quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Indo mais a fundo... #19

Ahhh o Dia das Crianças. Bons tempos em que eu ganhava presentes com direito a embrulhos e tudo. Agora a única coisa que mudou são os embrulhos porque minha família nunca deixa essa data passar em branco. rs
O que eu ganhei, vocês saberão em breve *suspense*.
Mas o post de hoje tem tudo a ver com infância. Eu, do século XX e dos anos 1990, sinto falta de bons desenhos animados que costumavam passar na televisão, que eu assistia religiosamente todos os dias (fazia até lição de casa na frente dela!) e nunca me cansava de ver sempre os mesmos.
Hoje, listarei alguns deles que eram os meus preferidos e deixo aberto para que vocês comentem outros que marcaram a sua infância. Combinado? ;)

Ah o clássico Piu Piu e Frajola. "O-oh eu acho que vi um gatinho!"
A eterna perseguição do gato Frajola ao fofinho canário Piu Piu é quase comparável a diversas outras, dentre elas, Tom e Jerry.
Os episódios eram mais comuns antigamente, embora eu não me lembre muito bem deles. Hoje em dia, eles estão concentrados de madrugada no Cartoon Network, junto com outras preciosidades dos bons tempos do canal.
A vovó também fazia parte do desenho, como dona do Piu Piu e sempre impedia, de alguma forma, que Frajola conseguisse o que queria.
Eu gostava tanto do Piu Piu que até tinha uma mochila com a cara dele. Nem deveria ser chamativa né?

Outro clássico: Tom e Jerry. Eu já falei dele aqui no blog (confira) e não me cansava de ver as tentativas frustradas de Tom para pegar Jerry. Os momentos de trégua, a participação do Spike, os outros gatos.
Confesso que às vezes eu torcia para o Tom porque o Jerry poderia ser bem chatinho quando quisesse. Sempre quis um episódio em que, de duas, uma: o Tom conseguiria pegar o Jerry ou, então, ele desistiria. Acho que nenhum dos dois desfechos jamais existiu.

O maior cliente de uma empresa na história dos desenhos animados só poderia ser ele: o Coiote. Comprador assíduo de explosivos e qualquer tipo de engenhoca da ACME para poder atingir seu objetivo, que é almoçar o Papaléguas, ele é sempre vítima de suas próprias arapucas.
Tentando de forma obsessiva ter velocidade igual ao desse curioso ser, o Coiote fracassa dia após dia perante um adversário muito mais esperto que ele.
Acho que deu para perceber que eu adoro uma boa perseguição, não é?

Outro dos clássicos, Scooby-Doo e sua turma caçadora de mistérios e fantasmas. A dupla Scooby e Salsicha, os dois mais medrosos e viciados em biscoitos caninos, a sábia Velma, que sempre ficava sobrando; Daphne e Fred, que sempre achei que ficariam juntos. A divisão para as buscas no lugar mal assombrado poderiam ser sempre as mesmas, Scooby e Salsicha poderiam sempre morrer de medo e encontrar os fantasmas, mas não tinha como não adorar as aventuras desses quatro amigos e um cão.

Açúcar. Tempero. E tudo o que há de bom. As Meninas Superpoderosas: Florzinha, Lindinha e Docinho são as três filhas e criações do Professor Utônio (nome bem estranho), que possuem poderes e são a salvação de Townsville, uma cidade que é, constantemente, atacada por monstros. Dentre os que estão sempre por lá: o Macaco Loco (e eu não esqueci o "u"), Ele (o que mais me dava medo), a Gangue Gangrena e Fuzzy Confusão.

O Laboratório de Dexter, um garoto genial que possui um laboratório secreto em seu quarto passa as tardes e, enquanto aparenta estar sempre ocupado, Dexter tenta manter a irmã mais velha, Dee Dee, afastada de suas criações já que a garota, com seu jeito extremamente desastrado, curioso e destrutivo, é capaz de deixá-lo louco.
O jogo do Dexter no site do Cartoon era um dos meus favoritos. Eu tentava por horas e horas avançar pelas fases do labirinto, era realmente viciante.
Uma das coisas que mais me irritavam eram quando Dee Dee e Mandark apareciam no mesmo episódio, um tentando irritar o Dexter já era o suficiente, agora, o outro levando o crédito por tudo o que ele fazia? Era demais.

O mais assustador de todos os desenhos da minha infância. Coragem, o Cão Covarde. Sempre lidando com os monstros e assombrações mais horríveis que eu já vi, Coragem era maltratado por seu dono, Eustácio, mas mimado pela mulher dele, Muriel. Obviamente o casal de idosos, que vivia isoladamente no meio de um deserto com um moinho, nada poderia suspeitar sobre os perigos que apenas Coragem via e tentava avisá-los.
Agora, acho bem interessante esse balanço que faziam no nome do próprio desenho. Mesmo que o cão fosse bem medroso, no final das contas, ele era o único que poderia salvar seus donos das ameaças tornando-o, portanto, corajoso.

Outros desenhos que eu adorava assistir:

Mirmo Zibang, Hi Hi Puffy Ami Yumi, Sakura Card Captors, KND - A Turma do Bairro e A Mansão Foster para Amigos Imaginários

E vocês? ;)


11 comentários:

Ana Paula Barreto disse...

AMEI este post! Fiquei com certa saudade dos velhos tempos!
Eu adorava alguns destes desenhos, mas principalmente papaléguas e tom e jerry!
Não sei se é porque estou ficando velha, mas acho que os desenhos de antigamente eram mais inteligentes e divertidos!!
bjs

Babi Lorentz disse...

Nossa, amei esse post! Direto eu tenho umas crises de nostalgia e saio procurando sobre os desenhos que eu assistia na infância, vejo se consigo achar os episódios pra baixar e essas coisas. Até hoje não consegui encontrar muita coisa de A Família Twist, nem de O Fantástico Mundo de Bob, hahaha. Adorava!
Beijão

AmandaG. disse...

Eu tive uma infância feliz kkk Adorava todos esses desenhos. Fora esses, eu assistia: Dragon Ball, Digimon, Pokémon, Bucky, Inuyasha entre outros. *-*

Thais Vianna disse...

Eu amo desenhos animados. Até hoje. Meus filhos assistem muito e eu arranjei a desculpa perfeita para continuar vendo. Amava Scooby Doo, o Fantástico Mundo de Bobby, Rugrats, Tom e Jerry, Corrida Maluca, Pica Pau...nossa, tantos...rsrs


Ficaria aqui até amanhã citando.


Thais Vianna
@dathais

Fernanda Rodrigues Mendonça disse...

Nooooooooossa!!!!!

Eu adorava todos esses desenhos!

Acho que o que eu menos assisti foi Coragem, O Cão Covarde, pq passava na TV fechada e eu nao era assinante.

E sinceramente, sorte sua que sua familia nao deixa passar em branco. Depois dos 13 tento convencer minha mae a me dar presente todo ano, mas raramente funciona! u-u

ASIAUHSIUASHAIUHSIUAHS

Gladys Sena disse...

Nem lembrava mais da "KND - A Turma do Bairro", srss.


Desenhos sempre divertem em qualquer idade.


:)

Andressa Mendes disse...

Meme para você lá no blog: http://paradiseofthetruths.blogspot.com/2012/10/meme-e-o-fim-do-mundo.html

Veezinha disse...

E não é que eu também tenho, Babi? Bons tempos aqueles... agora os desenhos do Cartoon só passam de madrugada. Uma pena :/
Eu consigo encontrar os animes que eu assistia... isso já me faz sossegar um pouco kkkk

xx

Rodrigo Caldas disse...

É, eu também tenho saudade desses tempos em que eu ganhava presentes embrulhados naquele papel bonito e brilhante, hoje em dia se eu quiser presente eu mesmo tenho que comprar, rsrs. Coragem era um desenho que eu amava assistir embora morresse de medo dele, eu também amava Dexter.
Abraços.
http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

Allana Odorizzi disse...

Coragem, o cão covarde era de mais, nem lembrava deste! *-* Era bem sinistro às vezes, mas era legal kkkkkkkkkkk Eu adorava A caverna do dragão tbm e, se for pra falar dos bem velhos, que tal o Cavalo de Fogo? kkkkkkkkkk Noooossa quanto tempo >.<

Gabriela Brito disse...

Eu assistia tanto desenho, ainda assisto (nunca cresci, rs)

Eu e minha irmã adorávamos assistir Pica Pau e as Meninas Super Poderosas!
Nunca me esqueço daquela época, hoje em dia se eu peço um presente de dia das criança a minha mãe ri.