domingo, 30 de março de 2014

Indo mais a fundo... #31


Nessa semana que passou, na qual eu li um livro por dia, fez-me lembrar de que nem sempre li do mesmo jeito. É claro que, conforme meus hábitos foram mudando, a lista de leitura aumentando e os livros mais diversificados, aparecendo, fui criando algumas manias e comportamentos dos quais, agora, não consigo mais ficar sem.
Alguns podem parecer frescura, outros, pura bobagem, mas gosto de aproveitar ao máximo meus momentos de leitura e os livros que estiver lendo, então, sempre faço de tudo para ficar confortável. E o post de hoje será sobre isso: alguns dos meus hábitos e manias na hora da leitura.


1. Combinar o marcador de página com a capa do livro.


Minha obsessão com marcadores de página começou quase ao mesmo tempo em que conheci a blogosfera literária. Tive a sorte de ganhar alguns sorteios de kits de marcadores e foi assim que a minha coleção, que está enorme agora, começou. E, se tenho um marcador de determinado livro, pode apostar que, quando eu for lê-lo, usarei para marcá-lo. Caso isso não seja possível, utilizo algum da mesma editora ou, até, algum dos meus preferidos e que, por isso, estão sempre à mão. Mas é algo que gosto de manter, assim, não só acho um uso para cada um das dezenas de marcadores, como também, combino e deixo mais bonitinho.


2. Espiar a última frase do livro.


Taí uma mania da qual já larguei mão tem um tempo, desde que descobri coisas que não gostaria e isso me deixou muito, muito inquieta. A verdade é que, vez ou outra, ainda arrisco a sorte, afinal, nem sempre a última frase tem revelações bombásticas; a menos que você resolva subir para o último parágrafo...última página...último capítulo.
De qualquer forma, é um risco que pode tirar o seu sono, a sua tranquilidade. Você começa a se perguntar como vai terminar daquele jeito, o que estaria no meio dessa história para acabar assim; isso quando já não entende da maneira errada e, aí, quando finalmente lê a última frase levando em consideração o livro inteiro, descobre que tinha interpretado mal e que a verdade é pior... ou melhor.
Melhor não arriscar.


3. Marcar os trechos favoritos.

Oh, olha! Um quote!
Esse não era um hábito que eu tinha até a leitura de Garota Tempestade, onde eu me deparei com uma protagonista de sacadas muito engraçadas. Aí eu pensava, enquanto virava as páginas: "Caramba, isso é hilário. Eu tenho que compartilhar!". E foi assim que comecei a marcar em todos os livros a partir de então. Às vezes 30, 40 quotes em uma leitura só, isso costuma depender do quanto o livro me instiga, me fascina. Sem contar que é um ótimo instrumento para as resenhas, para compartilhar com as pessoas. De uma forma ou de outra, acaba deixando um gostinho de quero mais para o leitor, que fica pensando: "Nossa, onde será que está esse trecho? O que vem antes? E depois?".
Eu uso flags adesivas (do tipo post-its) e, ao terminar a leitura, transcrevo os trechos para o Word e as retiro do livro para reutilizá-las; melhor do que correr o risco de deixar o livro com marcas e manchas. rs


4. Deixar o histórico de leitura do Skoob atualizado conforme o progresso da leitura.


Não importa se estou na segunda página do livro ou na penúltima, assim que interrompo a leitura para o que for, eu abro religiosamente o Skoob, vou até o livro que estou lendo na minha estante (virtual, claro) e registro o histórico de leitura. Lá, conto sobre o que estou achando do livro de um modo geral, o que está me irritando, o que não está me agradando, o que está me fazendo surtar. Não indico a ninguém ler os meus históricos, pois eu conto tudo o que acontece na história, principalmente no último histórico, assim que finalizo a leitura. Relato todos os fatos, como me senti em relação a eles, o que mais gostei, o que não gostei, enfim. Serve não só para me lembrar, mais para frente, de como me senti com a leitura, como também para me ajudar na hora de fazer a resenha e transmitir esse sentimento aqui no blog, só que, é claro, sem os spoilers. rs É uma sensação libertadora e, mesmo que eu esteja falando com ninguém, é um desabafo que me deixa mais tranquila, principalmente se a leitura for arrebatadora e emocionante.
Já houve autores que, inclusive, leram meus históricos a respeito das próprias obras e curtiram o que escrevi. Fiquei feliz, é claro, já que sempre achei que ninguém lesse. Isso, sem dúvida, me incentivou a escrever cada vez mais sobre o que acho dos livros, deixando tudo o mais claro possível a respeito de todos os meus sentimentos com a leitura.


