sábado, 20 de agosto de 2016

#Indicação - Filme: Goosebumps - Monstros e Arrepios


Goosebumps: Monstros e Arrepios - 2015


O jovem Zach Cooper (Dylan Minnette) se muda de Nova York para uma cidade pequena dos Estados Unidos, para onde a mãe é transferida. Lá, eles passam a morar na casa ao lado da de Hannah (Odeya Rush) – por quem o adolescente se apaixona – e o pai, o ranzinza R. L. Stine (Jack Black). Depois de escutar gritos vindo da propriedade ao lado, Zach invade a residência com a ajuda do medroso colega (Ryan Lee) e acaba, acidentalmente, abrindo um dos livros e, consequentemente, dando início à libertação de todos os monstros criados por Stine. Juntos, eles terão que mandar as criaturas de volta para as prateleiras.

Compre: Saraiva | Submarino

Goosebumps é um daqueles filmes que você pega para assistir à toa, tarde da noite, quando o sono simplesmente não vem. Algo semelhante me aconteceu quando me deparei com Os Goonies (quase igual, mas totalmente diferentes! ha).
Há um bom tempo eu não via uma atuação tão legal do Jack Black, desde Escola de Rock, o meu filme favorito dele. Nesta história, ele é um escritor de grande sucesso, tendo publicado uma série de livros infanto-juvenis de terror muito especiais.
Zach é novo na cidade e logo se depara com seu vizinho peculiar e sua filha super interessante Hannah. Convencido de que o homem é um sujeito agressivo, depois do sumiço repentino de Hannah, ele chama a polícia para que vá até a casa ao lado investigar a possível situação de violência doméstica, mas o que acaba encontrando são dois policiais bonachões e um muito suspeito vizinho de olhos desconfiados.
Sem conseguir esquecer de que há algo errado, Zach, então, chama seu novo amigo da escola, Champ, e juntos, invadem a casa do vizinho para procurar pelo crush do garoto. Mas, o que encontram, é uma estante de livros encadernados pretos, trancados. Impaciente, Zach ignora a recente descoberta de Champ ao constatar tratar-se da obra completa de R. L. Stine, o famoso e misterioso autor de Goosebumps, uma série que não te deixa dormir com suas aventuras aterrorizantes.
À procura de Hannah, Zach pega a chave sobre a escrivaninha da sala e abre um dos livros. E é aí que tudo começa a sair de controle. O exemplar abre, libertando de suas páginas o Abominável Homem das Neves de Pasadena. Querendo entender a situação, os dois vão atrás de Hannah que, determinada a proteger o trabalho de seu pai, vai à caça do monstro para tentar trazê-lo de volta às páginas, onde ele pertence.
Em meio a isso tudo, um incidente na casa faz com que todos os livros de Stine sejam abertos e todas as criaturas escapem de suas páginas. Os monstros invadem a pequena cidade, espalhando o caos e jurando vingança a Stiles, liderados por um irritante boneco de ventrículo.
A aventura não se limita aos monstros e há espaço até mesmo para muitas risadas, sustos e romancezinho. Eu me diverti muito o filme inteiro, apesar de não ser algo extraordinário. Sempre me lembro das capas bizarras das edições de Goosebumps aqui no Brasil. Nunca foi o tipo de livro que atraísse minha atenção, mas, sem dúvidas, era algo que os olhos simplesmente não conseguiriam desviar numa prateleira.
Zach e Champ são o tipo de amigos patetas que ingressam em uma jornada arriscada que os coloca à prova. Seus medos são testados, bem como seus limites, invocando sua coragem de adolescente para salvar o mundo (ou, pelo menos, a cidade em que atualmente habitam). E, como não poderia faltar em um filme onde os adolescentes são os protagonistas, sobra até uma liçãozinha para Stiles, que o fará ter coragem e enfrentar suas próprias criações. De alguma forma, o homem tem o dom de dar vida (literalmente) a seus personagens, o que talvez seria o sonho de muitos escritores.
Super indicado como aquele filme de fim de tarde, para ver com os pais ou os amigos, com pipoca, em uma maratona ou despretensiosamente quando estiver em exibição na TV. Goosebumps: Monstros e Arrepios não é aquele filme fantástico que te faz ficar loucamente obcecado pelo universo apresentado, mas, com certeza, faz com que você reconsidere a leitura das obras para saber um pouquinho mais sobre esses monstros que não te deixam dormir.
A atuação de Jack Black está ótima, ele se superou em vista de seus últimos trabalhos e voltou a atrair a minha atenção ao seu trabalho como ator. Os outros jovens, confesso que não os conhecia, mas atuaram muito bem e trouxeram o espírito de jovens aventureiros para o filme.
Definitivamente, é um filme que merece a atenção!

Classificação Final:


Nenhum comentário: