sexta-feira, 1 de maio de 2015

Widbook: autopublicação em um novo nível


No ano passado, o Brasil recebeu a sua versão do site Widbook que, embora criado por uma equipe 100% nacional, havia sido inicialmente lançada em outros países, como os Estados Unidos. Depois de uma grande recepção lá fora, chegou a plataforma de autopublicação que já era febre entre os gringos.

Com uma vasta comunidade de autores e leitores já estabelecidos, foi questão de tempo até que os usuários brasileiros invadissem e iniciassem suas próprias publicações, fossem elas de iniciantes ou veteranos. A leitura acabava de ganhar mais um espaço de discussão e os autores, um espaço de divulgação do próprio trabalho.

Em Julho/2014, fui convidada a conhecer a sede do site que, coincidentemente, ficava aqui em Campinas. Um dos meus sonhos era visitar o espaço físico de algo que eu acessava e conhecia apenas através do meu computador. Afinal, quem nunca quis conhecer a sede do Google e derivados? Então, fui calorosamente recepcionada pela Gabriela Loschi, assessora do Widbook, e passamos uma tarde agradabilíssima discutindo sobre leituras, blogs e, claro, o próprio site e a proposta que ele trazia para nossos autores: a oportunidade de publicar de maneira simples e efetiva suas histórias com a integração e o alcance das redes sociais, como o Facebook.

De fácil acesso, layout clean e organizado, foi trazendo melhorias e novidades cada vez mais legais ao longo de seus meses de funcionamento e crescimento em solo brasileiro, bem como parcerias inovadoras, como com a empresa Kobo e a editora Rocco. Tudo para que os seus membros se sentissem cada vez mais acolhidos e incentivados a compartilharem suas criações e, também, trocassem experiências e comentários.

Você pode entrar no site através de sua conta do Facebook e, a partir daí, basta deixar-se levar pela curiosidade para conferir cada parte do site, que divide em vários gêneros as histórias que ali se encontram, não apenas em português, como em vários outros idiomas. É bem verdade que há uma enorme oferta de títulos em inglês, mas os brasileiros logo trataram de diminuir ao máximo essa "defasagem" e podemos encontrar livros e amostras de autores que já conhecemos e de outros que ainda vamos conhecer. Além disso, há o "E-book da semana", livros selecionados pelos curadores e que são apresentados aos usuários através de e-mails, que também podem ser configurados para apresentar os títulos escolhidos em outros idiomas também.

Por ser tudo muito interativo e prático, pode ser a plataforma essencial, se você está pensando em
começar a publicar, mas não sabe como e nem onde. Após minha primeira publicação em antologia impressa no ano passado, há pouco mais de um mês dei o meu primeiro passo e publiquei uma história no Widbook. Não há nada mais simples! Você tem todo o controle de edição e pode deixar seu livro/conto/fanfic, do jeito que quiser. E mais: o site tem como garantir a data de publicação e autenticidade da obra, caso haja uma situação desagradável envolvendo plágio e afins.

Continuando com as ferramentas disponibilizadas pelo site ao longo de seu primeiro ano aqui no Brasil, tivemos o lançamento da Conta Premium, onde, por R$7,99 ao mês (ou por um plano anual com desconto de 10% no valor), autores podem ter acesso a detalhes sobre o alcance de suas obras, um verdadeiro raio-X sobre seus leitores em um histórico detalhado de leituras. Entre outras funcionalidades, há a possibilidade de comercializar seus e-books através da Kobo, disponibilizando-os para inúmeros usuários do e-reader vendido pela Livraria Cultura.

Seguindo por essa mesma possibilidade, os leitores também podem realizar doações de qualquer valor para os autores através da página do próprio livro. Se você gostar muito da obra, pode contribuir e, assim, também estará incentivando o autor, além de deixar comentários, indicar e dar sua nota para o título que leu. Tanto a doação quanto o pagamento da Conta Premium são feitos através do site PayPal.

Pretendendo ficar ainda mais próximos de seus leitores e usuários, o Widbook realizou no último dia 28 de março o primeiro encontro em Campinas, na Livraria Cultura, para uma conversa descontraída que contou com blogueiros, escritores, leitores e o fundador da plataforma, Joseph Henri Bregeiro. Todos puderam se apresentar e contar um pouco sobre a própria trajetória no mundo da literatura, fosse apenas como leitor/apreciador, ou como criador de histórias. Foi-nos apresentado um pouco mais sobre a história de origem e criação do Widbook, bem como a forma com a qual o trabalho se desenvolve conforme feedback dos próprios usuários, que estão sempre ajudando e contribuindo para que o site melhore cada dia mais.

