quinta-feira, 29 de maio de 2014

#Resenha: Olho por Olho - Jenny Han e Siobhan Vivian

Olho por Olho (Olho por Olho #1)
Autoras: Jenny Han e Siobhan Vivian
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 320

"Alguma vez você já quis realmente se vingar de alguém que a ofendeu? Talvez uma ex-amiga que a apunhalou pelas costas, ou um namorado traidor, ou um estúpido da escola que a humilhou desde que você era pequena… Alguma vez você já sonhou em envergonhá-lo na frente de todos? E, então, alguma vez você se uniu com outras duas pessoas para criar um elaborado esquema de destruição e revanche? A maior parte de nós não pode dizer que sim a todas essas perguntas (felizmente). Mas, certamente, todos nós somos capazes de nos identificar com muitos dos sentimentos de Kat, Lillia e Mary em Olho por Olho… No entanto, de um exercício de malícia, de uma simples brincadeira adolescente, o jogo do “aqui se faz, aqui se paga” poderá assumir proporções trágicas, em que até mesmo as leis da natureza vão se dispor, misteriosamente, a acalmar os corações ofendidos. Deixe-se levar por uma genuína história sobre o certo e o errado, o justo e o injustificável e procure entender — se possível — os verdadeiros motivos que transformaram estas três meninas."

Compre: Saraiva | Submarino

Este livro foi cortesia da editora Novo Conceito.

É engraçado como certas vezes podemos ser assolados pelo sentimento de vingança, pelo desejo de fazer alguém pagar por alguma coisa ruim que tenha feito contra nós. Acreditamos que devolver na mesma moeda não só pode ser uma forma de restabelecer o equilíbrio pela injustiça provocada, como também uma pequena satisfação em ver outro sentir o mesmo que você sentiu, talvez até de forma pior.
Olho por Olho é um livro sobre vingança. Não adianta imaginar outra coisa, pois Kat, Lillia e Mary já tiveram o suficiente. O suficiente de humilhações, de sofrimento, de silêncio. Está na hora de mostrar a todos o quão ruim é sentir na pele a dor de ser humilhada em público, a solidão, mesmo em meio à multidão, pagar o preço pelas maldades que muitos fizeram sem motivo algum.
Unidas pelo sentimento de injustiça que carregam desde muito tempo, essas três meninas estarão dispostas a arruinar a vida de quem quer que já as tenha feito sofrer. Já chega de ficar calada, de engolir o choro; é hora de dar o troco. Mesmo que isso signifique um caminho sem volta. Mesmo que haja consequências fora de seu controle.
Kat, Lillia e Mary vão brincar com o destino, fazer justiça com as próprias mãos e comandar suas vidas de uma vez por todas. Chegou a hora de fazê-los pagar.

"- Ele não vale a pena - diz ela. - Nenhuma dessas pessoas vale. Acredite em mim." 
(pág. 66)

Se você está procurando um livro tipicamente colegial, pode até parecer que Olho por Olho é uma boa opção, mas não se deixe enganar. As coisas não são o que parecem. Há muito mais nesse livro do que apenas bullying, sofrimento e vingança. O quê? Só lendo para descobrir.
O fato é que Kat, Lillia e Mary não estão revoltadas à toa. Cada uma tem sua própria história, o seu próprio passado que pesa sobre os ombros e que faz com que a dor que sentem já esteja impregnada nelas há um bom tempo. Conforme avançamos a leitura, rapidamente identificamos a fonte de toda essa amargura: os jovens Rennie e Reeve, típicos adolescentes que se acham acima de todos os outros e praticam ofensas descaradamente, não importa quem seja o alvo e o tamanho do estrago que possam causar.
Uma leitura onde não há espaço para o perdão; essas garotas já se encontram devastadas de tal forma que acreditam terem encontrado na vingança a única forma de apaziguar os próprios demônios e encontrar no sofrimento provocado ao outro a paz de que tanto precisam. É uma visão distorcida de conseguir justiça e serenidade que vai desequilibrar o universo e poderá trazer problemas inimagináveis a essas três meninas unidas pelo ódio e pelo sofrimento.

