terça-feira, 20 de novembro de 2012

#Indicação - Filme: Karate Kid

Oi gente!

Pois é, estive trabalhando duro ontem e hoje para atualizar o blog de toda aquela semana que fiquei sem postar. Espero que gostem dos posts, fiz com o maior carinho!
Bom, o mega feriadão já está quase no fim e, adivinhem só, ainda tenho um montão de coisas para fazer! Acho que acabei relaxando mais do que deveria (não me arrependo!) e como já estou acostumada, deixei tudo para a última hora.
Mas vamos ao que interessa, antes de começar só preciso dar mais um aviso: a big promo que eu estou prometendo entra até o final da semana, ok? Muito provavelmente hoje, então, aguardem!

Karate Kid (The Karate Kid) - 2010


Dre Parker (Jaden Smith) é um garoto de 12 anos que poderia ser o mais popular da cidade de Detroit, Estados Unidos, mas a carreira de sua mãe acaba os levando para a cidade de Pequim, na China.
No novo país, Dre se apaixona pela sua colega de classe Mei Yin, que se torna sua amiga, mas as diferenças culturais tornam essa amizade impossível. Pior ainda, os sentimentos de Dre fazem com que o aluno mais brigão da sala e prodígio do Kung Fu, Cheng, torne-se seu inimigo, fazendo com que Dre sofra bullying nas mãos dos amigos de Cheng, sem poder reagir. Sem amigos na nova cidade, Dre não tem a quem recorrer exceto ao zelador do seu prédio Mr. Han (Jackie Chan), que é secretamente um mestre do Kung Fu.
À medida que Han ensina Dre que o Kung Fu é muito mais que socos e habilidade, mas sim maturidade e calma, Dre percebe que encarar os brigões da turma será a aventura de uma vida.


Eu tinha muita certeza de que não passaria nem perto de Karate Kid e não era só por causa da música do Jaden Smith e do Justin Bieber. Mas, um dia, acabou que meus pais decidiram assistir na televisão e eu acabei pegando a carruagem andando. E gostei do que vi.
Claro, na primeira vez não entendi nada, mas quando compramos o DVD, finalmente pude ver a história de Dre Parker desde o começo. E sua vida já muda, assim que sua mãe é transferida para a China. Então ele tem que deixar para trás a casa em que cresceu, os amigos, a família, tudo o que conhecia para morar em um país completamente diferente, do outro lado do mundo.
E está na cara que esse garoto não vai se adaptar imediatamente, principalmente com um idioma que mal fala e os costumes que são tão diferentes. Mas os obstáculos de Dren não param por aí, além de estar triste por estar longe de tudo e de todos, ele logo atrai alguns brigões para perto. Logo ele já virou saco de pancada e está sendo perseguido nas ruas e na escola pelo queridinho do Kung Fu, Cheng.
Dre tem medo de sair sozinho, não quer mais ir à escola e isso se complica, afinal, eles não podem retornar para sua verdadeira casa. Então ele terá de enfrentar de uma vez ou se acovardar para sempre. Mas ele não pode simplesmente enfrentá-los sozinho porque, por incrível que pareça, os vilões estão sempre em maior número. Defendido uma vez pelo Sr. Han, o zelador do prédio em que mora com a sua mãe, Dre percebe que ele sabe muito mais do que aparenta. E ele procura nesse senhor calado a ajuda de que precisa para enfrentar seus medos.
Não será fácil, o Sr. Han tem os próprios problemas, mas Dre está disposto a aprender tudo o que poder, por mais estranhos que seus métodos possam aparecer. E o que ele ganha de conhecimento vai muito além de só poder se defender usando o kung fu. Porque, ao contrário de Cheng e o método que lhe é ensinado, Dre aprende que o kung fu não deve ser usado para a violência, mas para a sabedoria. E é isso o que difere o treinamento do Sr. Han do outro, que até tem uma academia e é uma celebridade.
Para resolver os problemas entre Cheng e Dre, eles terão de se preparar para um torneio de kung fu. E é claro que o embate entre eles será iminente.
O que mais me agradou no filme foi a história; eu não conheço a história do filme original, de 1984, mas ouvindo meus pais comentarem, existem algumas diferenças. Mesmo assim, gostei bastante das fases de aprendizado do Dre. Ele acaba se saindo muito bem, embora sempre tenha espaço para alguma reclamação ou comentário engraçado. O Sr. Han também chama a atenção, gostei muito da interpretação do Jackie Chan e a história por trás de sua solidão e silêncio tem, realmente, motivos bem sérios. Mas acho que o carisma de Dre não só o contagia como também é o próprio combustível para o garoto se erguer e continuar seguindo em frente, enfrentando os desafios.
Karate Kid foi uma surpresa e eu gostei de ter dado ao filme uma segunda (embora relutante) chance. Não posso dizer que virou um dos meus filmes favoritos, mas, sem dúvida, assistiria novamente se estivesse passando na TV.

Nota:


9 comentários:

Gabriel disse...

Já vi esse filme e adorei eles atuaram muito bem , e o filme tem partes engraças , angustiantes , sofridas e intrigantes :D Bom filme .


euvivolendo.blogspot.com ( comenta lá :D e vota no post )

Clara Beatriz disse...

Já vi esse filme e concordo com você, eu só veria novamente se estivesse passando na tv.

Sayonara Lima Augusto disse...

Não vi o filme ainda, mas confesso que quando vi os anúncios tive uma implicância com ele, por causa da música do Jaden com Justin Bieber. Mas né, é melhor deixar implicâncias bobas de lado, já que o Jaden é filho do Will Smith kkkk, sou muito fã dele. Sobre a história, devesse ser muito difícil mesmo se mudar e ainda mas para um lugar muito diferente do ambiente em que estamos acostumados. E ainda por cima servir de saco de pancadas para um valentão. Gosto bastante dessa ideia que as lutas são muito mais do que uma forma de defesa, elas também servem para buscar o autocontrole e transmitem sabedoria. O filme parece bom, obrigada pela indicação :D

Gabriela Brito disse...

É meio difícil entender o que você achou do filme, sempre esperei que fosse um ótimo filme, que fosse divertido, inspirasse, e tals

Talvez tenha um pouco haver com o clipe do Emicida, em que eles fazem coisas parecidas com o que tem no filme.

Não sabia que era uma especie de "remake" de um filme antigo, interessante, né? Apesar de que muitos remakes não ficam bons...

Gabriel Sousa disse...

O filme me agradou *-*
Eu já tinha assistido ao filme original e por isso acho que eu gostei *_*
Karate Kid não é aquele filme que te faz virar fãa mas é uma boa pedida pra quem quer um filme pra se distrair :)

Cassia Moura disse...

O filme não me agradou tanto assim mais não é dos piores....


xoxo

Fernanda Faria disse...

Ei vi esse filme no cinema ;) Gostei bastante. O menino é super fofo, e o Jack Chan arrasou *.* E o cenário então? Maravilhoso.

Rodrigo Moreira Dias disse...

Realmente, eu detesto esse tipo de filme.
Só vi porque minha amiga é super fã do Jack Chan KKKKKK
Mas eu não recomendo muito para quem não gosta de livro de lutar, como eu.

Fernanda Rodrigues Mendonça disse...

Achei esse filme muito fraquinho, perto dos outros karate kid.

Quero dizer, karate kid sem mestre myiagi (é assimq escreve?) uma heresia, maaas....Serviu pra passar o tempo


=**