domingo, 31 de dezembro de 2017

#Resenha: Salsichas Galácticas - Max Brallier

Salsichas Galácticas #1 - Uma Aventura Espacial (Cosmoe's Wiener Getaway - Galactic Hot Dogs #1)
Autor: Max Brallier
Ilustradoras: Rachel Maguire e Nichole Kelley
Editora: Sextante
Número de páginas: 304

"Com seu melhor amigo, Herman, Cosmo passa seus dias cruzando o universo, preparando Mega Cachorros-Quentes e lutando contra todo tipo de inimigos espaciais malucos. Depois que a Princesa Dalila sequestra a si mesma e entra escondida na nave deles, Cosmo e sua tripulação vão ter que se defender dos foguetes da Esquadra Real. Os três corajosos aventureiros farão de tudo para proteger a galáxia do Mal Supremo – e ainda vender uns cachorros-quentes pelo caminho."


Compre: Amazon | Submarino

Uma aventura completamente fora do comum. Um livro que, a princípio, você não bota muita fé, justamente por conta da história incomum. Mas, ao abrir Salsichas Galácticas - Uma Aventura Espacial, eu não conseguiria descrever meu sentimento de modo diverso ao completo espanto. O que eu tinha nas mãos não era apenas mais um livro doidinho para um público infantil. Era muito mais do que isso.
O autor trouxe à vida uma história espacial com personagens cativantes e um imenso amor por cachorro-quente que é difícil ignorar. Cosmo parece um pouco deslocado, já que é o único terráqueo de que temos notícia, mas, ao mesmo tempo, é a nossa própria representação em um cenário completamente extraterrestre.
Piloto da nave Salsicha Néon, ele e seu amigo Herman, um antigo pirata espacial, eles viajam pela galáxia vendendo cachorros-quente dos mais diversos, para todos os gostos. Acompanhados do computador FRED e do Gosma, uma ferramenta muito útil para qualquer situação, Cosmo e Herman têm uma grande surpresa quando a princesa da galáxia, Dalila, se esconde furtivamente em sua nave, o que os coloca na mira da grande rainha má, também Dalila.
Cosmo está convencido de que a jovem princesa, além da teimosia, tem muito mais personalidade escondida por debaixo de uma fachada maldosa. E é assim que eles embarcam pelo espaço fugindo da rainha e, de quebra, esbarrando em muitos outros problemas. Afinal, não seria uma aventura espacial se não houvesse, pelo menos, uns bons mercenários à sua procura, um grande torneio galáctico, seres desconhecidos e piratas zumbis, não é mesmo?

Salsichas Galácticas foi mais do que uma leitura infanto-juvenil. Logo de cara ao abrir a primeira página você leva um susto com a riqueza das ilustrações que tomam as páginas por completo, permeando o texto de uma narrativa rápida e afiada. Você consegue acesso visual ao que está acontecendo com Cosmo, Herman e Dalila ao mesmo tempo em que o jovem terráqueo narra suas aventuras para o leitor.
E não pense que temos um minuto sequer de sossego nessa história. Muito pelo contrário, Herman e Cosmo estão constantemente entrando em confusões das mais loucas e Dalila tem muito peso na maioria delas. Com alternativas inteligentes e soluções perspicazes, esse trio viaja pelo espaço no que deve ser a carrocinha de cachorro-quente mais estilosa que já se viu.
Por mais que seja apaixonada por livros para crianças e jovens, devo confessar que às vezes os enredos meio bobinhos acabam cansando. Não é o caso de Salsichas Galácticas. A ação está transbordando de cada uma das páginas e as ilustrações trazem um toque mais do que especial!
E, apesar da edição caprichada, preciso fazer duas ressalvas: a primeira é a tradução do nome do protagonista, de Cosmoe para Cosmo. Ok, talvez não faça tanta diferença assim para um leitor mais novo, mas convenhamos que não há espaço para "abrasileirar" nomes próprios, especialmente porque não vai afetar na pronúncia de uma língua para a outra.
A outra ressalva é quanto à capa do livro. Esta capa maravilhosa e, na verdade, da nova edição e eu acho que transmitiu muito mais emoção do que a antiga. Mas fiquei chateada ao receber o livro e perceber que não passava de uma jacket, uma capa de papel, por cima da antiga original. Ou seja, o livro ficou com aparência dos hardcovers estrangeiros: um livro de capa dura com uma capa de papel maleável por cima. No entanto, o segundo livro, já lançado com o novo estilo de capa, é diretamente impresso em capa dura, sem o jacket.
Não é a primeira vez que vejo isso acontecer com um livro e nem a primeira editora a fazer isso e eu entendo que é uma forma de aproveitar as edições com a capa antiga. Mas convenhamos que não fica muito confortável fazer a leitura com a jacket escorregando por entre os dedos, como já experienciei em outros livros de capa dura.
Afinal, não é uma ressalva que acabe com a experiência de leitura, mas é uma observação que não poderia passar despercebida. Salsichas Galácticas é uma excelente pedida para leitores de todas as idades, mas especialmente os mais jovens. É inusitado, divertido e com bastante ação, nada de coisas bobinhas. Ter cada página repleta de ilustrações é um bônus sensacional e com toda a certeza enriqueceu a leitura e deu umas carinhas a esses personagens tão legais! Não vejo a hora de ler a próxima aventura de Cosmo, Herman e Dalila!

Classificação final:



Nenhum comentário: