quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

#Indicação - Filme: Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos



Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos (The Mortal Instruments: City of Bones) - 2013

Clary Fray (Lilly Collins) presenciou um misterioso assassinato, mas ela não sabe o que fazer porque o corpo da vítima sumiu e parece que ninguém viu os envolvidos no crime. Para piorar a situação, sua mãe desapareceu sem deixar vestígios e agora ela precisa sair em busca dela em uma Nova Iorque diferente, repleta de demônios, magos, fadas, lobisomens, entre outros grupos igualmente fantásticos. Para ajudá-la, Fray conta com os amigos Simon (Robert Sheehan) e o caçador de demônios Jace Wayland (Jamie Campbell Bower), mas acaba se envolvendo também em uma complicada paixão.


Compre: Saraiva | Submarino

Confira a resenha do livro que inspirou o filme:

Demorei muito mais tempo do que o previsto para assistir a Cidade dos Ossos. Uma gripe me impediu de ir à estreia e depois eu fui postergando até me encontrar alugando o filme no NOW da NET e, logo em seguida, comprando o DVD até na pré-venda. Já faz três anos que li o livro e, confesso, muitos detalhes perderam-se na minha cabeça. Portanto eu talvez não tenha sido tão crítica quanto uma pessoa que, por exemplo, tenha acabado de ler o livro e ido ver a adaptação.
Vou dizer: gostei do que vi. Claro, alguns detalhes dos quais eu me lembrava não foram iguais no filme, mas nada que realmente atrapalhasse ou me decepcionasse. No começo, confesso que estava muito hesitante com a escolha do Jamie Campbell para o papel do Jace porque, na minha cabeça, o mais apropriado a esse personagem seria o Alex Pettyfer. Por outro lado, a personificação do Simon foi exatamente igual a que eu tinha imaginado, então fiquei muito ansiosa para ver tudo ganhar vida.
Cidade dos Ossos é uma história instigante em que Clary descobre, da pior maneira possível, que não é uma simples humana, mas uma shadowhunter (ou caçadora de sombras) e que seu mundo é apenas mais um entre tantos outros, com as mais variadas criaturas que venham a habitá-lo. É trabalho dos shadowhunters garantir que todas elas permaneçam no lugar de dever, sem se aventurar por aqui. Em uma dessas "eliminações", Clary conhece Jace e, então, ele passa a assombrá-la. Só quando sua mãe desaparece misteriosamente é que ele está disposto a revelar-lhe (de muita má vontade, diga-se de passagem) todo esse novo mundo.
Até aí, nada de novo, o personagem principal é sempre o último a saber das coisas etc etc, mas o grande diferencial está na reunião de diversas criaturas em apenas uma história. E os shadowhunters tem o próprio destaque, embora eu sempre tenha achado que a luta deles poderia ser mais tecnológica. Afinal, como é que se luta contra uma porrada de criaturas das trevas usando apenas armas "brancas"? Mesmo assim, habilidade na luta rende grandes cenas, inclusive as mais tensas e perigosas. Os efeitos especiais são brilhantes para dar todo o toque mágico que a história requer.
Mas aí é que está; estamos falando de uma adaptação, detalhes são tirados e outros são incluídos. O resultado final de Cidade dos Ossos, para mim, foi muito satisfatório e animador. Eu gostei muito do filme; entretanto, alguns pontos fizeram falta. Devemos sempre levar em conta o desafio de colocar nas telas uma história repleta de detalhes em pouco tempo de duração e, ainda, fazer o suficiente para que pessoas que nunca leram o livro, entendam sobre o que está acontecendo. Tendo tudo isso considerado, ainda achei incômoda a forma como o final se deu muito exclusivo dos personagens principais, Jace e Clary, e os outros personagens tiveram seus desfechos meio que jogados de escanteio. Para mim, faltou uma conclusão de igual importância para todos eles, afinal, todos tiveram seu momento de destaque no filme, então, por que isso deveria ser diferente com o final?
Portanto, não digo que Cidade dos Ossos foi perfeito, porque de algumas coisas eu senti falta, mas foi um filme ótimo, que eu gostei bastante do resultado. Aguardo ansiosamente pela continuação, Cidade das Cinzas. No final das contas, Jamie Campbell se saiu excepcionalmente bem no papel de Jace, melhor do que eu esperava. Ele deu todo aquele ar metido, misterioso e autoconfiante que sempre apreciei no personagem e ficou muito bonito também (já que, como Caius, ele estava bem tosco). As personificações de Clary, Isabelle e Alec também foram muito satisfatórias e devo ressaltar que a atuação de Jonathan Rhys Meyers como Valentim foi incrível!
Um grande elenco em uma grande história; vale muito à pena conferir tanto o livro quanto o filme. Ficou muito bom e espero que a qualidade só aumente daqui para frente, porque potencial é o que não falta!

Nota:


6 comentários:

Mônica disse...

Já ouvi falar (claro) tanto no filme quanto no livro, mas não li nem assisti ainda D: , minha mãe assistiu com meu irmão, mas esqueci de perguntar a opinião dela haha ;*

Edlaine Fernandes disse...

Oiee... eu fui ver esse filme na pré-estreia da pré-estreia hahahahaha como isso? o Filme lançava na sexta e eu assistir na quarta...
Mas enfim...
Eu gostei e não gostei da adaptação, acho que tudo foi muito corrido, algumas coisa que descobrimos só no fim do livro descobrimos no começo desse, e quando digo começo é tipo a segunda cena, eu fiquei tipo "oi?!", já li os 2 primeiros livros, não li os outros por preguiça mesmo HAHAHAHAHA, gosto muito da estória, mas a adaptação para mim ainda poderia ser melhor. Principalmente com desfecho e alguns detalhes que uma boa direção de arte conseguiria fazer facilmente, mesmo que saísse caro, mas seria muito mais satisfatório para os fãs.


Beijos da Di
Parte de Minha História
Twitter
Instagram

Camila Ribeiro disse...

Eu AMO tanto o livro quanto o filme, e tbm aguardo ansiosamente pela continuação! Eu amei o elenco tbm, Jamie Campbell se saiu mt bem mesmo, e eu tbm gosto mt da atriz Lilly Collins...

Franciele de Santana disse...

Instrumentos Mortais está na minha lista de leitura e portanto só quero assistir ao filme após o livro, mas gostei do que li e espero conferir ambos em breve.

Edna Dias disse...

Eu li o livro e vi o filme e gostei dos dois...
Estou ansiosa e curiosa pelo segundo para ver o que vai dar, já que o filme teve algumas mudanças que acho que podem atrapalhar o segundo filme.
Eu amo o Jace e acho que escolheram um ótimo ator para o papel tb... hehe.
Bjus

Veezinha disse...

hahahahahaha, te entendo, Edlaine! Eu parei no primeiro livro; tenho o segundo e o terceiro até, mas empaquei. rsrsrs
Já fazia algum tempo que eu tinha lido o livro, então não fiquei muito assutada com o caminho das informações, embora, é claro, tenha percebido que muitas coisas passaram rápido demais. Uma pena! Mas filme é filme, né? Não dá para colocar tudo o que gostaríamos.


xx