sábado, 19 de abril de 2014

#Resenha: Assassinato na Casa do Pastor - Agatha Christie

Assassinato na Casa do Pastor (Miss Marple #01)
Autora: Agatha Christie
Editora: L&PM Pocket
Número de páginas: 288

"St. Mary Mead. Um pacato vilarejo onde há quinze anos não ocorre um homicídio e onde as pessoas discutem a vida alheia tomando chá. Quando um sangrento crime acontece em plena casa do pastor, o alvoroço é grande. O arrogante inspetor Slack é escalado para investigar o caso. O mistério também intriga uma discreta moradora que gosta de jardinagem e de observar pássaros de binóculo, mas cujo principal hobby é o estudo do comportamento humano: Miss Marple. A estreia da sagaz velhinha, o aparecimento de personagens inusitados e a engenhosidade da trama fazem deste romance de 1930 um dos clássicos de Agatha Christie."

Compre: Saraiva | Submarino

Depois de tanto ouvir falar em Agatha Christie, finalmente a oportunidade surgiu e de um modo inesperado: uma grande promoção na Amazon, com vários títulos dela disponíveis por menos de R$10,00. Como uma grande fã da leitura na ordem, gostaria de começar pelo primeiro título publicado, O Misterioso Caso de Styles, mas, não havendo este e nenhum outro dos seguintes disponível, resolvi começar pelo primeiro título que consegui encontrar: Assassinato na Casa do Pastor, a primeira história de Miss Jane Marple.
St. Mary Mead é um pacato vilarejo, onde as pessoas não tem nada de interessante para fazer além de fofocar sobre a vida dos outros. Todos se conhecem, todo o mundo sabe tudo o que se faz por ali, desde compras até correspondências. O que não falta é saliva para fofocar. E, como é de se esperar, a igreja é muito forte por ali e o pastor, uma figura de influência.
Por isso, quando o corpo do coronel Protheroe é encontrado na casa do pastor Clement, o burburinho é praticamente insuportável, colocando à prova, inclusive, a inocência do próprio pastor. Rapidamente, todas as medidas são tomadas e se esclarece que ele estava a caminho da casa de um fiel no momento do assassinato, não podendo ele ter cometido o crime.

"Essas paixões e aversões irracionais que sentimos pelas pessoas com certeza nada têm de cristãs."
(posição 225)

Em contrapartida, duas pessoas confessam a autoria do assassinato, parecendo tentar proteger uma à outra. Confusos com o desenrolar das investigações, os policiais e o próprio pastor tentam estabelecer uma linha do tempo, onde poderão encaixar os testemunhos e, com sorte, chegar ao verdadeiro culpado desse crime, podendo ou não ser um daqueles dois confessos.
O pastor Clement participa ativamente das investigações; nada mais justo, afinal, ele é o narrador da história e não haveria maneira melhor de acompanharmos tudo. Foi uma escolha interessante da Agatha escolhê-lo, pois é uma figura pública e inspira respeito perante a comunidade, além de ter sido uma vítima, com o cadáver indo parar em sua própria casa. A participação ativa dele permite que ele também faça as próprias investigações e, para isso, contará com a ajuda da esposa, Griselda, que é muito próxima das mulheres da paróquia. E nós sabemos o quanto essas senhoras podem ser fofoqueiras.

"Miss Marple sempre enxerga tudo. Cuidar do jardim é uma boa camuflagem, e o hábito de observar pássaros com binóculos potentes sempre pode vir a calhar."
(posição 308)

Miss Marple parece ser uma dessas senhoras e, sendo vizinha da casa do pastor, pode ser uma testemunha-chave. Com seu jeito meio esquivo, que pode parecer distraído e inútil, ela encontra semelhanças entre os fatos e outros mais antigos, nem sempre completamente idênticos, mas que ao final, demonstram certa ligação.
Conforme as investigações caminham, o suspeito fica mais e mais em evidência, mas o que ninguém sabe é que pode não ser ele o verdadeiro culpado pelo assassinato. A velhinha observadora oferece pequenas pistas, para tentar apontar a direção certa aos investigadores, mas Slack, o encarregado, é muito orgulhoso de si e não está disposto a aceitar os palpites de uma velha solteirona como Jane Marple, que tem muito tempo livre para tomar conta da vida dos outros, mas que nada sabe sobre o lado obscuro das pessoas.
Logo ele se surpreenderá ao descobrir que Miss Marple não só conhece o lado obscuro dos seres humanos, como também tem feito da observação e compreensão do comportamento humano, o principal hobby na sua vida de solteira.

