quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

#Resenha: Indomável - Nick Vujicic

Indomável
Autor: Nick Vujicic
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 240

"Milhares de pessoas já conhecem o rosto sorridente e a mensagem revigorante de Nick Vujicic, o coach motivacional que é, ele mesmo, uma motivação para todo o mundo. Apesar de ter nascido sem braços nem pernas, Vujicic não deixou de desfrutar de grandes aventuras, desenvolver uma carreira excepcionalmente compensadora e viver significativos relacionamentos amorosos. Nick Vujicic consegue superar as provações e dificuldades de sua vida ao concentrar-se na certeza de que nasceu com um propósito único e relevante. E não importa o quanto tudo pareça, às vezes, desesperador e difícil, Nick continua a acreditar, porque ele sabe: seu poder é desencadeado quando a fé entra em ação. E esta experiência de fé, esta certeza de que a dificuldade está aí para ser superada, pode ser conquistada por qualquer pessoa que realmente queira ter uma vida inacreditavelmente maravilhosa. As adversidades do mundo moderno como: problemas de relacionamento; desafios da carreira e do trabalho; preocupações com a saúde; pensamentos autodestrutivos e vícios; bullying e intolerância são infortúnios que podem ser descartados. É realmente possível conquistar o desejado equilíbrio entre corpo e mente; coração e espírito. Mas esta é uma conquista que demanda know-how; um conhecimento que Nick Vujicic tem de sobra — e está disposto a compartilhar."

Compre: Saraiva | Submarino

Este livro foi cortesia da editora Novo Conceito.

Quando ouvi falar do Nick Vujicic pela primeira vez, eu ainda estava na escola e meu professor de educação religiosa exibiu um curta-metragem do qual ele fazia parte e, depois, um rápido vídeo sobre ele e as palestras que dava ao redor do mundo. Imediatamente fiquei encantada com seu carisma e muito emocionada pela superação que atingia a cada novo dia. Percebi que todos os meus problemas eram fúteis em vista de como esse homem, sem braços nem pernas, levava a vida de forma carismática e agradecida. De repente, senti-me pequena.
Por isso, quando recebi o livro Indomável, fiquei animada para descobrir um pouco mais sobre ele. Mas, acontece que eu achava que encontraria uma coisa no livro e, no final, foi algo completamente diferente. Pensei que seria um livro biográfico, com um tom mais auto-ajuda, mas que, ainda assim, conheceria um pouco mais sobre como Nick levava sua vida e, ao mesmo tempo, como encontrava força para superar seus próprios limites todos os dias. No entanto, encontrei um livro não de auto-ajuda, mas puramente espiritual e religioso. Confesso, fui pega de surpresa com essa.
Mesmo assim, aceitei o desafio, deixei a mente aberta e conheci um pouco mais sobre a filosofia do Nick, que ele, inclusive, divulga-a em suas palestras ao redor do mundo.

"Seu caráter é formado pelos desafios que você enfrenta e supera. Sua coragem aumenta quando você encara seus medos. Sua força e fé são criadas à medida que são testadas na sua experiência de vida."
(pág. 18)

Nick discorre sobre como sua fé é capaz de levá-lo a conquistar coisas que podem parecer impossíveis a princípio. Ele dá dicas de como podemos praticá-la, sempre explicando que a nossa fé é muito importante para alcançarmos aquilo que queremos. Acompanhado disso, ele também compartilha as próprias experiências de vida, como foi para ele nascer e crescer sem os quatro membros, bem como o que significou o apoio de sua família.
Também temos a chance de saber um pouco mais de suas organizações não-governamentais e ele compartilha relatos enviados a ele de pessoas que, de alguma forma, foram tocadas pela sua proposta de vida e tiveram muito a ganhar com isso. São todas histórias de dificuldades, situações que fazem com que nossa vida pareça perfeita e abençoada, mas o mais interessante é ler o desfecho para cada uma delas. Seja triste ou feliz, podemos notar que Nick fez parte deles de uma forma ou de outra: fosse oferecendo conforto em seus vídeos ou em uma palestra, ou então após uma conversa frente a frente. O carisma desse jovem homem é sem limites.

