênero para saber:
• O nome dos assassinos mais famosos;
• Quem entra no recinto sem acender a luz sempre morre;
• Que uma quantidade incontável de histórias são protagonizadas por uma Final Girl;
• Que lugares inóspitos devem ser evitados;
• E que toda casa é capaz de abrigar um segredo mortal.
Mas e se fôssemos nós os protagonistas, agiríamos de forma diferente? Será que, acendendo a luz, sobreviveríamos?
Prepare-se para conhecer a infinita criatividade da morte.

‘Como pai do terror e representante maior em nosso país, apresento a você, leitor, 3355 Situações Que Você Deve Saber Para Não Morrer Como Nos Filme de Terror. Um trabalho atual, original e ousado...’ 
José Mojica Marins

Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br


Sentel York - Os três imperadoresDiego de Lima

Numa realidade alternativa, o mundo como nós conhecemos não existe mais, dando início a uma nova era.
Os poucos documentos que chegaram à Era Apocalíptica, como ficou sendo chamada, mostram que, por volta da metade dos anos dois mil o mundo entrou em colapso devido a uma guerra global por recursos naturais. Isso levou o planeta à beira da destruição, acabando de vez com a avançada civilização existente.
Essa guerra ficou conhecida como a Guerra Final e, somada às doenças devastadoras que foram desenvolvidas a partir de armas biológicas, reduziu a população mundial que era de aproximadamente oito bilhões para pouco menos de trezentos milhões.

Sentel York é a última cidade remanescente na Terra, onde se acredita que a civilização possa recomeçar. E a disputa por seu controle será mortífera.

Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br

Autor de Sentel York é destaque em programas da Rede Globo.

Jornal Nacional - http://g1.globo.com/jornal-nacional/videos/t/edicoes/v/crianca-esperanca-vai-beneficiar-mais-de-30-mil-criancas-em-2012/2063826/
Video Show - http://globotv.globo.com/rede-globo/video-show/v/nivea-stelmann-e-fabiula-nascimento-participam-de-evento-do-crianca-esperanca/2065355/



O Poder Secreto do Seu Nome - John Carth

O que você acha de seu nome?

Essa pergunta encontra estranheza em um primeiro momento, porque normalmente as pessoas não pensam muito nisso, gostam ou não gostam, param por aí.

Se perguntasse:
O que as pessoas sentem quando leem seu nome?
Seu nome abre ou fecha portas para você?

A partir daí, você já começa a perceber que o nome tem qualquer coisa de especial que não significa apenas uma formalidade necessária para uma certidão de nascimento.

Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br


PsíquicoEdson Gomes

Psíquico é a história de Rafael Duarte, um homem comum, com costumes comuns e uma vida comum, igual a qualquer pessoa, mas Deus lhe deu um dom divino. Ele tinha o poder de se conectar com espíritos, que pediam a sua ajuda, com intuito de mostrar o caminho da luz e da justiça. De início, ele não sabia que tinha este dom especial, até que o dia que seu pai revelou um segredo de infância guardado a sete chaves.
Quando as imagens de uma lembrança que não eram as dele começaram a aparecer em flashes repentinos em sua mente, iniciou-se o primeiro contato espiritual com o desencarnado Guilherme.
Contato este que o assustou muito, pois nunca tinha pressentido aquilo antes na vida adulta. Psicologicamente, Rafael precisava de alguém que o apoiasse naquele momento de confusão mental, pois passava por uma crise de relacionamento amoroso.
Num dia de temporal de verão no Rio de Janeiro, voltando de carro do trabalho para casa, Rafael deu carona a uma mulher chamada Sônia, em um ponto de ônibus próximo à linha férrea. Depois de tanto conversar com ela, Rafael decidiu levá-la em casa.
Eles se despediram amigavelmente. Sônia esqueceu um terço sobre o banco do carona e ele decidiu entregá-lo no dia seguinte. Rafael ficou sabendo que a tal mulher, a qual tinha dado carona no dia anterior, havia morrido num incêndio há 30 anos, dentro da própria casa, atingida por um raio. O terço era o aviso que Rafael tinha recebido de Deus uma missão para descobrir quem matou Guilherme e porque o fato se transformou em acidente.
O que Rafael realmente não sabia era que, por trás da trágica morte do espírito perturbado, havia uma grande e perigosa conspiração. Conspiração esta, que ele também estava fazendo parte.

Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br


Adormecer do fogo - Ben Green

Nas gélidas montanhas, vivem os Gha-laad, uma tribo de caçadores que acredita ser o fogo algo divino por não saberem criá-lo.

Há apenas uma única e sagrada chama passada de geração em geração. Um ataque de Aixians, imensas criaturas selvagens, tornou real o maior de seus pesadelos: a sagrada chama foi apagada. Ri-zir, guardiã dos escritos antigos, é designada para orientar os caçadores ao reduto das temíveis Aixians.

Segundo as lendas, era o único lugar onde o fogo ainda existia. Mas durante a jornada descobre que seu maior desafio é não se apaixonar por Sa-Tûr, um misterioso caçador.
Da primeira à última página, o leitor é cativado pelas emoções dos personagens enquanto aventuram-se por um mundo repleto de dúvidas, revelações e medos.

Adormecer do Fogo o fará mergulhar nesse fantástico universo de incertezas onde a confiança deve ser a última chama a se apagar.

Para comprar acesse: http://www.dracaena.com.br


Eventos – Dracaena Tour pelo Brasil




Tarde de autógrafos com Raphaella Mello

A escritora Raphaela Mello receberá os leitores na tarde de autógrafos do livro Segredos de um Vampiro – Revelações, lançado em março de 2012 com distribuição nacional e internacional pela Editora Dracaena.
O evento acontecerá no Hotel Jerubiaçaba de Águas de São Pedro – SP, no dia 08/09/12, das 14h às 18h.

Informações: www.raphaelamello.com.br


Modo

Depoimento: Gabrielle Venâncio Ruas, autora de Angellore

"Com certeza, a experiência de se publicar o primeiro livro é, de longe, uma das melhores que já experimentei a vida toda.
Desde muito jovem eu sempre sonhei em ser escritora e em algum dia poder fazer disso prioridade na minha vida. Descobri minha vocação aos 9 anos, e aos 12 comecei meu primeiro romance (que não cheguei a publicar) intitulado Os Sete Medalhões – A Lenda, o qual só fui terminar aos 18 anos. Eu ainda era muito imatura literariamente falando, e após perceber que eu ainda precisava amadurecer muito como escritora, decidi guardar esse projeto na gaveta e buscar por uma evolução literária.
Ingressei na faculdade de letras e me joguei de cabeça nos meus estudos, no mundo da leitura e em tudo aquilo que estivesse relacionado à literatura, numa busca por aprimorar meus conhecimentos. Então, quando me senti preparada, iniciei Angellore e pela benção de Deus e receptividade ao meu trabalho, recebi um “sim” da Modo Editora e desde então me encontro numa etapa maravilhosa da minha vida.
Mas me sinto feliz não unicamente pelo fato de estar realizando um sonho, como também, por ver que meu trabalho foi reconhecido, e que todo o esforço que tive ao longo da minha vida e empenho foram mais do que válidos e me ajudaram a conquistar o espaço que eu tanto almejei. 
A receptividade dos leitores com relação à Angellore também vem sendo muito boa, na verdade, mais do que eu poderia esperar. Eles estão cativados pela história e intrigados com o tipo de enredo que existe por trás da capa (muito linda, por sinal), o que é uma recompensa e tanto para mim, e uma alegria enorme.
Eu adoro conversar com cada um dos meus leitores, falar sobre o livro e ouvir suas expectativas, é incrível. Atualmente divido meu tempo entre a faculdade, um estágio, a confecção do segundo volume de Angellore e a etapa de publicação do primeiro, além da divulgação e da administração das redes sociais do livro, mas apesar do cansaço e da correria, é realmente tudo o que eu sempre quis.
Só posso agradecer a Deus por ter abençoado tanto o meu caminho e por editoras como a Modo, que acreditam e apostam no trabalho dos novos escritores, e, principalmente, os nacionais."

Sobre Literatura...

"Minha carreira com a Literatura começou quando eu ainda era criança. Me lembro de ter sido na escola, quando a professora de português mandou os alunos escreverem uma redação de uma página usando um recorte de jornal como base para nossas histórias, e a minha redação foi maior do que de qualquer outra criança. Eu já gostava de redigir contos infantis bem antes disso, mas foi nesse dia que realmente percebi meu gosto pela Literatura. Outro fator que despertou em mim a atração pela Literatura foi o hábito da leitura. Um dia, quando eu tinha oito ou nove anos, não me lembro bem, ganhei um livro do meu pai chamado O Menino do Dedo Verde, e desde então não parei mais de ler.
Um fato que me marcou, acredito que foi durante a divulgação pela internet que realizei do meu primeiro romance. Recebi muito apoio, ganhei meus primeiros leitores e até hoje as pessoas me conhecem por causa desse livro, me perguntam sobre ele e sobre quando voltarei a divulgar; é realmente gratificante. Graças a todo esse carinho que muitas portas se abriram para mim no mundo literário.
Um tema que gostaria de escrever e ainda não escrevi, Com certeza é a ficção científica. Meu forte de escrita sempre foi a fantasia épica, e em Angellore também me aprimorei no romance sobrenatural, mas a ficção científica me parece um tema mais complexo, eu precisaria me dedicar muito à pesquisas e embasar bem o enredo. Talvez um dia eu ainda me arrisque (risos).
Meu relaciono com meus personagens é bem intenso. Quando eles nascem, à medida que vou ganhando intimidade com eles, me apaixono perdidamente por cada um, vou conhecendo-os, entendendo-os melhor, me coloco dentro deles, vejo o mundo como eles veem, e isso acaba tornando a tarefa de escrever ainda mais prazerosa do que realmente é. Meus personagens são quase como filhos, e essa capacidade de se materializarem na minha mente é o que faz com que ganhem autonomia e transformem a história em algo muito mais real e palpável ao leitor.
Antigamente, no período em que eu tentava publicar meu primeiro romance, eu via o mercado editorial como um monstro de sete cabeças, feroz e assustador. Na medida em que fui amadurecendo, percebi que era eu quem precisava evoluir como escritora para poder fazer uma escrita realmente boa e me destacar. Foi então que ingressei na faculdade de Letras, certa do meu desejo de me aprimorar e evoluir. Hoje em dia, o mercado editorial pra mim se mostrou seletivo, mas aqueles que realmente se dedicam em fazer um bom trabalho conseguem conquistar esse meio, assim como atingir leitores de todos os tipos, dos mais desinteressados aos mais exigentes.
Obviamente, minha opinião também mudou graças às portas que as editoras vem abrindo para os novos autores, particularmente, valorizo muito o trabalho daqueles preocupados em mostrar aos leitores o quanto a literatura nacional é mágica e tão boa, ou melhor, quanto a estrangeira (afinal de contas, dominar a língua portuguesa, complexa como ela é, já é um adicional a mais)."



Novo Século


Já faz algum tempo que tenho recebido essas imagens por e-mail. Não faço ideia de qual lançamento seja, mas achei tão legal que resolvi compartilhar com vocês:








Universo dos Livros





A série de maior sucesso na história da televisão estará presente na 22ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Para o lançamento de Chaves - a história oficial ilustrada, a Universo dos Livros preparou uma surpresa para os fãs: o estande da editora contará, no dia 10 de agosto, sexta-feira, das 11h às 12h, com a presença do ator Edgar Vivar, que interpretava o personagem Sr. Barriga na série. No dia 11 de agosto, sábado, das 16h às 17h, ele também estará autografando o livro. Exibida com sucesso no Brasil pelo SBT há 28 anos, Chaves permanece líder de audiência no horário e conta com fãs de todas as idades e os personagens alcançaram status cult.


Local: estande da Universo dos Livros na 22ª Bienal Internacional do Livro
Pavilhão de Exposições do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209
estande nº 70 da Rua G – Santana – São Paulo/SP





E isso é tudo, pessoal! Espero que tenham gostado, não deixem de comentar! Antes da Bienal começar, vou ver se faço um post especial, reunindo os principais eventos de todas as editoras e autores parceiros com as datas, horários e locais certinhos de suas participações, ok?


6 comentários:

Gladys Sena disse...

Até o Senhor Barriga vai pra Bienal, rsrs.
Bjoo.


Nome de seguidora: Gladys Freitas.

Vinicios disse...

Gosto muito do Sr. Barriga, acho-o muito simpático com os fãs. Eu ficaria contente em conhece-lo algum dia...
Abraço!


www.blogoblogueiro.blogspot.com.br

Khrys Anjos disse...

Essa edição da Bienal vai ser show. Pena que não poderei ir. Quem puder ir se divirta bastante por mim ok!?


Um leve bater de asas para todos!!!!!!!!!!!!

jessica rochafonseca disse...

sinistra essas fotos que você tem recebido da novo século,fiquei super curiosa.Gostei de "o poder secreto do seu nome"e "psíquico".
E eu estou super tristinha por não poder ir na bienal,espero que a da minha cidade seja boa pelo menos!

fellipe disse...

A bienal vai ter coisas bem legais, queria conhecer o Sr. Barriga, ele parece muito simpático, e eu adoro o personagem!
Essas imagens da Novo Seculo são bem misteriosas!

Rodrigo Caldas disse...

Achei engraçado o livro que fala das situações para não se fazer em um filme de terror, acho que vai super útil, rsrs.
Esse Sentel York por acaso é escrito por um brasileiro, com o nome Diego Lima acho que deve ser. Se for ele já ganhou minha atenção por ser uma distopia.
Abraços.



http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/