quarta-feira, 9 de julho de 2014

#Resenha: Geek Love: O Manual do Amor Nerd - Eric Smith

Geek Love: O Manual do Amor Nerd
Autor: Eric Smith
Editora: Gente
Número de páginas: 208

"Eric Smith sabe mais do que ninguém que existem prazeres imensos na vida geek. Amigos incríveis, conversas até de madrugada sobre realidades alternativas ou até mesmo o simples prazer de ler aquele lançamento de quadrinhos. No entanto, chega um momento na vida de todo nerd em que o amor bate à porta e daí vem a hora de jogar o xadrez tridimensional que é o mundo dos solteiros. Não se desespere, jovem Padawan! Deixe Smith guiá-lo por esse caminho e descubra que amar é muito mais do que flores e bombons. Afinal, nada é normal na vida do nerd, e o amor não é senão o mais extraordinário dos fenômenos humanos."

Compre: Saraiva | Submarino

Este livro foi cortesia da editora Gente.

Geek Love é o tipo de livro que, caso você não esteja inserido em seu público-alvo, provavelmente não aproveitará seu conteúdo ao máximo. Então, se você não faz a menor ideia de quem Spock, Kirk, Yoda, Dungeons & Dragons, RPG e demais ícones do mundo nerd/geek são, melhor passar longe desse livro, pois não há como entender nada dele.
Eu não me considero uma nerd/geek, mas, felizmente, tenho raso conhecimento sobre esses e vários outros elementos, personagens e franquias que são exaustivamente citados pelo autor em Geek Love. Embora eu não saiba de tudo, pelo menos essa certa noção me ajudou a não ficar com cara de interrogação durante a leitura inteira.
Este é um manual do amor nerd, como o subtítulo sugere logo de cara. A principal proposta é guiar o nerd que, na maioria das vezes, é considerado um ser à margem das relações sociais e, principalmente, da arte da conquista, a situar-se nesse estranho mundo que é o do namoro. Embora Eric Smith deixe claro em alguns momentos que as dicas também são válidas para a garota nerd, é um livro claramente escrito para garotos; disso não há a menor dúvida.

"Se por acaso for um vulcano, pode acabar enfrentando anos sabáticos para expurgar todas as suas emoções e atingir a pura lógica."
(pág. 105)

Dividido em sete capítulos, somos guiados por todo o mundo do namoro. Desde a observação, passando pela investida, a tentativa e o desfecho, que pode incluir um namoro firme e, talvez, até mesmo chegar a planos mais sérios e duradouros. O objetivo é mostrar ao nerd desajustado que o mundo em que ele vive, os personagens pelos quais é apaixonado e chega a idolatrar, podem, sim, servir de inspiração na hora de comportar-se no mundo real.
A princípio, o chamado Player 1 (o leitor) é levado a identificar suas qualidades e defeitos, de modo a encaixar-se em um dos perfis predeterminados pelo autor. Seguindo em frente, as dicas vão desde o lugar onde se está de olho em alguém, passando pela primeira abordagem, os resultados dela, para depois, então, seguir para o guia de como se vestir e se comportar no primeiro encontro.
Smith aborda todos os cenários possíveis, bons ou ruins, de modo que o leitor está muito bem assistido, qualquer que seja o rumo que seu flerte e investida tomem com relação à (ao) pretendente.

"Se quiser deixar os cabelos bonitinhos para o encontro, corte ao menos uma semana antes. Cortar no dia pode ser um desastre se seu barbeiro resolver dar uma de Edward Mãos de Tesoura, cortando demais e o deixando com um visual novo impossível de consertar." 
(pág. 115)

Embora seja um livro para poucos, preciso reconhecer que Geek Love é um manual muito bem escrito. A edição da editora Gente está caprichada demais, com páginas enfeitadas em papel de boa qualidade e todas coloridas. Para que ficasse perfeito, eu teria optado pela capa dura ao invés da normal, com orelhas; aí, sim, teríamos uma obra-prima visual!
Quanto ao conteúdo, algumas dicas podem, sim, ser utilizadas pelas garotas, mas confesso que fiquei decepcionada que o livro fosse exclusivamente direcionado aos homens. Na minha opinião, Smith deveria ter mantido o livro "unissex", afinal, penso que a arte da conquista não só pode ser difícil para os meninos nerds como também para as meninas. E reforço: se você não tem a menor noção do mundo nerd, passe longe desse livro ou ele será uma leitura arrastada e sem sentido.
No mais, é um guia completo e que realmente atende ao seu propósito. Em momento algum deixa o leitor em dúvida, suprindo todas as possibilidades, o que fazer, o que não fazer, todos os cenários que possam acontecer nesse mundo imprevisível e confuso que é o da conquista e do namoro. Pessoalmente, achei um guia muito bacana, extremamente bem feito, com muito capricho por parte da editora Gente. Entretanto, se eu soubesse que ele se dirigia a um público tão restrito, definitivamente teria escolhido outro título.
Uma pena, pois o livro é rico em conteúdo e um dos pontos que mais me chamou a atenção foi: embora em um momento a tradução claramente tenha sido regionalizada, incluindo-se eventos que conhecemos aqui no Brasil, a editora preocupou-se em disponibilizar, como nota de rodapé, o que realmente estava escrito na versão original, mesmo que as citações nos parecessem estranhas. Isso, para mim, foi muito importante e eu espero que eles continuem a fazer isso caso haja uma próxima vez. Muito interessante!
Leitura restrita, mas, se você quiser se arriscar, encontrará um manual bem escrito e muitas dicas que poderão ser usadas no dia a dia, mesmo que você não seja um nerd assumido.

