quarta-feira, 8 de maio de 2013

#Indicação - Filme: Golpe Baixo

Golpe Baixo (The Longest Yard) - 2005

Paul Crewe (Adam Sandler) é um ex-astro do futebol americano que, após ser pego dirigindo bêbado, vai para a penitenciária Allenville, uma das prisões mais duras do país. Ao chegar o diretor do presídio, Warden Hazen (James Cromwell), pede a Paul que monte um time de prisioneiros para que possa disputar uma partida de futebol americano com os guardas da prisão. Para atender o pedido Paul convoca Caretaker (Chris Rock), um negociante malandro que pode conseguir para ele os prisioneiros que quiser escalar. Juntos eles montam o Mean Machine, como é chamada a equipe formada pelos prisioneiros.

Não sou muito fã do Adam Sandler, acho que os filmes que ele faz são de um humor muito grosseiro, mas de vez em quando, encontro certos filmes que, querendo ou não, você curte assistir, principalmente quando pega passando na TV. Golpe Baixo é um desses filmes. Divertido, inesperado e com gostinho de vingança, esses detentos estão mais do que fartos do tratamento que recebem dos guardas da prisão. E quando Crewe, anteriormente acusado de vender os resultados dos jogos de futebol americano, vai para a prisão por dirigir embriagado, o asco de todos os detentos por ele é instantâneo. Afinal, se você mata ou rouba, "não tem problema", agora, se você adultera resultados de jogos de futebol, a questão é nacional. Você está morto.
Paulo logo se vê sozinho, apesar de uma amizade instantânea com o famoso Muambeiro que lhe dá o guia inicial de sobrevivência na cadeia. Está mais do que claro de que todos os detentos estão cheios dos guardas: homens bombados, sem o mínimo de cérebro que arrumam qualquer desculpa para encrencar com eles.
Então, apesar da aparente antipatia com Crewe, ele não deixa seus novos "companheiros" na mão, mesmo quando é chamado pelo próprio diretor que lhe oferece o cargo de treinador do time dos guardas para o jogo que se aproxima contra os detentos. Assim, Paul pede a ajuda de Muambeiro para montar um time de futebol. Sua tática é utilizar o ódio reprimido pelos guardas para dar força aos voluntários que, mais fora de forma, impossível. Mas como fazê-los superar a raiva que eles têm dele? Isso só na base de muita negociação e pequenas trocas de favores.
As partes mais engraçadas são, sem dúvida, os treinamentos. Vemos que o time é composto por um leque enorme de opções, dos tipos mais variados de jogadores, desde os mais altos e desengonçados, a fortes e ágeis. Aos poucos o time vai tomando forma e eles podem treinar na medida do possível, mesmo diante das claras sabotagens por parte dos guardas. Só que isso não vai ficar assim, só dizendo. rs
O filme é bem divertido, desde o começo estamos do lado dos detentos e dá pra ficar bem irritado com a atitude dos guardas. Mas quando o troco começa a vir, as coisas ficam relativamente interessantes e engraçadas. Não é nada de se esborrachar de rir, mas dá para dar algumas risadas. E, claro, algumas brincadeiras chegam a ser grosseiras (acredito que seja uma característica do trabalho de Sandler), mas nada muito incômodo.
Vale a sentada, principalmente quando estiver passando na TV, um filme mais descontraído, sobre futebol americano e, claro, um pouco da vida na prisão lá nos Estados Unidos. Também mostra que nem tudo são flores e que, mesmo por baixo de uma segurança relativamente rígida, os detentos conseguem espaço para trocas e contrabandos. Eu diria que se trata de uma revanche engraçada e mais do que merecida. Agora só resta vocês descobrirem qual será o final dessa história.

Nota:


7 comentários:

Naty C disse...

Esse é um dos poucos filmes do Adam Sandler que eu gosto. Ele é bem divertido e serve para passar uma tarde descontraída.

Vanessa Llona disse...

Eu até gosto de alguns filmes do Adam, esse é um dos que acho legais, mas não muito. É divertido, mas não hilario, tbm acho q as vz o humor do Adam Sandler as vz é grosseiro.

Jéssica Ribeiro disse...

Até que curto os filmes do Adam Sandler, poucos que assisti dele são bons, certamente porque muitos deles, como você disse, são grosseiros. Os filmes dele são bons para assistir em um domingo à tarde quando não lhe resta nada a fazer. Ainda não assisti esse filme, quem sabe, qualquer dia desses, eu assista.

Rossana Moraes disse...

Eu também não sou fã do Adam mas alguns filmes eu gosto como Click, que chorei tanto no final, rsrs.
Esse eu já assisti, achei um filme engraçadinho, mas gostei tanto dessa coisa toda de eles irem para vencer e lutarem que passei a amar o filme!

Thicy Lopes disse...

Não conhecia esse filme. Eu até que gosto de alguns filmes dele, mas não são muitos.

Amanda Péres disse...

Adoro Adam Sandler.
Pra mim, o melhor é 'Como Se Fosse a Primeira Vez' que choro mesmo se assistir 10 vezes consecutivas e 'Click'! :)

Gladys Sena disse...

Não conhecia esse filme.

Acho o Adam Sandler, um ator mediano que às vezes acerta no enredo dos filmes, :)