sexta-feira, 3 de novembro de 2017

#Resenha: Um Sábado Qualquer - Carlos Ruas #15diasnacionais

 Um Sábado Qualquer
Autor: Carlos Ruas

"Quem está certo? Cristãos, Ateus, Hindus,  Budistas, Judeus, Muçulmanos, Hare Krishnas, Gregos, Egípcios, Mórmons e todas as outras 10 mil religiões que já existiram, e que ainda existem, em nosso planeta. Não cabe ao autor, Carlos Ruas, escolher um lado, levantar uma bandeira ou ofender uma delas. Seu intuito é praticar o diálogo, o debate e o livre pensamento filosófico. Deixando os dogmas e pecados de lado, Ruas consegue transformar toda essa questão existencial em algo cômico. Afinal, de onde viemos, pra onde vamos? Será que a resposta está nos Deuses? Então nada melhor do que colocar todos eles em uma mesa de buteco para debater o assunto."


Eu não me lembro muito bem como exatamente entrei em contato com o trabalho do Carlos Ruas pela primeira vez. Tudo o que sei é que seu traço simples e personagens de aspecto fofinho foram o que primeiro chamaram a minha atenção para conferir suas tirinhas.
De um jeito simples, bem humorado e, mais importante do que tudo isso, sem perder o respeito, Carlos Ruas dá vida aos seus personagens que, vejam só, nada mais são do que deuses!
Com quadrinhos divertidos, mas sempre com um propósito reflexivo, você se vê envolvido pelo universo de Um Sábado Qualquer antes mesmo de terminar a primeira curta história. Dizem que com religião não se brinca, mas Ruas vai muito além disso, ele não apenas brinca como também ensina através do riso.
Recentemente eu tive a oportunidade de contribuir com uma campanha sua no Catarse para financiar o último livro, A Infância de Cristo e então eu aproveitei para ter outras publicações suas na minha casa. Por mais que possamos ler no computador, nada consegue superar ainda, pelo menos para mim, o prazer de folhear as páginas e sempre voltar àquela parte especial de que gostamos.
E quando eu recebi o pacotinho com os quatro livros foi pura alegria! Devorei os volumes mais rápido do que pude controlar e pensei: "por que não vir falar sobre quadrinhos aqui?" Já fiz isso antes! Além disso, este é um propósito que deve ser compartilhado com as pessoas! Porque eu, até hoje, não encontrei qualquer outro tipo de abordagem religiosa que não envolvesse algum tipo de discussão e, às vezes, até mesmo ofensas e desmerecimentos.
Carlos Ruas não faz isso. Ele não diz que o catolicismo é mais importante ou mais correto do que o budismo ou outra religião. Muito pelo contrário, ele reúne esses deuses em seus quadrinhos e os faz conversar, rir e, até mesmo, questionar o que nós, humanos, propagamos, na maioria das vezes, em seus nomes.
Então lá estão Deus, Zeus, Rá, Odin e, até mesmo, Lúcifer (que aqui tem o curioso nome de Luciraldo) para mostrar que não há tabus que não possam ser discutidos com uma boa dose de risos. Não se aflija, não será um massacre sobre determinada religião ou a zombaria sobre os ensinamentos de outra. Essas tirinhas trazem fatos históricos, crenças e outras informações disfarçadas de desenhos fofos e tranquilos que nos fazem questionar e aprender sobre o que está sendo dito em algumas palavras ou, então, nem mesmo isso!
O trabalho reunido pelo Um Sábado Qualquer merece apreciação, até porque nem sempre os quadrinhos nacionais são valorizados da forma como deveriam. E este é um daqueles que valem à pena! Permitam-se se perder no site do Carlos Ruas, fucem em todas as suas tirinhas, descubram seus personagens que não se resumem aos religiosos: há também os cientistas, pensadores, pesquisadores, os extraterrestres, os dinossauros e até cães e gatos!
Dê boas risadas com as peripécias de Deus ou da mais recente competição entre Deus, Zeus e Odin. Descubra as diferentes formas de enxergar o mundo de um cão e de um gato. Conheça um pouco mais do Luci, Adão, Eva, Caim... há tirinhas para todos os gostos!
E para finalizar minha resenha #diferentona de hoje, deixo com vocês a minha tirinha favorita até o momento:


Você encontra todas as tirinhas do Carlos Ruas em seu website: Um Sábado Qualquer.

Classificação final:

Nenhum comentário: