domingo, 31 de dezembro de 2017

#Indicação - Filme: Trolls




Trolls - 2016


Tronco (Justin Timberlake) parte para uma jornada de descobertas e aventuras ao lado de Poppy (Anna Kendrick), líder dos Trolls. Inicialmente inimigos, conforme os desafios são superados eles descobrem que no fundo combinam.


Compre: Submarino

Se você acha que trolls são aquelas criaturas feiosas que costumam aparecer em fantasias épicas e filmes heroicos, pode esquecer de tudo isso para assistir a essa animação da Dream Works.
Aqui, trolls são fofinhos, felizes, cantam, dançam, fazem scrapbook e se abraçam a toda hora. E é por isso que eles são a única fonte de alegria para os berguens, esses sim, seres infelizes e carrancudos que não têm o menor vislumbre de cor e música em suas vidas.
Todos os anos ocorre o "trollstício", onde os berguens experimentam a verdadeira felicidade. Mas é quando o príncipe Gristle tem a sua vez no trollstício que tudo muda. Cansados de serem comida dos berguens, os trolls armam uma fuga mirabolante para longe de sua árvore que chamavam de lar. A partir de então, eles viverão escondidos na floresta, escapando a todo custo de serem novamente emprisionados pelos berguens.

Poppy é a princesa troll mais animada, criativa e que adora uma boa música. Ela está planejando a maior, mais barulhenta e mais incrível festa para comemorar mais um ano longe dos berguens. Mas seu entusiasmo esbarra no carrancudo e pessimista Tronco, que não vê a menor graça em todo aquele estardalhaço de luzes, glitter e abraços, muito pelo contrário, são apenas iscas para que os berguens os encontrem.
Além de ser visto como o estraga-prazeres, Tronco tem uma vida bastante reclusa na vila troll, preparado para as piores catástrofes que podem acontecer. Ninguém leva muita fé em seus temores até que eles se tornam realidade. Em meio ao caos, Poppy acredita que o vasto conhecimento de Tronco dos berguens poderá ajudá-la a recuperar seus amigos antes que eles virem o banquete do próximo trollstício.

Relutante, Tronco acaba seguindo Poppy pelos caminhos sinuosos da floresta até a cidade dos berguens, onde deverão enfrentar muitos obstáculos para resgatar os alegres trolls. Toda a animação é permeada de músicas, originais e adaptações de grandes clássicos, deixando tudo mais colorido e divertido. Os trolls são criaturinhas felizes cujo excesso às vezes pode parecer mais um perigo do que realmente algo bom e Tronco é o contrabalanço ideal no comportamento surtado desses cantores-abraçadores-festeiros.
Poppy tem em seu otimismo a principal ferramenta para cativar todos ao seu redor e quando ela esbarra no realismo de Tronco, não o deixa apagar sua luz. Eu normalmente vejo animações dubladas porque gosto do trabalho que fazem (salvo raríssimas exceções, é claro), mas dessa vez eu preciso tirar o chapéu para a versão original. Isso porque eles dublaram até mesmo as músicas, o que tirou todo o charme, especialmente de músicas que são amplamente conhecidas e ficaram meio esquisitas em português. Por isso, fica a dica: assistam essa animação no original e tudo estará certo!

A Dream Works tem filmes muito legais, como a trilogia Kung Fu Panda, e Trolls virou um dos favoritos pelo seu enredo sobre amizade, felicidade e positividade, além das músicas incríveis e o ritmo dançante. Com boas doses de humor, esta animação encanta todas as idades e é capaz de deixar uma letra na nossa cabeça por dias. Ao final, você terá uma nova perspectiva dos trolls e também sobre a vida e de como devemos olhá-la com leveza e bom humor de vez em quando!

Classificação final:

Nenhum comentário: