domingo, 23 de março de 2014

"I got #News for you..." 122.2


Grupo Editorial Autêntica

Lançamento: História de Minas Gerais

Título: História de Minas Gerais - A Província de Minas - Vol. 1
Organizadores: Luiz Carlos Villalta, Maria Efigênia Lage de Resende
Páginas: 384
Editora: Autêntica Editora
Co-edição: Companhia do Tempo
Área temática: História | Historiografia | História do Livro
Preço: R$ 68,00

A Província de Minas é a segunda parte da Coleção História de Minas Gerais, dedicada à história de Minas nos períodos colonial, imperial e republicano. Nos dois volumes que a constituem, reúnem-se 43 historiadores e experts de áreas vizinhas à História, cuja contribuição é inestimável para se compor um cenário mais amplo do Oitocentos mineiro. Esta obra reflete a profunda renovação por que tem passado a produção historiográfica das últimas décadas sobre Minas Gerais – seja do Setecentismo, do Oitocentismo ou da Minas Republicana –, que tem sido marcada pela introdução de novas temáticas e novas abordagens e pela utilização de uma multiplicidade de novas fontes. Ao lado dessas novas abordagens, registra-se a incorporação de uma multiplicidade de novos objetos historiográficos – a morte, as festas, a sexualidade, as relações clientelares, as redes de poder, a cultura política, a cartografia, as bibliotecas, as práticas de leitura e escrita, e as inconfidências no plural, entre outro – os quais o leitor poderá vislumbrar nesses dois volumes dedicados à historiografia do Período Provincial.

Sobre os autores

Luiz Carlos Villalta

É doutor, mestre, bacharel e licenciado em História pela USP. É professor associado do Departamento de História da UFMG, com pós-doutorado pela Universidade de Lisboa e pela École des Hautes Études en Sciences Sociales. Bolsista do Programa do Pesquisador Mineiro da FAPEMIG e bolsista de produtividade do CNPq, dedica-se à pesquisa da história política e à história do livro, da leitura e da educação no Brasil e em Portugal na passagem do século XVIII para o século XIX.

Maria Efigênia Lage de Resende

É professora emérita da Universidade Federal de Minas Gerais, com pós-doutorado em regimes políticos pela Universidade de Coimbra (1994-1995), membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e Superintendente do Arquivo Público Mineiro (APM), entre 2009-2011. Recebeu os prêmios Diogo de Vasconcelos (1982) e Jabuti (2008). Sua vida acadêmica é concentrada nas áreas de história política, preservação documental e edições críticas.

Lançamento: História de Minas Gerais - vol. 2

Título: História de Minas Gerais - A Província de Minas - Vol. 2
Organizadores: Luiz Carlos Villalta, Maria Efigênia Lage de Resende
Páginas: 448
Editora: Autêntica Editora
Co-edição: Companhia do Tempo
Área temática: História | Historiografia | História do Livro
Preço: R$ 79,00

A Província de Minas é a segunda parte da Coleção História de Minas Gerais, dedicada à história de Minas nos períodos colonial, imperial e republicano. Nos dois volumes que a constituem, reúnem-se 43 historiadores e experts de áreas vizinhas à História, cuja contribuição é inestimável para se compor um cenário mais amplo do Oitocentos mineiro. Esta obra reflete a profunda renovação por que tem passado a produção historiográfica das últimas décadas sobre Minas Gerais – seja do Setecentismo, do Oitocentismo ou da Minas Republicana –, que tem sido marcada pela introdução de novas temáticas e novas abordagens e pela utilização de uma multiplicidade de novas fontes. Ao lado dessas novas abordagens, registra-se a incorporação de uma multiplicidade de novos objetos historiográficos – a morte, as festas, a sexualidade, as relações clientelares, as redes de poder, a cultura política, a cartografia, as bibliotecas, as práticas de leitura e escrita, e as inconfidências no plural, entre outro – os quais o leitor poderá vislumbrar nesses dois volumes dedicados à historiografia do Período Provincial.


Lançamento: Kafka

Título: Kafka - Por uma literatura menor
Título original: Kafka: pour une littérature mineure
Autores: Félix Guattari, Gilles Deleuze
Tradução: Cíntia Vieira da Silva
Páginas: 160
Editora: Autêntica Editora
Editora origem: Les Editions de Minuit S.A
Área temática: Filosofia
Coleções: Filô
Coordenador da Coleção: Gilson Iannini
Preço: R$ 38,00