"Sua paixão provavelmente renderá muitas recompensas, mas isso não significa que sua vida seja livre de desafios e complicações."
(pág. 88)

No geral, é um livro muito bem escrito, mas deveras cansativo. A partir de alguns capítulos, você já consegue perceber que certos conceitos ficam repetitivos, chegando a ser mencionados em todas as páginas, de todos os capítulos. Depois de um tempo, é até automático presumir qual será o conselho. A prática da fé está em todo o lugar e isso foi um dos motivos para que a leitura se arrastasse.
Somando-se a isso, a surpresa pelo rumo tomado no livro, bem diferente do que eu estava esperando, também contribuiu para murchar um pouco a perspectiva que tive dele ao final. Talvez não fosse o livro indicado para mim naquele momento, ou não fosse para mim como um todo. Mesmo assim, não posso deixar de ressaltar que é uma leitura extremamente espiritualizada, mas tenho de avisar que pode não ser para qualquer um.
Para mim, por exemplo, não funcionou. Acabou tornando-se uma leitura cansativa, arrastada e repetitiva. No entanto, pode ser que seja a ideal para outras pessoas. Alguém que esteja desmotivado, tentando encontrar o que fazer da própria vida, que pode estar um verdadeiro caos. Ele tem um carisma que transborda das páginas, impossível não se sentir motivada por ele. Entretanto, no meu caso, depois de um tempo começou a ficar forçado demais, de tanto bater na mesma tecla. Talvez, se o livro tivesse a metade do número de páginas, seria um guia rápido e prático para o propósito a que ele se presta, sem ficar chato demais.

"Isso é o que acontece quando nos desviamos de nosso propósito verdadeiro. Nossas ações não combinam com nossos valores e princípios, e nossa paixão diminui. Perdemos o entusiasmo e a energia." 
(pág. 98)

Em suma, Indomável é uma leitura para determinadas pessoas, não a indico para qualquer um. É densa e pode cansar facilmente. Eu resisti e cheguei até o final, confesso que um pouco decepcionada. Talvez, se Nick tivesse optado por falar um pouco mais de suas experiências e deixar a prática da fé como consequência, um ensinamento, seria mais interessante, principalmente porque tenho muita curiosidade para ler um pouco mais sobre a vida dele.
No mais, a edição da Novo Conceito está muito boa, uma revisão ótima; eu só achei a diagramação um pouco desconfortável de ler, as letras menores do que eu gostaria, reforçando a lentidão para a leitura do livro, o que foi uma pena. Mas, além disso, todo o resto está muito bom. Então, lembre-se: não é uma leitura para qualquer pessoa, o público-alvo dele acabou tornando-se mais específico do que eu tinha imaginado a princípio.

"Às vezes a melhor maneira de curar seu corpo, mente, coração e espírito é servir como fonte de consolo e apoio para alguém ao seu redor. Doar-se para alguém pode significar se doar para si mesmo."
(pág. 232)

Nota:


5 comentários:

Mônica disse...

Gostei muito das quotes que tu usou no post, acho que também vi um vídeo dele ainda no colégio é admirável, mas pela tua resenha já tenho certeza que não conseguiria ler o livro até o final, definitivamente não faz meu estilo, gostaria bem mais se ele falasse mis sobre experiência e menos sobre fé (como tu disse) .*

Camila Ribeiro disse...

Adorei a resenha! Apesar do q vc falou, de a leitura ser cansativa, eu gosto bastante de livros assim, que passam uma lição de vida, e acho q eu irei gostar! As quotes do livro são ótimas tbm...

Franciele de Santana disse...

É inegável que a história de Nick é inspiradora e nos deixa envergonhados por reclamarmos de coisas tão pequenas. Quanto ao livro eu pensava que ele falaria mais sobre a vida dele mas gostaria de conferir o livro, o exercício da fé independente de religião é de extrema importância.

Mallu Marinho disse...

Adoro essas histórias que ensinam sobre o amor, a amizade, a fé e
principalmente a superação. O mundo precisa de mais pessoas assim: que
encaram os problemas de frente e aprendem a conviver com eles. Deve ser
um livro bem profundo e tocante, com certeza eu leria. Mas não agora. Estou no momento para leituras mais leves e fluídas. Acho que "Indomável" me deixaria cansada pelos motivos citados por você.

Edna Dias disse...

Esperava mais deste livro. O assunto é super interessante, mas acho muito denso.
Prefiro livros mais leves, de fantasia...