"Encarei a velhinha, sentindo uma crescente admiração por suas faculdades mentais. A sua perspicácia vislumbrara o que não havíamos percebido. Aquilo era uma coisa estranha - uma coisa estranhíssima."
(posição 1892)

Assassinato na Casa do Pastor é uma leitura leve e muito intrigante. O mais legal de tudo é ver como Miss Marple, a princípio, não tem grande importância na história e, até mesmo os outros personagens, pouco crédito dão a ela, uma senhora solteira que nada tem de melhor para fazer. É evidente que estão equivocados, pois ela acaba revelando-se uma mulher extremamente perspicaz e que consegue identificar o pior das pessoas, fazendo paralelos com situações anteriores, não necessariamente parecidas com as atuais.
É fantástico a forma como o caso se desenvolve; em determinado momento, o livro sofre uma reviravolta inacreditável, que me deu a maior rasteira. Eu achava que já tinha descoberto tudo, mas Agatha Christie me puxou o tapete e tornou o desfecho surpreendente.
Embora tenha tido leve dificuldade com o vocabulário, um pouco mais formal do que estou acostumada, o dicionário do aplicativo Kindle foi de enorme ajuda e com apenas um toque demorado eu descobria tudo rapidinho. Outra coisa que me incomodou no livro foi o excesso de nomes. Tantos personagens sendo citados que, na maioria das vezes, ficava completamente perdida sobre quem era quem. Mas, no mais, foi uma história excepcional.
Miss Marple totalmente me ganhou nesse primeiro livro, que velhinha mais adorável! E o melhor de tudo é perceber que ninguém dá o devido crédito a ela e aí...bom, só lendo para descobrir seus métodos e o que de fato ela descobre. Leitura altamente indicada!

"Fiquei um bom tempo me perguntando o que exatamente Miss Marple queria conversar. De todas as senhoras da paróquia, eu a considerava de longe a mais astuta. Não só via e ouvia quase tudo o que se passava, como também fazia deduções espantosamente simples e adequadas com base nos fatos que chegavam a seu conhecimento."
(posição 4965)

Nota;



6 comentários:

Francielle Lima disse...

Quando era mais nova li alguns títulos da Agatha e gostei bastante do Poirot :)
Eu acho que já li esse livro da Miss Marple, mas não lembro muito bem da história...
Apesar que algumas palavras que você coloca na resenha tenha ativado melhor minha memória... Um livro que gosto e lembro bem é Um convite para um homicídio, lembro que li eles umas três vezes ^^


Ótima resenha!


@wynnis

Maby disse...

Ollá ^^

Sua resenha ficou ótima :D Até no momento só tive a oportunidade de ler dois livros da Agatha mas posso afirmar que amei ♥

Beijoxxx.
maria-gabriely.blogspot.com.br

Ana Paula C. Belarmino disse...

Até agora só li os livros com o Hercule Poirot. Mas a Agatha Christie tem uma obra muito extensa, vai ser complicado ler todos XD

Esse livro parece ser bem legal, e é mesmo impressionante como esta autora consegue dar rasteiras nos leitores haha


Abraços,
Acrobata das Letras

Desbravadores de Livros disse...

Fiquei intrigada para saber o motivo de duas pessoas confessarem o crime. O fato do livro ser narrado pelo pastor também me deixou bastante curiosa. Vejo esse livro no sub, às vezes, bem baratinho, 15/20 reais, mas nunca comprei. Sou fã da autora, mas estava esperando o preço ficar menor hahaha.
Tenho vários dela e super curto.
Quando tiver uma promoção, claro que irei comprar *O*

Veezinha disse...

Uau, jura, Francielle? Então vou procurar ler "Convite para um Homicídio" o quanto antes! Na verdade, só não li ainda todos os livros que comprei dela porque preciso equilibrar com outros tipos de livros. rsrs Mas a vontade é enorme!


xx

Veezinha disse...

Hm, menos de R$15 eu acho difícil ficar. Existem livros e livros da Agatha e, por incrível que pareça, alguns simplesmente ficam em determinadas faixas de preço que eu nunca vi alterar. kkkkkk Mas compre na primeira oportunidade, não vai se arrepender! *-*


xx