Em Kafka: Por uma literatura menor, Deleuze e Guattari arrancam a arte e a escrita do regime da interpretação e advogam uma concepção completamente nova da literatura. Uma obra não propõe uma ficção imaginária que seria preciso analisar através da personalidade de seu autor, nem um modelo simbólico de transposição cuja estrutura seria preciso descobrir, reencontrando seu sentido eterno. É uma toca, espaço de habitação, de deambulação e de reserva nutritiva, uma máquina política e experimental que transforma realmente nossas experiências e leva o leitor, assim como a literatura, a caminhos novos. Não uma metáfora, passagem do sentido próprio a um sentido figurado, mas uma metamorfose, produção de sentido, cartografia prática através dos signos que, por ser uma experiência nova, devem primeiramente ser construídos. Contra toda hermenêutica do imaginário e do simbólico, a máquina literária menor não reproduz os códigos estabelecidos, mas faz passar algo do real através da escrita para transformar nossas maneiras de ver e de sentir. A literatura não tem nada de um lazer inofensivo, mas é uma máquina de guerra, uma experimentação política.

Anne Sauvagnargues
Professora da Universidade de Paris X

Sobre os autores

Félix Guattari

Foi um filósofo, militante político e psicanalista francês, tendo sido aluno e paciente de Jacques Lacan, antes de romper com ele. Inventor da esquizoanálise, clinicou durante muitos anos na célebre clínica La Borde. Publicou notadamente Revolução molecular: pulsações políticas do desejo e O inconsciente maquínico: ensaios de esquizoanálise.

Gilles Deleuze

Foi um dos mais influentes filósofos franceses do século XX. Depois de ensinar filosofia na Sorbonne e na Universidade de Lyon, foram os cursos de Vincennes que o tornaram célebre. Pensador da imanência, escreveu livros que marcaram época, como Lógica do sentido e Diferença e repetição; publicou diversos estudos sobre filósofos, como Hume, Espinosa, Nietzsche e Bergson; e sobre artistas, como Proust e Francis Bacon.


Lançamento: O Descredenciamento Filosófico da Arte

Título: O descredenciamento filosófico da arte
Título original: The Philosophical Disenfranchisement of Art
Autor: Arthur C. Danto
Tradução: Rodrigo Duarte
Páginas: 256
Editora: Autêntica Editora
Editora origem: Georges Borchardt, Inc.
Área temática: Filosofia
Coleções: Filô
Coordenador da Coleção: Gilson Iannini
Preço: R$ 43,00

A publicação de O descredenciamento filosófico da arte é um acontecimento importante para a reflexão estética no Brasil (e em outros países de língua portuguesa), pois, por um lado, Arthur Danto, falecido em outubro de 2013, é considerado um dos mais influentes estetas da atualidade. Por outro lado, a posição ocupada por este livro no conjunto da obra do filósofo é de grande importância, já que a redação da maioria dos seus ensaios é imediatamente posterior à publicação de A transfiguração do lugar-comum – considerado por Danto seu principal livro de estética – e retoma, desenvolvendo-os, pontos considerados por ele ainda não suficientemente trabalhados.
A relevância deste livro foi reconhecida pelo próprio filósofo numa mensagem pessoal, na qual ele expressa também gratidão pela receptividade ao seu trabalho no Brasil: “O livro contém alguns dos meus ensaios mais centrais, incluindo, obviamente, ‘O fim da arte’. E sinto-me muito próximo dos leitores brasileiros, que têm sido grandes apoiadores desde o início!”.
Os ensaios reunidos neste livro recolocam, com a inconfundível verve de Danto, temas importantes da estética, tais como as relações nem sempre respeitosas da filosofia para com a arte, a interpretação das obras artísticas e a situação – assim como as perspectivas de sobrevivência – da arte no mundo contemporâneo. Por tudo isso, trata-se de uma leitura imprescindível para filósofos, artistas e demais interessados na cultura e em seus desdobramentos.

Rodrigo Duarte

Sobre o autor

Um influente filósofo e crítico de arte norte-americano, foi professor emérito de Filosofia da Universidade de Columbia e escreveu para as revistas The Nation, Punch Review e Artforum. Presidiu a American Philosophical Association e a American Society for Aesthetics. Lançou diversos livros sobre filosofia e sobre crítica de arte. Seu artigo “O mundo da arte”, incluído na coletânea O belo autônomo: textos clássicos de estética (Autêntica, 2012), é considerado um divisor de águas da filosofia da arte no século XX. Entre seus principais livros destacam-se Nietzsche as Philosopher (1965) e A transfiguração do lugar-comum

(Cosac Naify, 2010).


