domingo, 29 de outubro de 2017

Dia Nacional do Livro - Leia.Seja #leiaseja

Hoje, dia 29 de outubro, comemora-se o Dia Nacional do Livro. E, sendo também o mês das crianças, é praticamente impossível deixar de relacionar uma coisa à outra.
Que tipo de crianças fomos ou somos? Tivemos sempre o gosto pela leitura ou ele nasceu em uma determinada idade? Foi por incentivo da família, dos amigos, da escola ou de alguma outra pessoa? Você se lembra do primeiro livro que leu? Bom, eu não me lembro de qual foi minha primeira leitura, mas, em meus 23 anos eu sempre fui muito apegada às páginas dos livros. E tal amor eu atribuo sempre à minha mãe, que me incentivou desde sempre. Com o passar dos anos, esse amor foi crescendo de tal forma que alguns diriam que virou obsessão. Em um mundo cada vez mais tecnológico e menos analógico, às vezes nos preocupamos como será o cenário literário daqui alguns anos. Os leitores digitais vieram, mas, se me perguntarem, eu diria que os livros físicos seguem firmes e fortes, apesar das crises que viemos enfrentando.

Fato é que não importa se seu primeiro livro foi um título internacional ou um nacional, clássico ou contemporâneo, importa que você leia!
Ler nos transporta para diferentes lugares, tempos, espaços, dimensões. Ler nos dá ideias, ler nos dá sonhos e alimentam nossa imaginação para buscar melhorar nossas vidas.
Ler melhor nosso vocabulário e nossa fala, você aprende palavras novas e novos significados para aquelas que já conhecia.
Ler é um exercício que diverte e às vezes pode até arrancar algumas lágrimas.
Ler nos faz refletir e questionar a realidade que vivemos, nos faz querer lutar pelo que é certo.
Ler é tudo de bom!



Pois então não importa se for uma história em quadrinhos, um gibi, uma ficção, autoajuda, erótico, romance, histórico, policial, religioso... LEIA! SEJA!
Deixe sua cabeça mergulhar na história, abstrair-se do mundo real que anda cada vez mais difícil. Nós sabemos. Nós entendemos. E procuramos sossego nessas páginas, nas palavras de outros autores que podem descrever quem somos, quem fomos, podem até ditar quem decidiremos ser daqui em diante.

E não se esqueçam: incentivem as pessoas à sua volta a lerem também! Não existe quem odeie ler, existe apenas quem não encontrou o livro certo!
Quanto mais cedo somos fisgados por esse universo mágico, maiores a chances de termos um futuro amplo e cheio de possibilidades à nossa frente.
Com os nossos sonhos, as nossas ideias e a nossa crença, o céu é o limite!
Celebre seus personagens favoritos, siga seus autores favoritos nas redes sociais, deixem que eles saibam o quanto as histórias deles mudaram sua vida. Não se acanhe em dizer sua leitura preferida; não deixe a opinião alheia afastá-lo de sua curiosidade.
Como digo muitas vezes aqui no blog diante de uma resenha negativa: o que não funcionou para mim, pode funcionar para você!
Somos feitos de momentos, uma hora estamos tristes, estressados, outra românticos, sonhadores e engraçados. Encaixar o livro certo pode nem sempre ser um sucesso, mas você saberá quando estiver lendo O livro da sua vida, pode apostar!

Então, continue tentando, procure pelos gêneros diferentes, arrisque-se em leituras que, normalmente, você não pegaria. Teste! Você pode se surpreender!

Este post faz parte de uma blogagem coletiva promovida pela campanha Leia.Seja realizada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros para valorizar o livro e seu papel transformador na sociedade.

Para saber mais sobre a campanha, você pode acessar o site oficial e seguir nas redes sociais!

Aproveita e deixa aqui nos comentários os livros que te marcaram! ;)

Nenhum comentário: