segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

#Resenha: O Mundo pelos Olhos de Bob - James Bowen

O Mundo pelos Olhos de Bob
Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 222

"Depois de um passado difícil, James foi adotado pelo gato Bob. Agora os dois têm um emprego de verdade (são vendedores ambulantes de revistas) e se tornaram personalidades conhecidas em toda Londres. Bob tem muitos admiradores, que passam todos os dias para vê-lo – alguns deles trazem cachecóis de lã para ajudá-lo a enfrentar os dias mais gelados. Entre truques adoráveis e manhãs de puro mau humor, Bob e James se tornam cada vez mais inseparáveis. Por trás da divertida história de um homem às voltas com seu animal de estimação, o segundo livro de James Bowen fala sobre amizade, fidelidade e esperança. Bob se torna a chave que traz James de volta ao mundo, a motivação que faltava para sua decisiva volta por cima. Impossível terminar de ler O mundo pelos olhos de Bob sem querer abraçar seu pet – ou adotar um! Apaixone-se..."

Compre: Saraiva | Submarino.

Este livro foi cortesia da editora Novo Conceito.

Outras resenhas:

Depois da leitura emocionante de Um Gato de Rua Chamado Bob, eu mal podia esperar para ler o novo livro, O Mundo pelos Olhos de Bob. James e seu gato Bob agora estão, finalmente, se acostumando a uma vida, no mínimo, rotineira. Sustentam-se vendendo a revista The Big Issue em um ponto fixo de Londres e estão criando hábitos diários. Pode-se dizer que a vida deles melhorou muito desde que acompanhamos sua história no livro anterior.
James está a poucos passos de ficar, oficialmente, cem por cento livre das drogas e Bob é o principal motivo para tudo isso estar acontecendo, afinal, esse esperto gatinho alaranjado foi o pilar de sustentação para James desejar seguir em frente e mudar sua vida. Pode parecer mais um livro de auto-ajuda do que, de fato, biográfico, mas o que deixa a narrativa de James sobre o cotidiano dele e de Bob diferente são as aventuras e confusões que parecem sempre encontrá-los, aonde quer que estejam.

"Nos dois anos em que nos conhecíamos, a capacidade de Bob para farejar confusão sempre foi praticamente infalível."
(pág. 9)

É nesse momento também, seguindo uma narrativa linear e, portanto, dando continuidade aos eventos contados no último livro, que James começa a narrar como foi o processo para que o primeiro livro em si fosse publicado. A vida dele e de Bob estava melhorando, mas os apuros estavam sempre à espreita.
A provação para que esses dois amigos inseparáveis pudessem ter momentos de calmaria em suas vidas era diária. Em nenhum momento somos surpreendidos por uma narrativa chata ou que caia na mesmice. James tem muitas histórias para contar. Histórias sobre como as pessoas podem ser maldosas, como ele e Bob divertiam-se com pequenas coisas, sobre as lições que James aprendia com seu gato e o medo dele de perdê-lo. É impossível não virar a página já esperando ansiosamente pela aventura que vem no próximo capítulo. Impossível não torcer para que tudo dê certo para esses dois.

"De certa forma, eu fiquei desumanizado, morto para o mundo. Com a ajuda de Bob, eu estava lentamente voltando à vida." 
(pág. 16)

A luta para manterem-se é diária. A narrativa de James, ao mesmo tempo em que é muito divertida e gostosa de se ler, também é comovente. Dessa vez, ele decide tentar ver o mundo como Bob o faz; depois de muito observar seu gato, James percebe que ele precisa enxergar o mundo ao seu redor de forma mais simples, focar-se nas pequenas coisas e agradecer por elas estarem lá.
O fofo gato alaranjado foi capaz de ensinar ao seu dono muito mais coisas do que qualquer ser humano. Por muito tempo, James viveu às margens da sociedade e, ainda assim, mesmo lutando para melhorar de vida, nem sempre foi recebido como deveria. Podemos perceber o quanto existem pessoas ruins no mundo, prontas para ofender e julgar. Mas, ainda assim, mesmo com situações revoltantes, James sempre aprendeu, no final das contas, a tirar o melhor delas. E acredito que tenha sido essa humildade e, claro, a companhia de Bob, que o tenha feito chegar tão longe.

"Durante muito tempo, achei difícil encontrar muita alegria na vida, e ele me ensinou a ser feliz novamente. Mesmo os menores e mais bobos momentos que dividimos juntos são capazes de estampar um sorriso instantâneo em meu rosto." 
(pág. 140)

O Mundo pelos Olhos de Bob é, novamente, uma leitura emocionante sobre James e Bob. Assim como no outro livro, foi algo reconfortante e muito reflexivo. Fiquei torcendo o tempo todo para que sempre seguissem em frente, esperando o melhor dessa dupla inseparável. É muito tocante quando vemos o outro lado da moeda. Várias vezes podemos ter passado diante de mendigos ou artistas de rua sem imaginar como eles poderiam ter chegado àquela situação.
James nos oferece uma narrativa descontraída e muito gostosa, embora muitos fatos não tenham nada de alegres; o mais importante para mim foi acompanhar a volta por cima que ele deu na própria vida. E tudo isso por causa do Bob. A cada conquista deles, eu vibrava. Curti tanto a minha primeira leitura do ano que fechei o livro já extremamente ansiosa por um próximo e para ler os esses dois novamente.
A editora Novo Conceito arrasou mais uma vez no livro, com detalhes de patinhas muito fofos, a capa maravilhosa e a diagramação muito boa. Foi uma leitura deliciosa e muito tocante. Realmente espero que James e Bob continuem a crescer cada vez mais e que isso gere mais alguns livros, porque eu não me importaria nem um pouco de ler todos eles. Várias vezes. Mais do que indicado!

"Bob tinha me ajudado a restaurar a fé em mim mesmo e no mundo ao meu redor. Ele me mostrara esperança quando eu realmente não a enxergava muito. Acima de tudo, ele me dera o amor incondicional de que cada um de nós precisa." 
(pág. 219)

Nota:


12 comentários:

Roseneia Santos disse...

Parabéns pela resenha,é uma leitura divertida ,emocionante e interessante!
Assim que tiver oportunidade gostaria muito de ler!
Beijinss!

Ycaro Santana disse...

Que bom que o livro é emocionante, quero comprar os 2 o mais rápido possível ou quem sabe ganhar hehe. Parabéns ótima resenha! Abraços,
http://livroseestrelas.blogspo.com.br/

Mallu Marinho disse...

Que resenha linda... Estou louca por esse livro, não só esse como outro. Sou apaixonada por gatos e já sei que as chances de eu chorar com essa linda história de amizade e superação são enormes.

Michelli Santos Prado disse...

Olá Vê, tudo bem??
Ainda não li o primeiro livro e não vejo a hora de conhecer o gato mais famoso no mundo!! Sou apaixonada por animais e já tenho os dois livro na minha lista de desejados!!
Beijos!

Jônatas Amaral disse...

Olá como vai?
Logo que comecei a conhecer este livro sobre James e Bob, logo de cara,quando vi o gato na capa, lembrei do Garfield. E tipo, sou muito fã do Garfield e confesso que tenho algumas características dele. Eu achei que encontraria um pouco disso no livro, mas lendo mais sobre a estória vejo que não tem nada a ver kkkk e não era para ter mesmo, mas... enfim...
A história tem me chamado bastante atenção. Não curto muito essa história com animas e tudo mais, porém com o aparecimento de Bob, aquele gato de o "Amor esta ao lado" e Rose, eu quero muito me aventurar por suas páginas e conhecê-los.
Saber que este livro nos provoca uma sensação emocionante, com sua linguagem tão gostosa de ler, quero ainda mais ler a história e sorrir e torcer por eles.


Jônatas Amaral
Blog Alma Crítica

Ycaro Santana disse...

Oi Vê, esse livro eu to querendo muito, pela sua resenha deve ser tão fofinho e engraçado.
livroseestrelas.blogspot.com

Feer Tavares disse...

Pense na fofura em forma de gato?
This is Bob! o/
A Novo Conceito surpreende cada vez mais, e depois de ver 5 estrelas na sua resenha não há como não querer levá-lo pra casa :)

Natalia Araújo disse...

Parece que além de muita risada, há uma lição de vida. Afinal, todos têm algo como uma história de superação. James tem o Bob. Achei incrível isso.

M&N | Desbrava(dores) de livros

Natalia Araújo disse...

Sua resenha ficou ótima!
Cada vez mais tenho vontade de ler os livros do Bob. Apesar de preferir cachorros, as resenhas destes livros estão me encantando.

Mônica disse...

Acho a capa dos dois livros liiinda demais *-* , mas ainda não li nenhum =/ , gostei da resenha ;*

Rita de Cássia disse...

Adoro estorias com animais, mas gatos não são o meu forte.

Se eu chegar a ler o livro, será mais por causa da história de superação que ele conta. E eu acho lindo livros que nos tragam isso: Histórias da vida real e ainda nos tragam lições de vida.

Franciele de Santana disse...

É realmente impressionante como uma pessoa com força de vontade e com um estímulo certo pode mudar de vida, gosto de biografias eles nos passam grande lições.