Lançamento: Ensino da Língua Portuguesa na Educação Básica

Título: Ensino de Língua Portuguesa na Educação Básica - Reflexões sobre o currículo
Organizadoras: Lívia Suassuna, Telma Ferraz Leal
Páginas: 208
Editora: Autêntica Editora
Área temática: Ensino da Escrita e da Leitura
Coleções: Língua portuguesa na escola
Preço: R$ 38,00

Este livro traz alguns trabalhos que foram apresentados no V Seminário de Estudos em Educação e Linguagem, promovido pelo Centro de Estudos em Educação e Linguagem do Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco (CEEL/UFPE) e realizado em novembro de 2011, no Centro de Convenções de Pernambuco. Seus autores – pesquisadores e professores de diversos níveis de ensino e diversas instituições – debruçaram-se sobre o tema do currículo, explorando várias de suas dimensões e relações com o ensino, a aprendizagem e a avaliação.
Os estudos aqui compilados foram agrupados em três grandes blocos. No primeiro, problematizam-se os objetos de ensino, buscando-se responder à pergunta: o que se ensina quando se ensina português? No segundo, enfatiza-se a prática docente, tendo como perspectiva a relevância dos conhecimentos a serem ensinados/aprendidos. No terceiro, as temáticas anteriores são mantidas, mas a elas se acresce um tratamento mais aprofundado das práticas avaliativas.
Pretende-se, pois, com esta obra coletiva, oferecer aos leitores mais um conjunto de discussões sobre a prática pedagógica de Língua Portuguesa, contribuindo para a formação e a atuação profissional de docentes, seja da educação básica, seja da educação superior.

Sobre as autoras

Lívia Suassuna

É doutora em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e professora do Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco (CE/UFPE). Concentra seus estudos e suas pesquisas na área de didática e metodologia do ensino de Língua Portuguesa e Literatura, dedicando-se aos seguintes temas: processos de ensino-aprendizagem de leitura, escrita, oralidade e análise linguística nos níveis fundamental e médio; avaliação institucional e da aprendizagem; livros e materiais didáticos; formação de professores; linguística aplicada ao ensino de português como língua materna; currículo.

E-mail: livia.suassuna@ufpe.br

Telma Ferraz Leal

É doutora em Psicologia, professora na graduação do curso de Pedagogia e na pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). É membro do Centro de Estudos em Educação e Linguagem (CEEL) e desenvolve pesquisas sobre alfabetização e ensino da língua portuguesa. Orientou várias dissertações de mestrado e teses de doutorado, sobretudo na linha de pesquisa “Educação e Linguagem”. Organizou livros e publicou vários artigos em sua área de interesse. Tem participado, como coordenadora, professora e orientadora, de cursos de formação para professores de redes públicas de ensino em diferentes estados brasileiros.


E-mail: tfleal@terra.com.br


Lançamento: Dino Maluco

Título: Dino Maluco - 3 grandes investigações
Título original: Dinos Parano
Autor: Pronto
Tradução: Vera Chacham
Páginas: 64
Editora: Autêntica Editora
Editora origem: Les Editions Actes Sud, S.A.
Faixa etária: a partir de 10 anos
Coleções: Você é o detetive!
Preço: R$ 32,00

Três grandes mistérios conturbam parque de dinossauros

O Tyranic Park é vítima de três ocorrências policiais, que o leitor deve investigar. No primeiro caso, é preciso descobrir quem roubou dois ovos de dinossauro de uma vitrine. No segundo, a investigação deve revelar o culpado por sabotar o mecanismo de funcionamento de uma maquete em tamanho real de um terrível dinossauro. No terceiro caso, o leitor deve descobrir quem pichou os dinossauros do parque.

Sobre o autor

Francês, começou a se interessar por desenho ainda criança, ao observar o pai, que havia cursado a Escola de Belas Artes de Dijon. Sendo um garoto ao mesmo tempo tímido e agitado, encontrou seu modo de expressão nos lápis de cor e, de tanto desenhar, acabou se apaixonando pela atividade, que veio a se tornar sua profissão.


Lançamento: Pânico no Pacífico

Título: Pânico no Pacífico
Título original: Panique sur le Pacific
Autor: Pronto
Tradução: Vera Chacham
Páginas: 64
Editora: Autêntica Editora
Editora origem: Les Editions Actes Sud, S.A.
Faixa etária: a partir de 10 anos
Coleções: Você é o detetive!
Preço: R$ 32,00

Três grandes enigmas agitam transatlântico durante cruzeiro


Em pleno cruzeiro, o transatlântico Pacífico é sacudido por três ocorrências criminosas. No primeiro enigma, o leitor é convidado a descobrir quem saqueou a suíte de uma princesa durante uma escala do navio. No segundo enigma, o desafio é deduzir qual cozinheiro agrediu o chefe de cozinha do transatlântico para roubar três caixas de caviar e cinco garrafas de vinho. No terceiro enigma, o leitor deve desmascarar o passageiro que roubou o cofre-forte do transatlântico, durante um recital na sala de concerto.