Você pode baixar o aplicativo do Widbook gratuitamente na Apple Store e no Google Play, garantindo a leitura dos e-books em qualquer lugar e a qualquer hora!

E não deixe de conferir minha primeira publicação por lá! Confira abaixo um pouco mais sobre Um Estranho no Linho:


"Ao acordar no dia do seu casamento, Alexandra leva um susto ao perceber que passou a noite ao lado de outro homem. Alguém que a fará repensar sobre a escolha que está prestes a fazer.
Será que suas madrinhas serão capazes de pensar em uma saída?"



8 comentários:

Amanda Arrais disse...

Eu até o momento não escrevo nada.. rsrsrs só leio mesmo.
e acho importantíssimo sites e ferramentas como essa, assim
vários autores podem publicar seus livros gastando pouco.. e nós
leitores temos acesso a uma infinidade de obras bacanas..
esse eu ainda não conhecia.. e claro
vou dar uma passadinha lá e me cadastrar..

Desbravadores de Livros disse...

Olá, Vê.
Já conhecia por alto sobre a ferramenta, mas desconhecia todas as qualidades.
Acho importantíssimas essas plataformas de publicação; elas são, sem dúvidas, a porta para o sucesso para muitos escritores que estão começando, assim como nós.
Vou conferir sua publicação por lá. *O*

Ricardo Biazotto disse...

Se bem me lembro, esse mês vai completar um ano que apresentei o Widbook a você e não tem como não ficar feliz por saber que você participou de tantas coisas muito interessantes em um espaço de tempo tão curto. Desde a visita ao Widbook, a participação no evento e principalmente a publicação do seu conto - conto esse que, como bem disse em minha resenha, apenas comprovou todo o talento inegável que você demonstra desde que nos conhecemos.
A verdade é que a publicação desse conto me encheu de esperanças de ver outras publicações de sua autora na plataforma, pois tenho certeza que serão surpreendentes e, claro, também serão resenhadas com por muito prazer e satisfação. Ou seja, você precisa publicar novos e-books o quanto antes. E sim, essa é uma cobrança de um leitor que admira o seu lado escritora e fica sempre na expectativa por suas criações! :D


Beijos, Vê!

Gislaine Oliveira disse...

Oiiii, tudo bem??? Eu ainda não fui arrastada para o Widbook, heheh. Por enquanto só uso mesmo o wattpad. Mas tenho muitos amigos que o usam e dizem que é maravilhoso. Uma hora crio coragem e publico algo lá. Acho muito bacana esse tipo de oportunidade para nós, novos autores :)

Um beijão

http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

alice aguiar disse...

u gosto da plataforma da widbook, mas acho que o visual de algumas coisas poderia melhorar lá. porém é uma ótima plataforma.
opa vou dar uma lida no que vc pubicou lá e qualquer coisa te falo ^^
http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br

nathalia silva disse...

Primeira vez que encontro um post que fala sobre essa nova rede de divulgação dos trabalhos dos autores que estão ( ou não) começando. E sei que esse post está contribuindo para que essa ferramenta seja mais conhecida. Não dúvido que logo, logo estaremos vendo tantas obras nacionais, que essa "defasagem" seja logo diminuida. Afinal, o mercado brasileiro literário está crescendo cada vez mais.

Beijos
http://ventoliterario.blogspot.com.br/

Liih disse...

Eu nunca tinha ouvido falar desta plataforma, acredita?! Mas achei super bacana, apesar de que não gosto muito de ler online. Contudo, depois de tantas coisas boas a respeito e de saber que você tem uma obra lá, vou da uma chance. Afinal, eu amo literatura nacional. E já vou começar a ler a sua história e depois dou meus pitacos, tá?!

Fran Ferreira disse...

Nossa Vê, incrível essa 'plataforma", é bom saber que nossos autores poderão ser conhecidos e reconhecidos ainda mais. Eu nunca tinha ouvido falar, pena só poder acessar por face (não tenho), mas vou dar uma pesquisada e entender melhor sobre ele.
Parabéns pelo livro, que você possa nos presentear com muitas outras obras.
Bjss