sábado, 31 de dezembro de 2016

#Resenha: Diário de uma Garota nada Popular - Rachel Renée Russell

Diário de uma Garota Nada Popular (Dork Diaries #01 - Tales from a Not-So-Fabulous Life)
Autora: Rachel Renée Russell
Editora: Verus
Número de páginas: 282

"Nova escola. Nova garota malvada. Nova paixão. Novo diário para que Nikki possa contar tudinho."

Compre: Saraiva | Submarino

Não há nada melhor do que um livro escrito na forma de diário e visualmente trabalhado para parecer com um, até mesmo com ilustrações bonitinhas de bonequinhos palito. Encontrei isso nos livros de Diário de um Banana e há muito tempo queria ler Diário de uma Garota Nada Popular.
Um dos grandes empecilhos para mergulhar nessa série é o preço salgado que temos sobre cada um dos exemplares de capa dura. Mas, uma vez em mãos, a história é rápida de ler e, quando você menos espera, já terminou!

"Gasto TODAS as minhas economias em cadernos, lápis, canetas, cursos e coisas do tipo. Ai, tô tão FALIDA que compro casquinha de sorvete parcelada no McDonald's!"
(pág. 05)

Nikki é a típica adolescente, passando pelos típicos problemas dessa fase, em uma escola onde não é a mais popular das garotas e, como sempre, possui certos obstáculos, também conhecidos como perseguidores.
Não espere desse livro uma história extraordinária, pois nós sabemos o que ela contém. É um desses passatempos quando você não precisa de um enredo muito complicado ou de muitos dramas. Um ótimo divertimento, mas não deve ser levado muito a sério, pois, convenhamos, não tem nada de novo nele.

"E o fato de que a Bicuda cantando parecia uma baleia jubarte em trabalho de parto não ajudou muito."
(pág. 168)

Mas o que realmente atrai nessas histórias são as situações cômicas. E, pode acreditar, é cada uma em que a Nikki se envolve! São garantias de muita diversão e risadas! Não importa a idade do leitor, Diário de uma Garota Nada Popular nos leva pelos corredores do colégio e da vida de uma adolescente que está aprendendo e amadurecendo, tudo ao mesmo tempo.
Parte do charme está nas ilustrações, pois isso te ajuda a criar um cenário, por mais clichê que seja. Em alguns momentos você talvez se irrite com a nossa divertida narradora, como quando ela insiste em narrar que determinada fala ela não disse em voz alta e que, portanto, ninguém a ouviu ou quando determinado ato é "superimaturo".
Fora isso, é uma leitura ideal para momentos em que precisamos relaxar, nos livrar de preocupações e ter um pouco de diversão. Não vá ler Diário de uma Garota Nada Popular esperando uma história inédita ou surpreendente, mas apenas atenha-se à promessa: colégio, adolescente, trapalhadas e tudo compartilhado em um diário; sinceramente, não tem como errar na receita!

"Na minha MENTE, eu estava cansada de saber o que a MacKenzie pensava SOBRE os outros, porque isso não era MATÉRIA relevante!"
(pág. 277)

Classificação final:



Um comentário:

RUDYNALVA disse...

Vê!
Gosto dos livros infantos porque são sempre carregados de aventuras e posso rir um pouco porque torna a leitura bem descontraída.
“Ano Novo!
Um novo ano começou, e assim, eles passarão: um a um… São mais 365 dias... Novas outras 365 oportunidades de fazer diferente! Fazer melhor, fazer mais, em alguns casos, fazer menos… Espero que ao final desse tempo, possamos contabilizar quantas estrelas fizemos brilhar…” (Desconhecido)
FELIZ 2017!
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!