Lançamento: Um Outono em River Falls

Título: Um outono em River Falls
Título original: Un automne à River Falls
Autor: Alexis Aubenque
Tradução: Fernando Scheibe
Páginas: 416
Editora: Editora Vestigio
Editora origem: Calmann-Lévy
Preço: R$ 39,90

Nesse início de outono, dois assassinatos cometidos um após o outro vêm perturbar a relativa tranquilidade de River Falls, que começava a se restabelecer da sórdida sequência de crimes de alguns meses antes.
O primeiro assassinato causa estardalhaço: Robert Gordon, um advogado brilhante, conhecido por sua filantropia, é encontrado eletrocutado na banheira de sua luxuosa mansão em Golden Hill, o bairro rico da cidade. Tudo indica que o assassino tentou disfarçar o crime em suicídio, mas de maneira descuidada. No mesmo dia, o corpo de um mendigo, coberto de hematomas e encontrado no rio, chega ao necrotério, sem causar maior comoção. A priori, nenhuma ligação entre os dois casos.
O xerife Mike Logan, com a ajuda de sua companheira, a célebre profiler Jessica Hurley, terá de elucidar os assassinatos.
Tem início um inquietante mergulho nas regiões obscuras da alma humana que revelará segredos devastadores.

Sobre o autor

Alexis Aubenque, livreiro durante muitos anos, apaixonado por literatura fantástica e policial, estreou no gênero thriller em 2008, com Sete dias em River Falls, o primeiro de uma trilogia. Um outono em River Falls é o segundo volume da série.


Lançamento: Assassinato na Torre Eiffel

Título: Assassinato na Torre Eiffel
Título original: Mystère rue des Saints-Pères
Autor: Claude Izner
Tradução: Elisa Nazarian
Páginas: 256
Editora: Editora Vestigio
Editora origem: 10-18, a division of UNIVERS POCHE
Preço: R$ 29,90

Como inúmeros visitantes do mundo inteiro, Victor Legris, livreiro da rua dos Saints-Pères, está a caminho da Exposição Universal, onde a torre Eiffel, recentemente inaugurada, é a verdadeira estrela. Nesse início de verão de 1889, os parisienses têm dificuldade para circular na multidão aglutinada entre as barracas coloridas, nos corredores invadidos por riquixás chineses e adestradores egípcios.
No primeiro andar da torre, Victor vai se encontrar com Kenji Mori, seu sócio, e seu amigo Marius Bonnet, que acaba de lançar um novo jornal, o Passe-Partout. Mas o encontro é subitamente interrompido: uma mulher acaba de morrer, vítima de uma estranha picada. A partir daí, tem lugar uma série de mortes inexplicadas que vão marcar a vida de Victor Legris como investigador e fazer você mergulhar na capital dos impressionistas.

Sobre o autor

É o pseudônimo de duas irmãs, Liliane Korb e Laurence Lefèvre. Durante muito tempo, Liliane foi montadora de cinema, antes de se reconverter em bouquiniste nas margens do Sena, como sua irmã Laurence. As duas escrevem juntas e individualmente há muitos anos, tanto para os jovens como para o público adulto. As investigações de Victor Legris são hoje publicadas em mais de dez países.


Muitos lançamentos, não? Ufa! Quanta coisa! Quem aqui também está ansioso para conferir os títulos da editora Vestígio? Estou louca para conferir todos os títulos lançados até agora! Devem ser incríveis!
Não deixem de me contar quais chamaram a atenção de vocês!



6 comentários:

Mariana Teixeira disse...

Olá!!!!
Eu quero muito esse livro Kafka!!!

As edições parecem estar bem bacanas, quero conferir uma de perto.

bjs

http://letrasdanana.blogspot.com.br/p/httpwww.html

Franciele de Santana disse...

Publicações interessantes, por vezes ficamos aficionados em literatura estrangeira no intuito apenas de entretenimento, mas é saudável ampliar nossos conhecimentos, pois nem tudo é apenas diversão.

Roseneia Santos disse...

Livros muito instrutivos ,gêneros diferente de vez em quando também seria bom lermos!
Beijinsss!

Ana Paula C. Belarmino disse...

O livro "O Descredenciamento Filosófico da Arte" deve ser muito interessante. O "Ensino de Língua Portuguesa na Educação Básica" também seria uma boa leitura, ainda mais para nós professores. Gostei das indicações!

Abraços,
http://www.acrobatadasletras.com.br/

nathalia silva disse...

Me interessei apenas por um desses lançamentos que foi o "Ensino de Língua Portuguesa na Educação Básica - Reflexões sobre o currículo", acho que é mais por causa de "yo" estar pagando uma matéria que fala sobre a educação básica brasileira na universidade. Muito bom mesmo.

Desbravadores de Livros disse...

Meu pai é mineiro, sou apaixonada pelo estado. Tudo que liga a Minas me chama a atenção, me interessei pelos dois primeiros livros e pelo último. Queria os três, sem dúvida.