domingo, 24 de fevereiro de 2013

Indo mais a fundo... #22

Já fazia algum tempo que eu não fazia novos posts nessa seção, portanto, resolvi voltar com alguém muito especial, cujo trabalho eu admiro desde que era mais nova.
Uma atriz, modelo e cantora que, acredito, vocês já devem ter ouvido falar pelo menos uma vez.

Belinda Peregrín Schüll - 15/08/1989 - Madrid - Espanha

Nascida na Espanha, mas naturalizada mexicana, Belinda ficou conhecida tanto por seu trabalho como cantora como pelo de atriz, principalmente, das famosas novelas mexicanas que, aqui no Brasil, são exibidas pelo SBT. De beleza invejável, também trabalhou como dançarina e modelo além de executar as funções de compositora e produtora de videoclipes.
Destaquei aqui alguns de seus trabalhos mais famosos como atriz e cantora, confiram:

Atriz

Amigos para Sempre (Exibida entre 12/03/2001 e 20/07/2001 no Brasil)

"A história se passa no conservador colégio Instituto Vidal. A diretora desta tradicional escola é Dona Júlia, uma mulher severa que não é feliz desde a morte de sua filha Laura e de seu marido.
Dona Júlia é mãe de Salvador, um músico solidário com todos que luta para a melhora da escola, tendo como objetivo a derrubar o muro que separa os meninos das meninas. Salvador é pai adotivo de Pedro o melhor amigo de Ana (Belinda) uma menina triste por conta da morte da sua mãe e pela falta de atenção de seu pai, o sórdido Francisco, que namora Melissa a bibliotecária da escola e melhor amiga de Ana.
Porém Salvador e Melissa se apaixonam e juntos com Ana e Pedro (Martin Ricca) lutam em busca da felicidade e da liberdade no Instito Vidal tendo que enfrentar Natanael e Francisco."

Eu confesso que me lembro vagamente dessa novela, também, pudera, eu só tinha seis anos na época. Não ligava muito para essas coisas, então não posso dar uma descrição detalhada do que eu achava da novela. Apenas tenho a certeza de que assisti, mesmo não tendo dado tanta importância.


Cúmplices de um Resgate (Exibida entre 25/06/2002 e 31/01/2003 no Brasil, posteriormente reprisada em 2004)

"Silvana del Valle é uma menina de 11 anos que sonha em ser cantora. Vive numa luxuosa mansão com seu pai, Orlando, e sua mãe, Regina, uma mulher fria a ambiciosa que não tem tempo para ela. A outra pessoa importante em sua vida é Marina, a fiel babá que cuidou de Silvana desde seu nascimento.Ao saber que teria que frequentar aulas de canto para poder ser cantora de um grupo musical, a garota descobre que não é tão afinada para cantar. Triste, Silvana vai acompanhada de sua babá a uma festa organizada pelo povoado. Ao chegar, Silvana ouve uma menina cantando, Mariana, e percebe que são idênticas fisicamente. Mariana é doce, alegre e sensível, mora em um povoado com sua mãe, uma modesta costureira chamada Rosa, sua tia Helena e sua avó, Dona Pura, vivendo aventuras com os amigos e o seu cachorro, Manteiguinha. Ela canta muito bem, por isso, Silvana começa a achar que Mariana poderia tomar seu lugar em um teste que seu tio Geraldo propôs para formar um novo grupo infantil. Mariana não gosta da ideia, mas acaba aceitando a troca depois que Silvana se compromete a tomar seu lugar num exame de matemática do colégio. E a troca dá certo: Silvana é escolhida para ser cantora do grupo musical e Mariana passa no exame, sem que ninguém desconfie. Porém, os obstáculos começam a surgir. 
Orlando morre repentinamente e Silvana é tomada por uma profunda depressão. Regina fica furiosa ao tomar conhecimento de que seu marido a deixou à beira da ruína. Geraldo lembra à irmã que ela tem um valioso recurso: o talento de Silvana. Dominados pela ambição, Regina e Geraldo tentam livrar Silvana da depressão para explorar a menina. Mas nem os médicos conseguem reanimá-la. 
Ao ver Mariana, Geraldo e Regina se dão conta de que foi ela que eles ouviram cantar. Para assegurar a mina de ouro, eles sequestram Mariana e a obrigam a integrar o novo grupo musical. Enquanto isso, Silvana, ainda muito enferma, é deixada numa pequena cabana no fundo do jardim da mansão, aos cuidados de sua babá. Ajudada por seus novos amigos do grupo, a quem confia sua verdadeira identidade, Mariana faz todo o possível para resgatar Silvana, enquanto Rosa, desesperada, se dedica de corpo e alma a buscar sua filha desaparecida."

Essa foi, sem sombra de dúvidas, a novela que eu assisti religiosamente, sem perder nenhum episódio. Eu simplesmente amava as personagens (adivinhem só? Gêmeas!), principalmente quando Silvana exibia seus modelitos exóticos e que, inclusive, posteriormente, foram até sorteados aqui no Brasil!
Cúmplices foi a novela que mais marcou a minha infância, eu sabia cantar as músicas (em português, blerg!) e ficava ansiosa para saber o que iria acontecer. A personalidade das duas, como é de praxe, era extremamente oposta, enquanto Mariana era boazinha e tinha muito carinho de sua família, Silvana não tinha a mesma sorte, transformando-se em uma menina mimada e irritante.
A novela teve duas fases: a primeira, com a Belinda atuando; e a segunda, com a atriz Daniela Luján a substituindo. Confesso que a diferença foi gritante e um péssimo negócio para a história. A Daniela tinha uma atuação terrível, deixando a Silvana muito mais chata e a Mariana bem tosca, sem contar que ela era feia pra caramba (minha opinião). Ela não tinha traços delicados, era meio grosseirona.
Mas por que Belinda teve que ser substituída? Reza a lenda que houve um conflito de interesses entre a mãe de Belinda e a equipe da novela e ela acabou por decidir retirar a filha, assim, no meio da novela! Um horror, foi a pior coisa que poderia ter acontecido, afinal, ela não teve a chance de terminar o que havia começado. Por isso eu não sou muito fã da fase em que a Daniela faz o papel das gêmeas, embora eu tenha assistido até o final.
Se algum dia o SBT voltar a reprisá-la, assistam. É tosca, como toda novela mexicana, mas vale a diversão. Eu, pelo menos, arranjarei um tempinho para curti-la. rs


Camaleões (Exibida entre 25/10/2010 e 25/03/2011 no Brasil)

"Valentina (Belinda) e Sebastião (Alfonso Herrera) são dois jovens manipulados por um personagem misterioso para roubar peças de artes e joias avaliadas em milhões de dólares. São conhecidos como “camaleões”, pois têm de se disfarçar para cometer os crimes, uma vez que o tal homem é capaz de tudo para conseguir o que deseja, inclusive ameaçar matar o namorado de Valentina e o pai de Sebastião.
Os jovens ladrões se detestam mutuamente, mas ao serem procurados pelas autoridades, vão precisar se passar por irmãos para conseguir refúgio em uma escola de prestígio, a São Bartolomeu, na qual Augusto Ponce de León (Guillermo Garcia Cantú), diretor da polícia, é proprietário e sua esposa, Francisca Campos (Edith González), a diretora. 
Lá Sebastião se converte em professor de arte e Valentina em uma coordenadora de alunos totalmente singular. Sem querer, os falsos irmãos ganham a confiança dos alunos, embora saibam que a estadia ali tem prazo para terminar. Pelo menos teria...
Entre acontecimentos estranhos, novas amizades, mentiras, amor, confidências e reviravoltas tomarão conta das vidas de Valentina e Sebastião em Camaleões."

Fiquei muito ansiosa por essa novela quando vi o anúncio no SBT e comecei a assisti-la assim que estreou, mas... não era beeem aquelas coisas. A história de que dois jovens ladrões, comandados por alguém misterioso, acabam tendo de se infiltrar em uma escola por estarem em perigo de serem descobertos e, posteriormente, acabarem se apaixonando é um tanto quanto...clichê. Afinal de contas, sabemos muito bem que a linha que separa o amor e o ódio pode ser muito tênue.
Acabei insistindo um pouco, mas abandonei no final das contas, logo no comecinho. Talvez a mais marcante e a melhor de todas tenha sido, realmente, Cúmplices de um Resgate.


Cantora

Belinda possui, atualmente, quatro álbuns: Belinda (2003), Utopía (2006), Carpe Diem (2010) e Catarsis (2012). Até onde me lembro, todos eles já estiveram disponíveis para compra em diversas lojas, como Saraiva e Americanas. Agora, no entanto, já não tenho mais tanta certeza de que ainda estejam disponíveis.
Selecionei uma música de cada álbum, as minhas preferidas:

Vivir (Belinda) - Letra

Ni Freud, Ni Tu Mamá (Utopía) - Letra

Dopamina (Carpe Diem) - Letra

En El Amor Hay Que Perdonar (Catarsis) - Letra

Belinda é uma das minhas cantoras preferidas e sempre gostei muito de suas músicas, mas apenas as versões cantadas em espanhol. Algumas ela traduziu, mas com certeza nem chegam aos pés das originais.
Além disso, é uma jovem bonita e estilosa que, desde quando eu era bem pequena, tem a minha admiração.


Espero que tenham gostado e não deixem de comentar. ;)


7 comentários:

Kelry Caroline disse...

Meu deus to ouvindo essa musica agora com minha irma : En El Amor Hay Que Perdonar , a gente adora a Belinda kkk

Fernanda Faria disse...

EEEEEEEEEEU Adoro a Belinda. Assisti cúmplices de um resgate toda, não perdia um capítulo se quer. Achei horrivel a troca de atrizes, a daniela é feia de mais, ao contrário da belinda que é maravilhosa, sem falar na voz né, que prejudicou totalmente a novela que envolvia música. Ela saiu da novela porque a mãe dela queria um salário melhor, já que a Belinda interpretava duas personagens.
A novela exibida em 2010/2011 eu queria ter assistido ;/
beijos

Gladys Sena disse...

Eu pensava que ela tinha nascido no México, rsrs

Letícia Andrade disse...

Ooown gente, Belinda foi muito minha infância <3
bom lembrar dela :D

Priscila Barros disse...

Awn, adoro ela! Adorava todas as coisas que ela fazia.

Amanda Valverde disse...

Meu deus, nao conheço nada disso kk mas sempre bom conhecer coisas novas

JessicaLisboa disse...

Serio acho que passei minha infancia acompanhando a Belinda