5. Contar os capítulos e as páginas.


Isso pode parecer coisa de quem está odiando o livro e não vê a hora que ele acabe. Comigo é bem diferente. Sempre antes de começar a leitura eu vejo quantos capítulos e/ou quantas páginas tem. Normalmente é para avaliar o progresso da leitura, se ela está lenta ou fluindo bem e, eventualmente, se vai demorar muito para acabar. Não por eu não estar curtindo, é apenas um pensamento que me ocorre sempre. Também uso esses dados para programar a forma como vou ler: 'x' capítulos hoje, mais 'y' amanhã. Com tantos livros para ler e tantas histórias pedindo minha atenção, confesso que sou meio desesperada. rs Fico imaginando se vou demorar muito para terminar esse ou aquele livro para, então, pegar aquele outro que já está me chamando faz tempo. Por isso que, às vezes, eu começo uma leitura sem nem ter terminado outra (motivo pelo qual estou, atualmente, com 5 livros começados). Leio muito por vontade, mas dando prioridade aos livros de parcerias, então é muito provável que, um dia, eu esteja para uma leitura e, no outro, queira começar uma completamente diferente.
Acontece, e confesso que isso muitas vezes me atrapalha. Porque tem dias que não estou com vontade de ler nenhum dos livros já começados, mas um outro ainda que nem toquei. É um impulso e chega um determinado momento que eu preciso parar tudo e começar a terminar os encalhados para poder seguir em frente mais tranquilamente. Como terei que fazer em breve.



Espero que tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre meus hábitos e manias na hora de ler. E vocês? O que costumam fazer na hora em que pegam um livro? Não deixem de comentar! ;)



5 comentários:

nathalia silva disse...

Algumas das minhas manias são iguais as suas. Sobre os marcadores, não tenho muitos, mais sempre que dá eu marco o livro com o marcador destinado a ele ou da mesma cor da capa. E por fim, eu também conto as páginas e os capítulos, se for um que não estou gostando então? Kkk

Roseneia Santos disse...

Oie querida ,manias toleráveis,rsrs eu amo marcadores,sempre confeccionei e agora mergulhando no mundo literário tive também a sorte de ganhar alguns kits,também procuro combinar com os livros,quando a leitura estar meio amarrada para acabar fico contando as página ,como foi esse mês de fevereiro parecia que não ia terminar nunca afff!
Beijinsss!

Desbravadores de Livros disse...

Quanta coisinha, Vê.
Eu não costumo escolher marcadores, sempre escolho o marcador do livro que meu noivo escreveu para mim ou um "Eu <3 livros" que ganhei na Estante Virtual.
Quanto a ler a última página, não faço isso não hahaha.
Sempre separo os quotes, mas não risco o livro não. Único livro que eu risco (e ainda é de lápis) são os de Direito, mas o resto... Não marco nadinha, nem meu nome :D
M&N| Desbrava(dores) de livros

Thiago Margarida disse...

O 2 e 3 eu tenho, e o 5 um pouco também. Embora não seja exatamente costume de ler a ultima frase, mas sim dar uma 'espiada' em algum trecho mais à frente, ou do final.

Franciele de Santana disse...

A única mania que tenho é ficar olhando quantas páginas faltam para terminar o capítulo, e fico comparando a quantidade de páginas que já li das que faltam pela espessura do livro quando fechado.