"Sempre esperei, em algum lugar lá no fundo, que ele se importasse comigo. Que, apesar de tudo, havia algo real entre nós. Que ele se interessava por mim. Que ele lamentava o que fizera." 
(pág. 112)

Olho por Olho é uma leitura rápida e dinâmica. Alternando o ponto de vistas das três garotas, que possuem personalidades distintas, mas são unidas por um objetivo em comum, temos a oportunidade de descobrir um pouco mais sobre elas mesmas ao longo da leitura e entender por que resolveram agir assim.
Sabemos que a vingança é um caminho tortuoso, sinistro e sem volta, mas é algo que elas estão dispostas a arriscar e certamente conseguimos acompanhar a forma de raciocínio que elas tomam, embora não seja o correto. Mesmo sendo a favor de deixar o carma agir e esperar que tudo o que vai, um dia, volta, não posso deixar de admitir que me senti animada com a perspectiva de vingança apresentada pelo enredo. Afinal, acaba sendo uma lição sobre como tomar para si o direito de devolver o sofrimento que outros lhe causaram pode ser desastroso e fugir ao controle quando menos se espera.
O grande foco desse livro, na minha opinião, foi Mary. Ela está voltando para a ilha de Jar (local real onde a história se passa) após muitos anos no continente e, de longe, sua história é a mais devastadora. Eu me senti extremamente mal e triste pelo o que essa menina passou e, mais do que nunca, dei razões aos seus motivos, mesmo que distorcidos. Não é à toa que determinadas pessoas explodem em algum momento, principalmente quando entendemos tudo o que ela vivenciou.

"Não há dúvidas em minha mente de que esses dois merecem tudo que irá lhes acontecer." 
(pág. 271)

Como dito anteriormente, não se deixe enganar pela proposta aparente de Olho por Olho; existem pequenos elementos especiais inseridos no livro que o deixam diferente de muitos outros que retratem a dura vida de pessoas perseguidas dentro de escolas norte-americanas.
Vocês encontrarão muitos clichês pela frente, mas olhem mais de perto. Nem tudo é o que parece. Esses jovens possuem histórias, segredos, comportamentos. E tudo isso, com um toque de sobrenatural, deixa tudo mais divertido e perigoso.
Eu adorei a leitura, foi eletrizante da primeira à última página. A edição da Novo Conceito está muito boa, super confortável de ler e, num piscar de olhos, vocês já terão devorado as mais de 300 páginas. Adorei a capa, pois já deu para ter uma ideia visual de cada uma das protagonistas. E ainda: você vai entender o que levou Kat, Lillia e Mary a fazer o que fizeram. Mais do que recomendado!

Nota:



5 comentários:

Monica Navarro disse...

Oi, Vê
Fiquei super curiosa para ler esse livro. quero saber o que levou essas garotas a querer a vingança. E qual vai ser a vingança. Preciso ler para descobrir tudo isso.

Nara Brasil do Amaral disse...

Bom, não concordo com a justiça com as próprias mãos, mas achei interessante o fato do livro apontar as consequências que esse tipo de ato pode provocar...
Confesso que não é uma história que de início eu leria a sinopse e já colocaria na minha lista de leitura, porém ao longo da resenha fui percebendo que não se trata apenas da vingança, mas também de todos os sentimentos que envolvem ela. Não é só a questão do bullying, pelo que percebi, mas sim da reviravolta que esse tipo de humilhação, seja física ou psicológica, pode provocar nas pessoas...
Mary, Kat e Lillia parecem ser protagonistas de uma história onde já há tanto sofrimento, que simplesmente não existe mais espaço algum na mente para pensar sobre o que é o certo e o errado...
Não sei como a história acabara, quais as consequências que a vingança irá provocar nos dois lados, tanto nos que fizeram como nos que sofreram... Porém estou curiosa para saber, mesmo que não vá ler agora, é um livro que iria querer na minha estante...

Desbravadores de Livros disse...

Oi Vê. Estava com saudades de comentar por aqui. Esses dias estavam corridos e eu só passava aqui, lia uma coisa ou outra, mas acabava não comentando.
Bem, quanto ao livro, ele não me atrai. A temática da vingança é até interessante, mas não leria o livro. Dessa vez, passo a leitura.

Érika Rufo disse...

É um tema muito atual, que a gente vê acontecer quase o tempo todo nas escolas, não a parte da vingança, mas do bullying. Não concordo muito com vingança, mas acredito que ela trará consequências negativas para todas as pessoas envolvidas nela. Estou muito curiosa em relação ao livro e lerei assim que possível!


Beijos!!

Raquel Pereira disse...

Adoro livros com a temática de vingança. Quando se passa na época do colégio então.
A capa desse livro, é bem interessante. As três meninas tem mesmo cara daquelas esnobes que não se importam com ninguém

Bjok