terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

#Indicação - Filme: Os Miseráveis

Hoje trago para vocês a indicação de um filme ainda fresquinho nos cinemas. Ele estreiou dia 01/02, sexta-feira, e já no domingo tive a oportunidade de conferi-lo.
Enquanto eu esperava o início do filme, por sinal, foram exibidos os trailers de Dezesseis Luas e Cidade dos Ossos (confira a resenha aqui), lançamentos desse ano. Ainda não acredito que esteja tão perto!

Os Miseráveis (Les Misérables) - 2012

A história se passa em plena Revolução Francesa do século XIX entre duas grandes batalhas: a Batalha de Waterloo e os motins de junho de 1832. Jean Valjean (Hugh Jackman) rouba um pão para alimentar a irmã mais nova e acaba sendo preso por isso. Solto tempos depois, ele tentará recomeçar sua vida e se redimir. Ao mesmo tempo em que tenta fugir da perseguição do inspetor Javert (Russell Crowe).
Enquanto isso, do outro lado da França, Fantine (Anne Hathaway) enfrenta uma grande luta com sua filha Cosette. Ao viajar para o interior do país, a mãe deixa a menina com o casal Thénardier (Helena Bonham Carter e Sacha Baron Cohen), que maltratam a criança, a fazem de escrava e roubam seu dinheiro. Enquanto isso Fantine arranja emprego no interior, manda dinheiro para sua filha, enquanto o casal cobra cada vez mais e mais. Um dia um funcionário da fábrica descobre que a mesma tem uma filha ilegítima, e a expulsam do emprego em que trabalha. Desolada, e sem jeito de conseguir dinheiro, ela vende os invejados cabelos e dentes, e com mais cobrança dos vilões, ela se prostitui, porém está com Tuberculose.

Poucos filmes tem a capacidade de me encantar ao ponto de me deixar sem palavras. Os Miseráveis é um deles. Uma super produção que reúne um elenco excepcional cujas atuações são de tirar o fôlego. A adaptação cinematográfica da obra "Les Misérables" de Victor Hugo é a melhor possível, embora eu nunca tenha lido, no entanto, tive a oportunidade de assistir ao musical encenado pelos alunos do Centro Cultural Brasil-Estados Unidos daqui de Campinas e ficou muito bom. A verdade é que, mesmo sendo um musical, eu esperava algo mais parecido com Mamma Mia (confira a indicação aqui), com falas intercaladas com as músicas, mas qual foi a minha surpresa quando tudo o que eles fizeram durante as mais de duas horas de filme foi cantar.
Letras impactantes que transcreviam exatamente os sentimentos dos personagens em conjunto a encenações perfeitas de grandes atores e atrizes como Hugh Jackman, Anne Hathaway e Amanda Seyfried formaram o filme mais incrível que eu assisti até hoje.
O ambiente, no meio da Revolução Francesa, é outro indicativo de que, mesmo com os ideias Iluministas e o almejo por vidas melhores, longe da monarquia, na vida das pessoas das classes mais baixas nada mudava. A miséria ainda assolava essas pessoas e é nesse meio que conhecemos a personagem Fantine, interpretada com maestria por Anne Hathaway, que trabalha para pagar a um casal que cuide de sua filha, Cosette. No topo dessa cadeia, como dono da fábrica e bem feitor da cidade está Jean Valjean, um ex-prisioneiro que foi condenado por roubar um pão para alimentar o filho de sua irmã e teve sua pena agravada por tentar fugir da prisão.
Quando estava em condicional, no documento que carregava consigo, havia a inscrição de extremamente perigoso, logo, ele não conseguia emprego ou abrigo e comida. Até que um monsenhor lhe deu uma cama e comida, o qual ele agradeceu roubando suas melhores peças de prataria. Pego pela polícia, Valjean é ajudado pelo monsenhor que não só confirma que as peças levadas foram presentes seus, como também lhe entrega mais duas de suas melhores peças: um par de candelabros. Frente a essa nova chance de recomeçar, Jean Valjean decide usá-la para o bem e ajudar outras pessoas e uma delas acaba sendo Fantine.
Eu não consigo dizer se há um protagonista nesse musical, pois todos os personagens aparecem muito bem e tem suas histórias retratadas, mas se eu tivesse de escolher, acho que diria que a história gira em torno de Jean Valjean. É com ele que o filme começa e com ele que o filme termina; os outros personagens apenas giram ao seu redor, conforme ele constrói o emaranhado de sua teia de relações e auxílio.
Uma história incrível, emocionante e que precisa ser vista! Então corra reservar seu lugar na sala de cinema mais próxima, compre a pipoca e não esqueça o lencinho. ;)

Nota:
e mais



17 comentários:

Priscila Barros disse...

Estava lendo sobre o filme ontem, coincidência? hahahaha
Não curto muito filmes desse gênero, mas esse parece ser bem interessante.
Um beijo.
http://literaturaummundoparapoucos.blogspot.com

Gabriel disse...

Oie :)


Nossa depois da sua mais que maravilhosa resenha eu vou ter que assistir esse filme já está decidido :D Lamento João e Maria hahaha , parabéns sinceramente sem palavras para a sua resenha beijos !


euvivolendo.blogspot.com ( comenta lá :D )

Thais Priscilla disse...

Muito indicado hein? Com certeza vou colocar na listinha!

Beijinhos,

Thais Priscilla

http://thaypriscilla.blogspot.com.br

Ana Paula Barreto disse...

Nossa, estou louca para ver o filme. Pelo que o pessoal tem dito é realmente bom e emocionante.
Confesso que fiquei interessada quando vi nas indicações do Oscar. Tenho o hábito (e gosto muito mesmo) de ver os filmes indicados e conto os dias para assistir a Os Miseráveis!
bjs

Letícia Andrade disse...

quero assistir logo \o/

Letícia Andrade disse...

Tenho muuita vontade de ver o filme desde que li o livro e vi o filme na versao antiga :D

Kelry Caroline disse...

To louca pra ver o filme, so me falam coisas boas a respeito do filme.

Gladys Sena disse...

Poxa eu ando tão sem tempo ultimamente que nunca mais fui ao cinema, ;(


Até tentei ir no sábado passado, mas aconteceram uns contratempos.


Esse filme é um dos que gostaria de assistir antes que saísse de cartaz.

alice aguiar disse...

cara eu quero ver esse filme, eu nao estava empolgada para ver, mas faz um ou dis dias que estou
espero ver logo :)

pimentaliteraria disse...

Te deixei um Selinho.
Passa lá no meu blog e confere s22
http://pimeentaliteraria.blogspot.com.br/

Mila Rosa disse...

Eu quero muito ver esse filme ele parece ser muito bom, fiquei muito interessada nela desde que vi o trailer, mas eu vou ver o filme com certeza.

Teen's Books - disse...

Irei assistir esse filme hoje! Escutei vários comentários reclamando que é muito complicado de assistir inteiro por ser todo cantado, mas acho que não irei ligar :)
Beijo,
Nic

JessicaLisboa disse...

Ah quero muito assistir esse filme, desde quando vi o trailer fica super afim de assisti-lo!

Fernanda Faria disse...

Quero muito assistir esse filme, mais aqui em niterói o cinemark deu uma de acha que ninguem queria assistir e não exibiram o filme. Terei que ir ao rio ver, então ainda estou adquirindo coragem. kkkkkkkkkkkkk
Eu li o livro e amei.
beijos

barbara paiva disse...

estou louca para assisti esse filme, acho perfeito... estou ansiosa porque me parece ser um filme emocionante

Amanda Valverde disse...

Já baixei, mas ainda não vi. Falta tempo, mas vou tentar ver essa sexta. *-*

Jônatas Amaral disse...

Vou utilizar neste comentário, um texto da minha própria resenha sobre o filme:
“Os Miseráveis” foi, sem dúvida, um dos melhores filmes de 2012, ouso dizer, da década. Ouso dizer um pouco mais: ele marcará, nem que seja um pouquinho, a vida de cada um que se permitir baixar a guarda e ouvir a voz soante, amorosa, raivosa de “Os Miseráveis”.



é um dos meus filmes preferidos, me emociono cada vez que o vejo. Com atuações inesquecíveis, e um direção espetacular.


Parabéns pela Resenha...
Se quiser, também, conferir a minha resenha sobre o filme: http://alma-critica.blogspot.com.br/2013/09/oscar2013-os-miseraveis-escute-voz-deles.html


É um filme Maravilhoso!!


Jônatas Amaral