domingo, 7 de setembro de 2014

#Resenha: Toda Poesia - Paulo Leminski

Toda Poesia
Autor: Paulo Leminski
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 424

"Paulo Leminski foi corajoso o bastante para se equilibrar entre duas enormes onstruções que rivalizavam na década de 1970, quando publicava seus primeiros versos: a poesia concreta, de feição mais erudita e superinformada, e a lírica que florescia entre os jovens de vinte e poucos anos da chamada 'geração mimeógrafo'. Ao conciliar a rigidez da construção formal e o mais genuíno coloquialismo, o autor praticou ao longo de sua vida um jogo de gato e rato com leitores e críticos. Se por um lado tinha pleno conhecimento do que se produzira de melhor na poesia - do Ocidente e do Oriente -, por outro parecia comprazer-se em mostrar um 'à vontade' que não raro beirava o improviso, dando um nó na cabeça dos mais conservadores. Pura artimanha de um poeta consciente e dotado das melhores ferramentas para escrever versos. Toda poesia é uma verdadeira aventura - para a inteligência e a sensibilidade."

Compre: Saraiva | Submarino

Esperei muito tempo até ler Toda Poesia e o grande motivo disso foi o alto preço do livro. Embora fosse uma enorme coletânea de poesias de Paulo Leminski com uma super diagramação, o alerta do valor salgado (quase R$50,00) sempre soava na minha cabeça e eu acabava postergando a compra.
Até que um dia ele entrou em promoção! Aí vi a chance perfeita para adquiri-lo e, finalmente, matar a minha curiosidade. E só tenho uma coisa a dizer: minhas expectativas não só foram atendidas, como também superadas! As poesias de Paulo são leves e muito divertidas de se ler.

Sem começar qualquer verso com letra maiúscula ou fazer uso de qualquer pontuação, a leitura pode parecer um pouco estranha no começo. Afinal, são pouquíssimos os textos que possuem título, então acabamos nos perdendo um pouco, tentando imaginar se aquela estrofe faz parte da composição anterior ou se já é uma outra proposta.
Mas, uma vez superada essa confusão, a leitura flui rapidamente. O livro é dividido em diversas partes, cada uma delas reunindo os textos de Leminski que, anteriormente, foram publicados em outros títulos separadamente. São diversos livros dentro de um único livro. E o editor teve o maior cuidado de nos avisar ao início de cada novo segmento. As notas são bem explicativas e vão contando um pouco da história do Paulo ao longo das páginas.

Algo que eu simplesmente amei durante a leitura foi a simplicidade dos versos do autor. A rima estava sempre presente e a sacada era tão singela, mas, ao mesmo tempo, tão fantástica, que tornava-se muito especial. Apesar de muito prática e rápida, eu quis prolongar o máximo que pude o virar das páginas, aproveitar um pouco de cada vez.
Depois de ter ouvido falar tão bem de Paulo Leminski, posso dizer que eu finalmente encontrei um poeta brasileiro, arrisco-me até a considerá-lo um "clássico", que seja divertido de ler, próprio para todos os momentos, sem nunca cansar ou ficar monótono. Seja pela diagramação diferente ou pelo conteúdo simples, porém expressivo, Toda Poesia é aquele tipo de livro que desejamos pegar novamente para ler o tempo todo!

A capa é minimalista, mas chamativa: um tom de laranja fluorescente, o bigode que era marca do autor e que, inclusive, está na foto dele na orelha da contracapa. Tudo aponta para o que nos aguarda na parte de dentro: nada de complicações, apenas divertimento. Muitas pessoas dão seus depoimentos ao longo dos segmentos e falam de Paulo Leminski com muito carinho. De uma forma, senti-me parte da história dele, como se ele ainda estivesse entre nós, pronto para produzir novas poesias.
A edição da Companhia das Letras está demais de caprichada, com uma diagramação impecável e visualmente de encher os olhos, antes mesmo de conferirmos o conteúdo dos versos. São vários poemas escritos de maneiras diferentes, com fontes maiores ou menores, cursivas ou quadradas, em linhas ou círculos; a verdade é que cada livro é uma surpresa.

Se você não é muito fã de poesia ou prefere ler uma coletânea dessas com calma, Toda Poesia é mais do que recomendado! Com textos simples, reflexivos e fáceis de ler, você passa pelas páginas sem sequer perceber. Esse é o tipo de poesia que eu indicaria sem medo para qualquer pessoa. Impossível não gostar de uma rima divertida e de ideias que te fazem pensar. Minha espera pela compra valeu à pena e Paulo Leminski rapidamente entrou para o rol de autores favoritos e que, com certeza, prestarei mais atenção daqui para frente, procurando conhecer ainda mais sobre sua vida e obra. Um prato cheio para quem está na dúvida quanto ao que ler, para quem não sabe por onde começar no mundo das poesias, para quem deseja uma leitura de cabeceira para toda hora.

Classificação:

Clique aqui e saiba mais sobre o novo sistema de notas do blog. ;)



7 comentários:

Thabata Robles disse...

Aqui onde moro o frete acaba saindo bem salgado, quase sempre espero muito pra comprar um livro que quero. Ainda espero uma promoção legal para comprar esse livro. Vejo muitos comentários positivos sobre esse livro de Paulo Leminski e a vontade de ler só aumenta.

Ana Clara disse...

Oi Vê, tudo bom?

Ai, eu sou doida com esse livro. Não sou uma leitura assídua de poesias, mas Paulo Leminski é amor demais, justamente porque as poesias dele são "fáceis" de entender e são leves.

E tem mais: a diagramação desse livro está realmente a coisa mais linda do mundo. A capa é maravilhosa. Acho que nunca tive uma decepção com nenhum livro da Companhia das Letras, tanto na aparência quanto no conteúdo.

Beijos!
http://www.roendolivros.com/

Bianca Aguiar disse...

Confesso que nunca fui muito fã de livros de poesia, mas esse parece ser otimo! Sua resenha conseguiu me deixar bastante curiosa! Já ouvi muito falar de Paulo Leminski, mas nunca li nenhuma de suas poesias. Acho que agora é a oportunidade perfeita!

Beijos xx

http://livros-nerdices-tudomais.blogspot.com.br/

Gladys Sena disse...

De verdade, poesia nunca foi muito a minha praia e um livro com esse preço "assusta" mesmo, rs.
Mas como vc disse que o texto é fácil e passa rápido, se tiver uma oportunidade, quem sabe não o leia?
Bj!

Nathalia Simião disse...

Ai Vê, eu não consigo gostar taaanto assim de poesias mas acho que é falta de costume.

David Galan disse...

Gosto muito das poesias do Leminski justamente por ele se valer de toda a licença poética, simplicidade e sutileza em forma de poesia, li outras obras dele, esse livro estou querendo compra há muito o problema é o mesmo que o seu o preço que é bem alto e no momento não estou podendo, espero que consiga ter o prazer de possuir esse livro na minha estante em breve e faça essa leitura.

Desbravadores de Livros disse...

A perfeição desse livro começa pela capa e termina com a escrita grandiosa do autor, tenho certeza. Ainda não li a obra, mas conheço bem a escrita do autor e sei que é maravilhosa. Suas poesias são diferentes das usuais, mas isso só o engrandece, deixa mais incrível.
Fiquei com ainda mais vontade de ler esse livro, Vê.