"Não quer que ela pense que se esqueceu dela. Tente fazer algo bem louco... por exemplo, usar seu celular como um telefone. Ligue para marcar uma data e outros arranjos."
(pág. 157)

Nota:



13 comentários:

Andrea Duarte disse...

fiquei com cara de paisagem no primeiro quote '-' hahaha eu já tinha visto o livro e achei a capa bem legal. Tinha vontade de lê-lo por causa da capa , mas ja vi que não vou ler mais :/ Pelo menos não adquiri um livro que não vou gostar, ou entender. Muito obrigada ! haha
bj, dréa

Monica Navarro disse...

Oi, Vê
A ideia do manual é bem legal. Conheço um pouco desse mundo nerd, mas acho que esse livro não me interessou. A capa é muito linda.

alice aguiar disse...

eu quero muito ler meu exemplar. acho que vai ser uma boa leitura.

Thiago Margarida disse...

Eu fiquei curioso/interessado com esse livro. A principio não preciso mais dele, mas mesmo assim vale a curiosidade.
E acho difícil fazer um livro desses 'unisex'. Tem muita coisa que dá pra aproveitar pros dois, maaaasss... na essência esperamos coisas diferentes de ambos os sexos, e ambos os sexos tem ''problemas'' diferentes pra resolver ao buscar um parceiro
Beijos

Ana Clara disse...

Oi Vê!

Eu tô louca por esse livro. Apesar de ele se encaixar no gênero auto ajuda, não parece ser. Tudo bem que ele é destinado ao público masculino, mas quem liga? Tenho certeza absoluta que me divertiria bastante lendo-o. Espero ter essa oportunidade em breve.

Beijos!
http://www.roendolivros.com/

Desbravadores de Livros disse...

Eu já tenho esse livro, mas ainda não o li. Espero realizar a leitura em breve, Vê. Pretendo ler em breve. Eu, apesar de nerd, sou um pouco diferente. Sou bons em relações sociais; só não gosto delas. haha
Uma pena o autor não ter abordado o lado feminino no livro.

Veezinha disse...

Você tem toda razão, Thiago! Existem diversos aspectos que divergem para ambos os sexos; mas o que eu realmente gostaria é que tivesse vindo um aviso do tipo "exclusivo para garotos"; aí eu teria passado longe mesmo. rsrsrs


xx

Gisele Pereira disse...

Fiquei um pouco interessada, mesmo não fazendo muito o meu tipo de leitura, mas pretendo lê-lo em breve ;)

Jaqueline Felix disse...

Livro perfeito pra mim, que sempre fui considerada nerd e me descobri recentemente Geek: relações sociais e namoros são um terror para mim.
É mesmo meio chato ele ser voltado para os homens, mas temos que provar que as Geeeks também existem e precisamos conquistar nosso lugar. Quem sabe até escrevermos um livro mais afim com nossas expectativas e necessidades.
Enfim, não sou de seguir manuais nem gosto de livros estilo auto-ajuda, mas essa obra tem meu like.

Andreana Marques disse...

Confesso que o livro não me chama atenção nenhuma, a não ser a capa que é bem bonitinha, fora isso creio que seria uma leitura beeeem arrastada. Também achei bem chato o livro ser exclusivamente direcionado aos homens, assim como você citou na resenha, o que me deixa mais desanimada ainda. Mas quem sabe, um dia eu o leia e talvez até seja uma leitura produtiva né? rs

Milena Soares disse...

Não sou muito conhecedora mas curto o mundo nerd/geek, o livro parece super interessante, quero muito ler.

Aline Ramos Costa disse...

Oi Vê, tudo bom??Fiquei apaixonada pela capa desse livro, desde a pela primeira vez que o vi..E agora lendo sua resenha percebo que ele é melhor do que eu imaginava..Sei que vou adorar ler e me divertido com a trama, já que conheço um pouquinho desse mundo nerd...mas, fiquei um pouco decepcionada por saber que a escrita é mais voltada pra esse público específico, e que assim muitos não o apreciarão...enfim, depois que ler ,espero gostar. ..bjs e parabéns pela resenha.

JessicaLisboa disse...

Não sou lá muito fãn desse genero de leitura porem gostei bastante da capa desse livro é muito fofo !